Notas policiais

1066
  • Adolescentes se acidentam ao pegar veículos sem permissão

Um adolescente de 17 anos e uma estudante de 16 foram apresentados na Delegacia Central após envolverem-se em um acidente na noite de sexta-feira, 27 de novembro, na rua 11 de Agosto. O jovem confessou ter pegado a moto do pai sem autorização.

A Polícia Militar, por volta das 20h, foi acionada para atender ao acidente, que envolveu uma moto, um carro e um reboque. Os dois adolescentes foram conduzidos ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”, sendo medicados e liberados.

Segundo a PM, no plantão policial, após o adolescente confessar ter pegado a moto sem autorização do pai, o veículo ficou apreendido para ser recolhido ao pátio do CR Trans Remoções. O carro acabou entregue ao proprietário.

Os adolescentes foram liberados aos respectivos responsáveis. O delegado requisitou a realização de exame do IML (Instituto Médico Legal) junto às vítimas e do IC (Instituto de Criminalística) nos veículos.


  • Falso corretor consegue R$ 18 mil negociando carro de vítima

Três pessoas caíram em golpe após duas delas anunciarem um veículo em um site de vendas e uma se interessar em comprá-lo. Um estelionatário intermediou a negociação e ficou com parte do valor do automóvel que as vítimas iriam vender. O boletim de ocorrência foi registrado na segunda-feira, 30 de novembro.

De acordo com o documento, no dia 23 de novembro, um casal anunciou um Toyota, modelo Corolla, ano 2010, no site “OLX”, e “Guilherme” entrou em contato, dizendo que eles estavam pedindo um valor muito baixo e que conseguiria negociá-lo por uma quantia maior.

Conforme o boletim, as vítimas pensaram que Guilherme era “um tipo de corretor” e deram continuidade no negócio. Posteriormente, o casal regularizou os documentos do carro e enviou os comprovantes a um estudante de 21 de anos, residente em Votorantim, que se interessara pela compra.

Segundo o BO, o valor da venda havia sido combinado em R$ 38 mil, mas o comprador concluiu o financiamento e depositou R$ 21 mil, pois Guilherme solicitara que transferisse o valor restante para ele. Contudo, após a transferência, os R$ 17 mil não foram repassados ao casal.


  • Bandidos armados roubam R$ 400 de adega na ‘Esperança’

Um comerciante de 32 anos e um estudante de 19 anos foram vítimas de roubo na noite do dia 18 de novembro. Dois indivíduos armados invadiram uma adega, na vila Esperança, para cometer o crime. O boletim de ocorrência sobre o caso só foi registrado no plantão policial nesta segunda-feira, 30 de novembro.

Segundo o documento, o comerciante e o cliente estavam em frente ao estabelecimento comercial, por volta das 19h30, quando foram abordados por dois sujeitos encapuzados e com armas de fogo.

Conforme o boletim, os ladrões exigiram que as vítimas entrassem na adega e abaixassem as portas. Os bandidos levam cerca de R$ 400 que estavam no caixa e o celular do comerciante.

Ainda de acordo com o boletim, quando deixavam a adega, os criminosos pegaram a chave da moto do cliente.


  • Dona tem papagaio levado e ainda recebe multa de R$ 500

Uma mulher de 43 anos acabou penalizada com multa de R$ 500 por possuir um papagaio de forma ilegal. O animal silvestre acabou apreendido no dia 18 de novembro, mas o boletim de ocorrência só foi registrado no plantão policial nesta segunda-feira, 30 de novembro.

De acordo com o boletim, a partir de denúncia, uma equipe esteve no imóvel da mulher, localizado na estrada que liga Tatuí a Iperó, para realizar a fiscalização. Na propriedade, foi encontrado um “papagaio-verdadeiro” – espécie Amazona aestiva.

A mulher, de acordo com o boletim, informou que a ave, de estimação, pertencia ao pai dela. Ela afirmou que o papagaio está com a família há mais de 14 anos.

A ave não consta em listas oficiais como espécie ameaçada de extinção e ficava em um viveiro individual, sem vestígios de maus-tratos, porém, estava em situação irregular.


  • Romu apreende adolescente com crack na “linha férrea”

Um adolescente de 16 anos acabou apreendido, no fim da tarde de segunda-feira, 30 de novembro, acusado de tráfico de drogas no Jardim Rosa Garcia 2. Com o sujeito, a Guarda Civil Municipal recolheu 14 papelotes de crack, um celular e dinheiro.

Segundo a GCM, por volta das 18h, uma equipe da Romu (Ronda Ostensiva Municipal) recebeu denúncia anônima informando que um sujeito “com camisa de time” estaria comercializando entorpecentes na rua Antônio Orlando Salmasi, na linha férrea.

Posteriormente, conforme a GCM, os agentes encontraram o indivíduo. Ao avistar a viatura, o adolescente dispensou algo no chão e tentou fugir. Após ser capturado, os guardas encontraram somente um celular com ele.

De acordo com a GCM, ao retornar para o local onde o adolescente dispensara um objeto, os agentes encontraram um “kit”, contendo 14 papelotes de crack, além de R$ 10. O indivíduo negou que os entorpecentes fossem dele.

Os guardas encaminharam o adolescente ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, na sequência, à Central de Flagrantes, onde ele recebeu voz de apreensão, permanecendo à disposição da Justiça.