NOTAS POLICIAIS

325





Ciclista que pegava “carona” morre atropelado na Teófilo

Um ciclista que pegava “carona na rabeira” de um caminhão morreu na madrugada de sábado, 30 de novembro, após envolver-se em acidente. Cleber Wanderlei Cerini, 32, perdeu a vida depois de ser atropelado pelo veículo. O acidente ocorreu na rua Teófilo Andrade Gama, na altura do Rosa Garcia 2.

De acordo com boletim de ocorrência, a vítima e um amigo, um menor de 17 anos, seguiam de bicicleta pela rua no sentido centro. O adolescente contou a policiais militares que ele e a vítima seguraram na “guarda” da carreta do caminhão. A intenção era “aproveitar uma ajuda durante a subida”.

O ajudante declarou que ele se prendeu “na parte de trás” do caminhão. Já Cerini teria segurado próximo “ao meio de uma das laterais” do veículo.

Segundo o menor, o acidente ocorreu quando o caminhão passou por um buraco.

Naquele momento, Cerini perdeu o controle da bicicleta e caiu embaixo do veículo, sendo atropelado. A vítima faleceu no local, vistoriado pela perícia técnica de Itapetininga. O caso foi registrado como homicídio culposo.

Além da PM, o motorista do caminhão acionou o Corpo de Bombeiros. Durante o levantamento de informações, ele disse aos PMs que parou o veículo depois de ter percebido um “balanço e um som abafado”.


Assistente acusa ‘convivente’ de tê-la agredido em evento

Uma assistente administrativa de 27 anos procurou a Delegacia de Polícia Central para registrar boletim de ocorrência de lesão corporal e violência doméstica. A mulher afirmou que o companheiro a teria agredido durante uma festa de confraternização, no domingo, 1º, na estrada que dá acesso a Iperó.

Em depoimento, a vítima disse que convive com o agressor, de 44 anos, há quatro anos. No domingo, os dois teriam ido a um evento na chácara de uma entidade classista. O companheiro dela, no entanto, teria ingerido bebida alcoólica e, por volta das 16h, passado a discutir com ela, perto dos convidados.

Por conta disso, a mulher teria pedido para ir embora. Ela disse que desejava levar o carro – de cor, ano e modelo não informados – porque o homem não estava em condições de dirigir. Contrariado, o companheiro teria começado a agredir a assistente administrativa com socos na cabeça dela.

O homem também teria puxado os cabelos da vítima, derrubando-a no chão. Conforme a mulher, convidados precisaram intervir para separar os dois. A vítima disse, ainda, que somente conseguiu deixar o local ao receber carona.


Ao transportar 221 tijolos de maconha, motorista é detido

O motorista Sérgio Rocha Ribeiro, 39, foi preso em flagrante na noite de sábado, 30, na rodovia Castello Branco, com 221 tijolos de maconha.

A Polícia Militar fazia fiscalização na praça de pedágio entre as cidades de Quadra e Porangaba, por volta das 23h. Segundo o boletim de ocorrência, registrado na Delegacia Central de Tatuí, os policiais deram sinal para que o motorista parasse o veículo, logo após passar pelo guichê, mas ele acelerou o e fugiu.

A PM seguiu o carro até o quilômetro 157, onde o motorista parou no acostamento e correu para um pasto às margens da rodovia, mas foi alcançado pelos agentes.

Durante a revista pessoal, nenhum objetivo ilícito foi encontrado com o homem. Mas, no porta-malas do veículo, no banco traseiro e no assento do passageiro, foram encontrados os 221 tijolos de maconha, pesando aproximadamente 242 quilos.

Segundo a PM, Ribeiro teria revelado que estava fazendo o transporte do entorpecente da cidade de Naviraí, no Mato Grosso do Sul, para Sorocaba. Em outros momentos do depoimento, teria afirmado que, na verdade, a cidade de destino seria Piracicaba.

Para fazer o serviço, segundo informações do boletim de ocorrência, o motorista receberia R$ 5.000. Ele disse não saber quem é o proprietário da droga.


Motociclista embriagado faz o “Superman” e acaba preso

Gleyson Wasley Ferreira de Jesus, 19, foi preso pela Polícia Militar Rodoviária na noite de sábado, 30, na rodovia Antonio Romano Schincariol.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a PMR passava pela rodovia, por volta das 22h20, quando, na altura do quilômetro 104, próximo ao viaduto, viram uma motocicleta fazer uma ultrapassagem em velocidade alta.

O motociclista ainda estaria dirigindo o veículo com o peito apoiado sobre o tanque de gasolina, fazendo o popularmente conhecido “Superman”.

A PMR deu sinal de luz e acionou a sirene para que o rapaz parasse. A solicitação teria sido atendida somente no quilômetro 108,7.

Nenhum material ilícito foi encontrado com o motociclista, que era habilitado para conduzir o veículo. Porém, conforme relato dos policiais, Ferreira estaria com “sinais de embriaguez: olhos avermelhados, fala lenta, confusão nos movimentos e cheiro de álcool”.

O rapaz fez o teste do bafômetro, que registrou 0,48 miligrama de álcool por litro de ar – quantidade que ultrapassa o máximo permitido pela legislação em vigor.

Conduzido ao 1º D.P. (Distrito Policial), Ferreira não aceitou coletar amostra de sangue para realização de exame.

Foi calculada fiança no valor de R$ 700 para liberação do rapaz. A taxa não foi paga e o motociclista acabou preso pelo crime de embriaguez ao volante.

A motocicleta foi apreendida e, em seguida, entregue para a mãe do motociclista, que mora em Cerquilho.