Notas policiais

573
  • Sujeito tenta furtar pertences de caminhonete destrancada

A Guarda Civil Municipal deteve, na manhã de sexta-feira, 22, um jovem de 23 anos, acusado de tentar furtar uma caminhonete na região central. A vítima percebeu a ação, impediu a fuga do indivíduo e solicitou apoio dos guardas.

De acordo com o boletim de ocorrência, por volta das 7h20, um empresário de 44 anos estacionou a caminhonete dele na rua 11 de Agosto para realizar uma operação no Banco Santander. O homem optou por deixar o veículo destrancado, pois ficaria pouco tempo na agência bancária.

Ao deixar o local, o empresário teria visto um indivíduo saindo da caminhonete, segurando duas sacolas, contendo oito conexões hidráulicas, uma torneira e uma tela de nylon de 1,20 metro de largura.

Conforme o boletim, a vítima alcançou o sujeito próximo ao local e o segurou-o por um dos braços. Nesse momento, uma viatura da GCM passava, notou a “situação suspeita” e realizou a abordagem.

O indivíduo foi levado à Central de Flagrantes e recebeu voz de prisão, com possibilidade de fiança no valor de R$ 1.050, permanecendo à disposição da Justiça. Os objetos que estavam dentro das sacolas retiradas da caminhonete foram apreendidos e devolvidos à vítima.


  • Caminhão é levado com carga avaliada em quase R$ 800 mil

Um motorista de 32 anos, morador do Vale da Lua, foi vítima de roubo no início da tarde na sexta-feira, 22. Ele foi abordado por três sujeitos – um deles armado – quando parou o caminhão no acostamento da rodovia Castello Branco.

Segundo relatado em boletim, por volta das 12h30, o motorista parou o caminhão no acostamento da rodovia estadual para verificar a amarração da carga. Nesse momento, um carro preto, da marca Chevrolet, modelo Celta, parou com os três indivíduos, os quais renderam a vítima.

De acordo com o boletim de ocorrência, o veículo pesado estava carregado com equipamentos elétricos, avaliados em R$ 798.117,10. Além do veículo e da carga roubados, os indivíduos levaram quatro folhas de cheque em nome da empresa na qual o motorista trabalha.


  • Jovem recebia R$ 1.000 para ‘gerenciar’ venda de drogas

No início da noite de sábado, 23, um casal de adolescentes, de 15 e 16 anos, foi apreendido por tráfico de drogas na vila Nova Esperança. Durante a ação, a Guarda Civil Municipal recolheu pedras de crack, um celular e dinheiro.

De acordo com a GCM, às 18h10, uma guarnição fazia patrulhamento de rotina pelo bairro e, ao chegar na rua Doutor Otávio de Moraes, os GCMs observaram um adolescente “conhecido dos meios policiais”.

Durante a abordagem, os guardas teriam localizado um “kit” de crack, R$ 105 e um celular. Posteriormente, na casa do indivíduo, situada no mesmo bairro, os agentes ainda teriam encontrado mais um kit, uma pedra de crack e R$ 1.150.

Conforme o boletim de ocorrência, o jovem confirmou que as drogas pertenciam a ele, porém, negou que as venderia. O adolescente alegou que “gerencia” e recebe R$ 1.000 a cada vez que todos os entorpecentes são vendidos.

Ainda segundo o boletim, uma adolescente de 15 anos estava no imóvel e sabia das drogas e do dinheiro. A jovem informou que eles moram juntos há quatro meses e tinha ciência da ação do companheiro, porém, negou a participação dela.

Os adolescentes, ainda conforme o boletim, receberam voz de apreensão e foram encaminhados à Central de Flagrantes, onde permaneceram à disposição da Justiça.


  • GCM flagra adolescente de 17 anos dirigindo carro importado

Um adolescente de 17 anos foi flagrado pela Guarda Civil Municipal dirigindo sem a CNH (Carteira Nacional de Habilitação). O menor cometeu a infração na noite de segunda-feira, 25, na região central.

Conforme a GCM, uma equipe fazia patrulhamento pela rua Santa Cruz quando um Corolla, fabricado em 1995, passou pela viatura. Durante a ultrapassem, os agentes notaram que o condutor do carro era um adolescente “conhecido dos meios policiais”.

De acordo com a GCM, os guardas deram sinal de parada, porém, o indivíduo continuou dirigindo. A viatura acompanhou o veículo e conseguiu abordá-lo cerca de 200 metros depois. O adolescente não apresentou o documento do veículo e o lacre da placa estava rompido.

Questionado pelos agentes, o adolescente teria respondido que trocara uma motocicleta pelo automóvel. No entanto, não sabia informar o nome, tampouco o endereço do indivíduo com quem realizara a troca de veículos.

Na sequência, o adolescente foi apresentado pela GCM na Delegacia Central. Após a elaboração de boletim de ocorrência de ato infracional por falta de habilitação, o jovem foi entregue a um responsável. Já o veículo ficou apreendido, sendo recolhido ao pátio do CR Trans Remoções.