Trio é flagrado com porções de maconha e coca em casa no ‘TG’

465
Drogas, dinheiro e celular foram apreendidos pela PM (foto: Polícia Militar)
Publicidade
Da redação

Três pessoas foram presas na noite de segunda-feira, 25, acusadas de tráfico de drogas e associação para o tráfico, no Jardim Thomaz Guedes. Durante ação da Polícia Militar, foram apreendidas mais de 300 porções de maconha e 46 “papelotes” de cocaína.

De acordo com a PM, uma equipe da Força Tática fazia patrulhamento pelo bairro, por volta das 22h40, quando recebeu denúncia de que dois rapazes, usando bonés vermelhos, estariam vendendo drogas em frente a uma casa na rua Antônio Carlos da Silva, sendo que a mulher estaria armazenando o entorpecente no imóvel.

A viatura iniciou busca e encontrou os suspeitos no local indicado. Segundo a PM, os dois rapazes estavam em frente ao imóvel e jogaram algo no chão, ao perceberem a aproximação da viatura.

Durante a abordagem, um deles carregava um celular e R$ 81, enquanto o outro jovem levava um celular e R$ 100. Ao se averiguar o que ambos teriam dispensado no chão, ainda teriam sido localizadas duas porções de cocaína e três porções de maconha.

Ainda segundo a PM, questionados, os dois negaram o tráfico e não souberam informar sobre quem seria o proprietário das drogas localizadas próximas a eles. Em seguida, os militares ainda abordaram uma mulher que estava perto dos dois.

Publicidade

A suspeita estaria carregando R$ 20 em dinheiro e também teria negado que guardava drogas na casa. Aos agentes, teria informado o endereço errado. Contudo, posteriormente, teria confessado o crime e levado os PMs até a residência.

No imóvel, os militares localizaram 298 porções de maconha dentro de uma cômoda, em um dos quartos da casa, além de 44 porções de cocaína (Aricanduva), duas balanças de precisão e outros “apetrechos” para embalar drogas.

Os acusados, Kaique dos Santos Dias, 18, Maycon de Oliveira Machado, 18, e Jéssica Aparecida de Sousa, 28, foram encaminhados à Delegacia Central, onde permaneceram à disposição da Justiça.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome