Notas Policiais

487
  • Golpe ‘Conto do Motoqueiro’ lesa a primeira vítima do ano

A Delegacia Central, nesta semana, registrou a primeira vítima do golpe “Conto do Motoqueiro” no município em 2021. Estelionatários provocaram prejuízo de mais de R$ 8.000 a uma idosa de 79 anos, moradora da área central. O caso aconteceu na segunda-feira, 11.

Segundo relatado pela vítima, por volta das 16h, ela recebeu a ligação de uma pessoa afirmando ser funcionária do Banco do Brasil. A idosa foi informada de que um cartão dela teria sido usado em uma compra, no valor de R$ 1.280, em Campinas.

A pessoa disse que precisaria transferi-la para uma ligação com outro atendente, para que informasse os documentos pessoais, dados da conta bancária e o número do cartão, com a senha. O suposto funcionário passou um número de protocolo para que a vítima “se sentisse segura”.

Conforme o boletim de ocorrência, o golpista disse que a idosa tinha de escrever uma carta, informando estar ciente de que poderia entregar o cartão a um funcionário do banco. Posteriormente, o motoqueiro “Josivaldo Pereira” esteve na casa da vítima, que entregou a carta e o cartão.

De acordo com o boletim, no dia seguinte, a idosa compareceu a uma agência bancária para relatar o ocorrido e o gerente informou-a de que caíra em golpe. Os estelionatários efetuaram vários saques, somando o valor de R$ 4.700, além de uma compra no valor de R$ 3.600.


Rapaz armado rouba dinheiro de supermercado no centro

Um supermercado localizado na área central sofreu um roubo no final da tarde de segunda-feira, 11. Um indivíduo armado levou R$ 1.480 do estabelecimento. Uma representante da empresa registrou boletim de ocorrência na tarde do dia seguinte.

Conforme o documento, por volta das 18h, um indivíduo estava no supermercado “fazendo de conta que fazia compras”. Ao notar que não havia mais nenhum cliente para passar pelo caixa, ele anunciou o assalto, com uma arma de fogo.

De acordo com o boletim, o bandido roubou o dinheiro e saiu do estabelecimento por uma porta lateral, deixando o local em uma motocicleta, da marca Honda, modelo CG. Pelas câmeras de segurança, a representante observou que o sujeito é “magro, moreno e de aparentemente 1,80 metro”.


  • Após ser furtada, mulher vê motocicleta na Pompeo Reali

A Polícia Militar foi acionada, na tarde de terça-feira, 12, após uma mulher de 37 anos encontrar uma motocicleta na avenida Vice-Prefeito Pompeo Reali, na vila São Cristóvão. O veículo, azul, Honda, modelo CG125 Titan KS, seria idêntica à moto dela, furtada dias antes.

De acordo com a PM, uma equipe esteve no local e localizou a motocicleta em frente a um bar. Os agentes questionaram o dono da moto, um balconista de 32 anos, o qual alegou tê-la comprado por R$ 1.000, há 40 dias.

Conforme a corporação, o homem informou que a documentação estava atrasada e apresentou um CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo), em nome da mulher que acionara a PM, referente ao exercício de 2018.

Os policiais constataram que o miolo da ignição da moto estava danificado e que a chave pertencia a outro veículo.

Contudo, segundo a PM, o balconista mostrou uma filmagem, com data de 30 de dezembro do ano passado, na qual aparece com a moto na frente da loja da irmã dele, dias antes de a mulher registrar a ocorrência de furto. Pela filmagem, a mulher reconheceu ser a moto dela, mas não soube explicar o ocorrido.

Ainda conforme a PM, os dois foram encaminhados ao plantão policial. Lá, o delegado requisitou perícia do IC (Instituto de Criminalística) na moto e determinou o registro do boletim de ocorrência para investigação do caso.


  • PM prende mulher suspeita de tráfico com 700 porções

Uma mulher de 28 anos acabou detida, na noite de terça-feira, 12, suspeita de tráfico de entorpecentes, na rua Antônio Orlando Salmasi, no Jardim Rosa Garcia 2. Com ela, a Polícia Militar recolheu mais de 700 porções de drogas, entre cocaína, maconha e crack, além de um celular e R$ 15.

De acordo com a PM, uma equipe fazia patrulhamento pelo local quando avistou uma mulher, em frente a um imóvel, “em atitude suspeita”. Ao notar a viatura, a mulher começou a andar em direção a linha férrea, mas acabou alcançada pelos policiais.

Durante a abordagem, segundo a PM, em busca pessoal, os agentes encontraram 18 pinos de cocaína, 12 porções de maconha e 14 pedras de crack, dentro de uma blusa, além do celular e do dinheiro.

Conforme a PM, ao ser questionada, a suspeita informou que possuía um depósito na mesma rua. Os agentes estiveram no local, um terreno baldio, e, sob várias telhas, localizaram mais 28 porções de maconha, 14 pinos de cocaína e 618 pedras de crack.

Segundo o boletim de ocorrência, a acusada, Érica Daiane Machado, foi conduzida ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, na sequência, à Central de Flagrantes, onde permaneceu detida, à disposição da Justiça.