Notas policiais

571
  • Jovem leva tapa de condutor de veículo durante discussão

Um jovem de 18 anos sofreu agressão, no início da noite de terça-feira, 27 de abril, após discutir com o condutor de um veículo, na rua Coronel Bento Pires, na área central. Ele compareceu ao plantão policial, pouco depois, e registrou boletim de ocorrência por lesão corporal.

Conforme o documento, por volta das 18h40, o jovem estava caminhando pela via, acompanhando por um amigo, e, ao atravessar a rua, o motorista de um Volkswagen Up obrigou-o a pular para não ser atropelado.

Na sequência, segundo o boletim, o jovem se exaltou e xingou o condutor do veículo, o qual passou a seguir a dupla. Quando eles chegaram na praça Manoel Guedes, o motorista desceu do automóvel, acertou um tapa no rosto do rapaz, ofendendo-o, e, em seguida, deixou o local.


  • Golpistas utilizam código no Instagram para invadir ‘Whats’

Uma costureira de 32 ano teve o WhatsApp dela invadido, na quarta-feira, 28 de abril, após receber um código em uma rede social. A partir do código, os estelionatários tiveram acesso ao aplicativo de mensagens e passaram a pedir dinheiro aos contatos da vítima.

Segundo relatado, por volta das 12h50, a costureira recebeu a mensagem no Instagram contendo um código com seis dígitos. O perfil que enviou o código ainda solicitou que a costureira digitasse os números no celular dela.

A costureira teria seguido as orientações do perfil desconhecido e digitado o código. “De imediato”, ela acabou “perdendo” o número do celular e não conseguiu enviar nenhuma mensagem pelo WhatsApp.

A costureira disse à PC que os golpistas realizaram ligações e enviaram mensagens para a patroa e a irmã dela, passando-se pela vítima. Eles pediram para que a irmã da vítima quitasse o valor de um boleto, mas o documento não foi pago

Os estelionatários ainda solicitaram depósito bancário à patroa, mas a vítima não conseguiu confirmar se a transação havia sido feita antes de comparecer à Delegacia Central.


  • Furto em veículo pesado gera prejuízo próximo de R$ 5.000

Um jovem de 21 anos teve um caminhão, com o qual trabalha, danificado e furtado durante a madrugada de quarta-feira, 28 de abril. O crime aconteceu na rua Afonso Pena, no Jardim Aeroporto, e comunicado no final da tarde do mesmo dia.

Segundo relatado, na noite de terça-feira, 27 de abril, o jovem estacionou o caminhão, da marca Ford, modelo Cargo 2422 E, por volta das 23h.

Na manhã do dia seguinte, quando iria sair com o veículo, percebeu que o vidro da cabine do lado do passageiro havia sido arrombado.

Em seguida, conforme relatado pelo jovem, ele constatou que o painel do caminhão havia sido furtado, incluindo o tacógrafo. A vítima estima prejuízo de aproximadamente R$ 5.000.


  • Guarda apreende 18 porções de maconha após denúncia

A Guarda Civil Municipal apreendeu 18 porções de maconha na noite de quinta-feira, 29 de abril, por volta das 19h40, na Fundação Manoel Guedes. Os entorpecentes foram localizados após denúncia anônima.

De acordo com a corporação, equipes da Romu (Ronda Ostensiva Municipal) e do Canil da GCM faziam patrulhamento quando foram informados sobre um sujeito que estaria comercializando drogas. Segundo a denúncia, o suspeito guardava os entorpecentes em uma cerca no final da rua José Lencioni.

Os agentes se deslocaram ao endereço e, segundo a GCM, localizaram um indivíduo, com características semelhantes informadas pelo denunciante, parado em uma esquina. Ao notar que seria abordado, o rapaz teria tirado algo do bolso e o descartado.

Conforme a GCM, durante abordagem, em revista pessoal, nada de ilícito foi encontrado com ele. Ao ser questionado sobre a denúncia, o jovem, de 19 anos negou, o tráfico, mas afirmou aos guardas que era usuário de cocaína.

Segundo o boletim de ocorrência, os agentes verificaram que o sujeito havia dispensara três porções de maconha. Posteriormente, na cerca onde o denunciado pegaria os entorpecentes, os guardas localizaram mais 18 porções de maconha e R$ 47.

De acordo com o boletim, o jovem foi levado ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, depois, ao plantão policial. Lá, acabou liberado após assinar um termo de compromisso e responderá pelo porte de entorpecentes.