Notas policiais

1265
  • Mulher dá “ajuda” e engana idosa em agência bancária

Uma idosa de 75 anos foi vítima de estelionato na quarta-feira, 28. A aposentada procurou a Polícia Civil para registrar a ocorrência na tarde de quinta-feira, 1o. O caso aconteceu em uma agência bancária da 11 de Agosto.

Conforme a vítima informou à PC, uma estranha ofereceu-lhe ajuda para sacar o saldo do benefício no caixa eletrônico e, em seguida, quebrou o cartão da idosa.

Ainda segundo a vítima, após voltar para casa, informou o fato aos vizinhos, que foram até a agência e constataram que o pagamento havia sido levado pela mulher que oferecera auxílio. R$ 956 foram sacados da conta da aposentada.

O cartão bancário foi bloqueado. A agência orientou a vítima a procurar a delegacia para registrar o golpe.


  • Ladrão leva mais de R$ 40 mil em joias na região central

Um homem invadiu um estabelecimento comercial e levou R$ 40 mil em joias, na tarde no domingo, 25. O crime aconteceu na rua Coronel Aureliano de Camargo, região central. A proprietária informou à Polícia Civil na tarde de terça-feira, 27.

Conforme a empresária, o furto foi constatado na segunda-feira, 26, quando ela chegou para abrir o comércio e deu por falta de diversas joias de ouro e prata. O valor aproximado do prejuízo foi avaliado pela empresária, que não soube informar à PC o número de peças levadas.

Segundo consta no boletim de ocorrência, imagens da câmera de monitoramento mostram que um homem escalou um muro e entrou na empresa através de uma janela lateral, na noite de domingo. Ele teria saído com as joias embrulhadas em um pano.

De acordo com relatos da vítima, as imagens mostram, ainda, uma mulher do lado de fora, suspeita de dar cobertura ao furto.


  • Cafeteria no centro é invadida e produtos acabam levados

Na madrugada de terça-feira, 27, uma cafeteria foi invadida, em uma praça central. Chocolates, chás importados, cápsulas de café expresso, caixas de suco e sorvete foram levados, além de uma televisão de 32 polegadas e um aparelho celular.

O furto foi constatado pelo proprietário do estabelecimento ainda durante a madrugada e informado à Polícia Civil na tarde de quarta-feira, 28.

De acordo com o relato da vítima, o aparelho de alarme instalado no comércio disparou por volta das 4h19 da madrugada.

Conforme contou, ele teria tentado monitorar as imagens das câmeras de segurança pelo celular. Sem sucesso, decidiu ir até o local, onde encontrou a porta arrombada.

A Policia Militar foi acionada e, após a elaboração do boletim de ocorrência, orientou a vítima a informar a Polícia Civil.


  • GCM apreende menor por tráfico de drogas no “RG”

A Guarda Civil Municipal apreendeu, na noite de quarta-feira, 28, no Jardim Rosa Garcia II, um menor suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas.

Segundo o boletim de ocorrência registrado no plantão policial, o jovem de 16 anos foi abordado no momento em que iria entregar a droga a um motoqueiro, que aguardava na rua Teófilo Andrade Gama.

O local é conhecido como ponto de tráfico de drogas e levantou suspeita dos policiais, que fizeram a abordagem. Durante a ação, o jovem tentou se livrar do entorpecente, jogando e pisando na droga.

Com o menor, foi localizado R$ 102 em dinheiro e oito pedras de crack. Na delegacia, ele preferiu não dar nenhuma declaração.

O jovem irá responder por ato infracional de tráfico de drogas e foi liberado acompanhado da mãe.


  • Polícia Ambiental encontra bichos silvestres domesticados

A Polícia Ambiental de Tatuí realizou, durante esta semana, duas ocorrências de animais silvestres acondicionados em desacordo com a legislação e sem as devidas permissões.

Na terça-feira, 27, os policiais ambientais encontraram, na zona rural, uma residência com três coleirinhos, um canário-da-terra, uma maritaca verde, um sabiá-barranco e um bigodinho. Dois homens foram acusados de domesticação de animais silvestres sem autorização.

Já na quarta-feira, 28, na estrada municipal dos Fragas, a Polícia Ambiental fiscalizou outra propriedade, onde foi encontrado um papagaio “verdadeiro”, três galos da campina, duas graúnas e três canários-da-terra “verdadeiro”.
Os animais estavam acondicionados em gaiolas individuais, limpos e com abundância de comida e água.

Um homem de 47 anos irá responder pelo artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais, por utilizar animal silvestre sem a devida autorização.