Notas Policiais

584
  • Adolescente é recolhida com porções de cocaína no sutiã

Uma estudante de 14 anos foi apreendida, no Jardim Santa Rita de Cássia, na tarde de quinta-feira, 9, acusada de tráfico de drogas. Com ela, a Guarda Civil Municipal recolheu 12 porções de cocaína.

De acordo com a GCM, uma viatura fazia patrulhamento pelo bairro quando um motoqueiro informou aos agentes que uma adolescente, “já conhecida dos meios policiais”, estaria a bordo de um carro, da marca Hyundai, modelo HB20, levando entorpecentes.

Conforme a GCM, os guardas começaram a procurar o veículo, encontrando-o e abordando-o próximo a uma ponte na rua Teófilo de Andrade Gama. Um homem de 50 anos conduzia o automóvel, com a a adolescente no banco do passageiro.

Segundo o boletim de ocorrência, nada de ilícito foi localizado no veículo. Em busca pessoal, contudo, uma guarda encontrou 12 porções de cocaína no sutiã que a adolescente vestia.

Conduzidos ao plantão policial, o motorista do carro afirmou que eles estavam indo para Sorocaba, mas não sabia que a estudante levava drogas. Posteriormente, ele foi liberado. Já a adolescente ficou apreendida para ser apresentada à Justiça.


  • GCM detém dois suspeitos de tráfico no Jardim Rosa Garcia 2

Um mestre de obras, de 33 anos, e um aposentado, de 57, acabaram presos, no início da noite de sexta-feira, 10, suspeitos de tráfico de entorpecentes. Durante a ação, a Guarda Civil Municipal apreendeu papelotes de crack, uma motocicleta, um celular e dinheiro.

Conforme a GCM, uma guarnição da Romu (Ronda Ostensiva Municipal) recebeu denúncia de que um indivíduo, conhecido como “Garcia”, estava em uma moto prata distribuindo kits de entorpecentes.

Em patrulhamento pela rua Teófilo Andrade Gama, os agentes avistaram Garcia parado com uma moto, entregando algo a um homem ao lado dele. Ao perceber a presença da viatura, o aposentado teria tentado ligar a moto, enquanto o outro indivíduo atravessou a rua.

De acordo com o boletim de ocorrência, em revista pessoal, os guardas encontraram três papelotes de cocaína, um celular e R$ 77 com Garcia. Com o mestre de obras, estavam R$ 420 e 24 papelotes idênticos de cocaína, que ele havia descartado durante a tentativa de fuga.

Conforme o boletim, o mestre de obras alegou que 15 papelotes pertenciam a ele, enquanto Garcia disse ter comprado as drogas de um indivíduo que estava de bicicleta.

José Roberto Garcia e Daniel Henrique Ribeiro foram encaminhados para o Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, depois, à Central de Flagrantes, permanecendo à disposição da Justiça. A moto foi apreendida e recolhida ao pátio do CR Trans Remoções.


  • Três indivíduos viajam quase 300 km para roubar tatuiano

Um homem de 51 anos, morador do Jardim Santa Rita de Cássia, foi roubado na noite de sábado, 11. Três homens armados teriam viajado cerca de 300 quilômetros, de Araucária (PR) até Tatuí, para atacar a vítima. O caso foi registrado na Delegacia Central somente dois dias depois.

Conforme relatado, a vítima teria sido contratada por um terceiro, via Facebook, para prestar serviço a uma empresa de calhas na cidade paranaense. O homem teria deixado Tatuí no dia 5 de fevereiro, permanecido dois meses no Paraná e recebido um carro, avaliado em R$ 8.000, como pagamento.

De acordo com o boletim de ocorrência, devido à pandemia de coronavírus, o homem retornou para Tatuí. Antes de deixar Araucária, combinou com o dono da empresa que depositaria R$ 300 mensalmente para quitar R$ 6.000 restantes do veículo.

Contudo, na noite de sábado, por volta das 10h, a vítima teria sido surpreendida por três indivíduos, sendo que um deles era o ex-chefe. O homem teria dito que a vítima não deveria ter saído de Araucária com o veículo e começado a agredi-la.

Junto a outros dois sujeitos armados, o homem teria continuado a agredir o ex-empregado e feito “roleta-russa”. Na sequência, os indivíduos pegaram uma caixa de som, um violão, uma televisão e um celular, avaliados em R$ 2.950, e ainda fugiram com o veículo.

A vítima disse à Polícia Civil que não acionou a Polícia Militar, permanecendo na residência, pois estava com “muito medo”. Somente dois dias depois, o homem decidiu comparecer ao plantão policial para registrar o boletim de ocorrência.


  • Homens são flagrados com maconha no bairro Valinho

Um ajudante, de 27 anos, e um estudante, de 18, foram detidos, na noite de segunda-feira, 13, acusados de tráfico de entorpecentes no bairro Valinho. Durante a ação, a Guarda Civil Municipal recolheu, ao todo, 92 papelotes de maconha, dois celulares, uma folha de caderno contendo anotações de contabilidade e R$ 127.

Conforme a GCM, uma equipe realizava patrulhamento pelo bairro quando recebeu denúncia de que dois indivíduos estavam vendendo drogas na rua José Cândido Freire. No local, ao ver a viatura, o ajudante dispensou algo no chão e entrou rapidamente no imóvel.

Segundo o boletim de ocorrência, um guarda entrou na casa e abordou o indivíduo em um quarto nos fundos do quintal. Com ele, foram encontrados R$ 57 e, na sequência, constatado que ele havia descartado um papelote de maconha na frente da residência.

De acordo com o boletim, os agentes voltaram para dentro da casa e localizaram o estudante em um quarto. O sujeito estava com dez papelotes de maconha semelhantes e R$ 70. Pouco depois, os guardas encontraram mais 81 papelotes da mesma droga e uma folha de caderno com anotações de contabilidade.

Segundo o BO, o ajudante assumiu que estava vendendo drogas havia 30 dias, sendo que cada papelote era comercializado a R$ 5. Já o estudante alegou que os entorpecentes que estavam com ele seriam para uso próprio.

Os acusados, Walter Trevizani Neto, o “Oreia”, e Bruno Vinícius dos Santos Arruda receberam voz de prisão por tráfico de drogas. Ambos foram levados ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, posteriormente, à Central de Flagrantes, onde permaneceram à disposição da Justiça.