‘Varal da Nossa História’ está em exposição hoje na Matriz

Trabalho integrará as atividades do mês da Consciência Negra

1312
Fotografias de personagens brasileiras e africanas integram a exposição (foto: Francis Jonas Limberger)
Publicidade

Neste sábado, 25, a Praça da Matriz recebe a exposição “Varal da Nossa História”, trabalho que integrará as atividades do mês da Consciência Negra e do projeto “Tatuí Consciente”. Na ocasião, acontecerão na praça outras atividades que buscam disseminar a cultura afro-brasileira e africana.

A exposição “Varal da Nossa História” esteve em cartaz no Museu Histórico “Paulo Setúbal” durante esta semana. Trata-se de uma compilação de peças gráficas, textos e fotografias de personagens brasileiras e africanas reunidas pela jornalista Rafaele Breves, em parceria com o NAF (Núcleo Afro Feminino de Tatuí).

Dandara dos Palmares, Tereza de Benguela, Carolina Maria de Jesus e Conceição Evaristo foram algumas das personagens lembradas. Além delas, Cesarina da Fonseca, mulher negra moradora de Tatuí, foi escolhida para ter sua história exposta no varal.

Segundo Rafaele Breves, a escolha de Cesarina se justificou pela força e representatividade dela. “Ela é a única mulher da exposição que tive a oportunidade de conhecer pessoalmente e fotografar. É sempre bom ouvir os mais velhos e se inspirar em força e resiliência”, afirma.

Para Rafaele, “Varal da Nossa História” é um manifesto de raça e gênero, com o objetivo de evidenciar a história de mulheres negras, mais ou menos conhecidas pela população.

Publicidade

“É uma coletânea, uma curadoria, uma tentativa de exposição das pessoas que são inviabilizadas. Que nesse mês de Consciência Negra, essa atividade se justifique para que possamos ampliar os olhares e extinguir o racismo”, diz ela.

De acordo com o diretor do Departamento de Cultura, Rogério Vianna, “Varal da Nossa História” surgiu para atender uma demanda proposta pela Incubadora de Grupos Artísticos de Tatuí.

Publicidade