Titular de pasta atualiza andamento de obras em complexos esportivos

Sinisgalli aponta construção do CIE e reforma de campo em ‘aceleração’

305
(foto: AI Prefeitura)
Publicidade
Da reportagem

Nesta semana, o secretário municipal do Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Cassiano Sinisgalli, atualizou a O Progresso o atual estágio das obras voltadas ao esporte em realização pela prefeitura.

De acordo com o titular da pasta, a construção do CIE (Centro de Iniciação ao Esporte), no Jardim Lucila, e a reforma do campo municipal de futebol, situado no Jardim Santa Rita de Cássia, estão em ritmo acelerado.

O centro de esportes, que fica em área ao lado da Escola Estadual “Fernando Guedes de Moraes”, foi orçado em R$ 3.067.113,22, contemplando a construção de um ginásio coberto, quadra esportiva descoberta e área de apoio (administração, sala de professores/técnicos, vestiários, chuveiros, enfermaria, copa, depósito, academia e sanitário público), em uma construção de 3.500 m².

A prefeitura deu início à construção do complexo esportivo em janeiro de 2018, a partir de convênio do governo federal, por meio do Ministério do Esporte. Contudo, no mês de dezembro do mesmo ano, um ato do ex-presidente Michel Temer “congelou” os recursos enviados a várias obras em todo o país, incluindo o CIE.

Posteriormente, conforme anunciado pela prefeitura, portaria assinada pelo ministro da economia, Paulo Guedes, permitiu a retomada das obras no Jardim Lucila, no início de outubro do ano passado.

Publicidade

Sinisgalli já havia adiantado que as obras do ginásio coberto do CIE – o primeiro no município com medidas oficiais, de 40 por 20 metros – estavam concluídas.

Neste momento, os pedreiros realizam os serviços elétricos, hidráulicos e de serralheria e já começaram os acabamentos, com a pintura interna do espaço.

Conforme o secretário, a novidade é o início da construção de uma quadra poliesportiva descoberta, em andamento na área externa do centro esportivo, paralelamente ao ginásio. O espaço está sendo preparado para a instalação de piso emborrachado.

Anteriormente, Sinisgalli havia revelado a existência de uma mina de água abaixo do local da construção da quadra externa, sendo necessária “atenção redobrada no sistema de drenagem”. Segundo ele, futuramente, a quadra deverá ser colocada à disposição da população, mediante agendamentos.

Na próxima semana, está agendada a vinda de um caminhão “munck” para movimentação de equipamentos e materiais na parte frontal do ginásio.

A colocação de tapetes de grama no talude e de alambrados que cercam o complexo esportivo estão prestes a serem concluídas. “Faltam menos de 10% para encerrarmos essa parte do projeto”, assegurou Sinisgalli.

De acordo com o titular, a expectativa é de que o “maior complexo esportivo do município” seja entregue entre agosto e setembro. O equipamento atenderá diversas modalidades.

Ele sustenta a intenção de o CIE atender mais de 300 crianças de escolinhas de base de futsal e de basquete do DME (Departamento Municipal de Esporte), além de ser a sede das seleções municipais de vôlei e futsal, ambas nas categorias masculina e feminina.

“O CIE será a ‘casa’ das seleções de alto rendimento que, normalmente, representam o município em edições dos Jogos Regionais e Abertos, e na Copa TV Tem”, reforçou.

Sinisgalli acentuou que os treinamentos coletivos serão iniciados somente após o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento à Covid-19 liberar a realização de atividades esportivas em Tatuí.

Campos municipais

Da mesma forma, Sinisgalli reforça que o campo municipal no Santa Rita só deverá ficar à disposição dos munícipes após a liberação dos governos estadual e municipal. Ele estima que as obras serão concluídas no final de julho.

Conforme o titular da pasta, nesta semana, foram iniciados os serviços hidráulicos, com a ligação entre um poço artesiano existente no local com a caixa d’água para irrigação do gramado.

As ligações elétricas no salão principal, vestiários, banheiros e na residência do caseiro – que cuidará do espaço -, segundo Sinisgalli, também já foram iniciadas. “Os cabos já estão sendo passados. Toda a parte de iluminação elétrica será nova”, garantiu.

O secretário municipal confirmou o recebimento de pisos doados pela Cerâmica Strufaldi, que deverão ser instalados no imóvel do caseiro e nos três vestiários do complexo, tanto dos árbitros como das duas equipes.

Sinisgalli reafirmou que o complexo do campo municipal irá tornar-se um núcleo do DME – o primeiro é localizado no bairro Santa Cruz. Além do futebol, o local oferecerá novas atividades aos moradores do Santa Rita e bairros adjacentes.

Conforme o titular, após a inauguração (sem data definida), o espaço será sede de oficinas culturais e modalidades esportivas, como jogos de tabuleiro, judô, caratê, capoeira, zumba e aulas de ritmos.

Primeiro equipamento esportivo pertencente à prefeitura a contar com sistema de irrigação e drenagem, o titular da pasta apontou que o espaço no Santa Rita será “uma referência entre os campos municipais”.

A conclusão da revitalização do campo municipal ainda permitirá o retorno dos treinamentos das equipes de base do Santa Rita, comandadas pelo técnico Carlos Eduardo de Alvarenga Viana, o Duza.

Até o início dos casos de coronavírus no município, um acordo permitia que os treinos das categorias sub-9, sub-11, sub-13, sub-15 e sub-17 acontecessem no campo da Associação Atlética Az de Ouro, no bairro Tanquinho.

Na manhã de quarta-feira, 24, Sinisgalli esteve acompanhando as manutenções realizadas no estádio “Professor Simeão Sobral”, na vila Jurema, junto ao técnico do Bom de Bola, Diego Barros, e ao auxiliar geral “Zé do Jurema”.

“No momento, ainda não podemos utilizar nossos equipamentos esportivos. No entanto, diariamente realizamos as manutenções necessárias para que estejam à disposição após a pandemia”, concluiu Sinisgalli.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome