Notas Policiais

629
  • PM detém acusado de ameaça e a vítima, foragida da Justiça

Um ceramista de 36 anos e uma açougueira de 30 anos foram presos, na noite de terça-feira, 2, no Jardim Thomaz Guedes. A Polícia Militar deteve o sujeito por descumprimento de medida protetiva, lesão corporal e ameaça. Porém, a vítima estava foragida da Justiça e também acabou presa.

De acordo com a PM, por volta das 21h20, uma equipe foi acionada para atender a uma ocorrência na rua Francisco Campos Soares, na qual uma mulher, com duas crianças de colo, estaria sendo perseguida por um homem portando uma faca.

Conforme a PM, no endereço indicado, a mulher informou as características do indivíduo e que possuía medida protetiva de afastamento dele. O homem foi encontrado em um bar com uma faca escondida nas costas. Questionado, ele alegou que só havia discutido com a mulher.

De acordo com o boletim de ocorrência, os dois foram conduzidos ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”. Na unidade de saúde, foi constatada lesão leve somente na vítima.

Posteriormente, eles foram conduzidos à Delegacia Central, onde o ceramista recebeu voz de prisão em flagrante. No entanto, em pesquisa ao RG da vítima, os agentes tiveram acesso a um mandado de prisão por falta de pagamento de pensão alimentícia e ela também permaneceu detida.


  • Vítima contata ‘empresa’ para acordo, mas paga boleto falso

Uma mulher de 49 anos, moradora do Jardim Mantovani, acabou sendo vítima de estelionato ao tentar quitar uma parcela de financiamento atrasada. Ela contatou uma suposta financeira para fazer um acordo, mas teria pagado um boleto fraudulento. A vítima registrou a ocorrência no plantão policial na tarde de quinta-feira, 4.

Conforme relatado, na manhã de terça-feira, 2, a mulher teria acessado um site de negociações para quitar uma parcela atrasada de financiamento. O endereço eletrônico informaria um determinado número telefônico e a mulher entrou em contato pelo WhatsApp.

Ela teria sido atendida por “Mariana Bittencourt”, sendo instruída a informar dados pessoais para que um boleto de quitação da parcela referente ao mês de abril pudesse ser gerado. Posteriormente, a suposta atendente teria enviado o boleto fraudulento e a vítima pagou o valor de R$ 1.339.

Segundo o boletim de ocorrência, dias depois, a mulher recebeu ligação de uma empresa de cobranças, informando-a de que a parcela de abril do financiamento ainda não havia sido quitada.

De acordo com o boletim, a vítima alegou que já havia entrado em contato com a suposta financeira e pagado o valor pendente. Entretanto, ela foi avisada de que a financeira não realiza atendimentos pelo WhatsApp, assim como não envia boletos por redes sociais.

Ainda conforme o BO, a vítima percebeu que caíra em um golpe e tentou entrar em contato com Mariana, porém, o número dela já havia sido bloqueado. Ela acessou novamente o site e notou que o telefone da suposta atendente havia sido apagado.


  • GCM flagra jovem escondendo drogas em mato no ‘Perdizes’

Um jovem de 18 anos foi detido, na tarde de quarta-feira, 3, acusado de tráfico de entorpecentes no Jardim Perdizes. Com ele, a Guarda Civil Municipal apreendeu papelotes de cocaína e dinheiro.

Conforme a GCM, às 15h27, uma equipe fazia uma vistoria ambiental em uma mata próxima ao bairro, momento em que pois populares jogavam entulho no local. Enquanto procuravam os responsáveis pelo descarte irregular, os agentes avistaram um sujeito saindo do mato.

Segundo o boletim de ocorrência, sem perceber a presença dos guardas, o indivíduo caminhava em direção à rua Antônio Henrique da Silva e, em determinado momento, abaixou-se e passou a manusear algo.

De acordo com a GCM, o sujeito foi abordado e, em revista pessoal, foram encontrados 17 papelotes de cocaína, tipo “Aricanduva”, e R$ 120. Ele teria confessado a comercialização das drogas, mas alegado que teria começado a vendê-las no mesmo dia.

O acusado, Alex Barbosa de Araújo, foi levado ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, depois, à Central de Flagrantes. Lá, recebeu voz de prisão por tráfico de drogas e permaneceu à disposição da Justiça.


  • Indivíduos roubam veículo e ainda levam celular da vítima

Um empresário de 52 anos teve o veículo roubado na noite de quinta-feira, 4, na região central. Ele foi abordado por dois indivíduos quando parou o automóvel para guardá-lo na garagem de casa. O crime foi comunicado na Delegacia Central pouco depois.

Segundo relatado, o empresário chegou em frente à residência dele por volta das 22h10. Enquanto descia do veículo para abrir o portão da garagem, foi abordado por dois sujeitos desconhecidos.

Os indivíduos teriam anunciado o assalto, falado para a vítima não reagir, entrado no automóvel e deixado o local. Os sujeitos ainda teriam levado o celular da vítima, que ficara no interior do carro.

De acordo com o boletim de ocorrência, o veículo roubado é da marca Chevrolet, modelo Vectra Sedan Elegance, ano 2011. Segundo a tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), o automóvel é avaliado em mais de R$ 28 mil.


  • Fusca acaba furtado no centro durante horário de expediente

Um estoquista de 44 anos foi vítima de furto na segunda-feira, 1o, na região central. O veículo dele acabou sendo levado enquanto ele estava trabalhando em um estabelecimento comercial. A vítima registrou o boletim de ocorrência na manhã do dia seguinte.

Conforme o documento, por volta das 10h45, o estoquista estacionou o carro, bege, da marca Volkswagen, modelo Fusca, de 1975, próximo à esquina entre as ruas Coronel Aureliano de Camargo e Humaitá, para ir trabalhar em uma loja.

Ao término do expediente, por volta das 17h45, ele teria retornado ao local para buscar o automóvel e ir embora, mas notou o sumiço. A vítima acionou a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal e foi orientado a comunicar o furto no plantão policial.