Com 42.295 tatuianos já vacinados campanha contra gripe é prorrogada

355
Vacinação contra a gripe segue até o dia 30; decisão se deve ao baixo alcance dos grupos prioritários (foto: AI Prefeitura)
Publicidade
Da redação

O Ministério da Saúde prorrogou a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe, iniciada em 23 de março, para até o dia 30 deste mês. A decisão se deve ao baixo alcance dos grupos prioritários no país, cuja meta é de 90%.

O público-alvo da ação de âmbito nacional engloba crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, trabalhadores da área de saúde, puérperas, adultos de 55 a 59 anos e idosos.

Conforme balanço da Vigilância Epidemiológica, pertencente à Secretaria Municipal de Saúde, divulgado na manhã de terça-feira, 2, 85,25% do público-alvo da campanha no município (42.295 tatuianos) já haviam recebido doses da vacina.

Os dados da VE informam que 3.180 doses foram aplicadas em crianças, 565 em gestantes, 3.909 em trabalhadores da área da saúde, 105 em puérperas, 1.065 em adultos e 17.868 em idosos.

Segundo o balanço, as vacinas ainda foram aplicadas em: 21 pessoas com deficiência, 3 pessoas do sistema prisional, 528 professores, 309 servidores da área de segurança, 583 caminhoneiros, 155 profissionais de transporte coletivo, 8.483 pessoas com comorbidades e 5.521 munícipes sem comorbidades.

Publicidade

A secretária municipal da Saúde, Tirza Luiza de Melo Meira Martins, sustenta que o município conseguiu atingir alta adesão dos grupos prioritários e celebra a aplicação das doses sem gerar aglomerações.

Inicialmente, a campanha concentrou a vacinação de idosos e profissionais de saúde. Por conta da pandemia da Covid-19, as imunizações sofreram adaptações e os idosos puderam receber as doses em domicílios, para evitar aglomerações nos postos de saúde.

Somente no primeiro dia da campanha, foram vacinados 1.470 idosos e, no dia seguinte, 1.468. Com isso, os lotes enviados pelo Ministério da Saúde esgotaram-se e a Secretaria Municipal da Saúde precisou interromper a vacinação até receber novas doses.

Posteriormente, as pessoas puderam receber a dose contra a gripe no sistema “drive-thru”. Para ser vacinado, era preciso passar em frente à unidade de saúde mais próxima da residência, onde o vacinador aplicava a dose sem a necessidade de se desembarcar do veículo.

“Tivemos um resultado muito satisfatório. Foi uma ação magnífica, na qual conseguimos atender as pessoas sem provocar aglomerações”, destacou Tirza.

Conforme a assessoria de comunicação da prefeitura, a vacina contra a gripe está liberada para toda a população nas UBSs (unidades básicas de saúde), de segunda-feira a sexta-feira. Nas unidades urbanas, a vacinação acontece das 9h às 15h30, e nas rurais, das 9h às 12h30.

A aplicação das doses para usuários das unidades básicas rurais dos bairros Americana e Enxovia são realizadas na UBS da vila Doutor Laurindo e na ESF (Estratégia Saúde da Família) do bairro Valinho.

Ainda segundo a prefeitura, para as crianças com até cinco anos, é obrigatória a apresentação da carteira de vacinação. Já aos adultos que não tiverem a carteira de vacinação, é necessário apresentar um documento pessoal com foto e o cartão do SUS (Sistema Único de Saúde).

O Ministério da Saúde esclarece que a vacina contra Influenza não tem eficácia contra o coronavírus, mas auxilia os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para esse vírus, já que os sintomas são parecidos, ajudando, também, a reduzir a procura por serviços de saúde.

A vacina é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no hemisfério sul em 2019: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2).

Publicidade