Thiago Martins traz para o município conceito de ‘influenciador de beleza’

    Há um 1 ano e meio na cidade, ele já movimenta mercado além das redes 

    388
    Publicidade
    Alessandra Bonilha, dra
    Siltec

    Thiago Martins tem rotina atarefada. Quase todo dia, além de instruir os profissionais do Salão Casa no início do expediente e de atender clientes, ele cria novos e interessantes conteúdos por meio de fotos e vídeos publicadas nas redes sociais.

    O profissional está presente nas duas plataformas digitais mais populares: no Facebook (https://www.facebook.com/thiagomartins.hair) e no Instagram (@thiagomartinshair). Thiago é “beauty influencer” e, por meio das postagens, vem influenciando um número crescente de pessoas.

    “Este é um conceito novo, dos influencers. Por conta de eu ser cabeleireiro, acabo ditando tendências para os outros profissionais e para os consumidores”, explica.

    A capacidade de influenciar o público, pela opinião, faz com que os clientes busquem Thiago para mudar o visual, e as empresas de cosméticos, a enxergá-lo como divulgador de produtos.

    “Elas (as marcas de xampus, tinturas, entre outros) pedem para que eu fale do produto, mirando atingir outros profissionais cabeleireiros, e não só eles, mas quem gosta do segmento da beleza, como as mulheres que curtem fotos de cabelo”, conta.

    Publicidade
    Siltec
    Alessandra Bonilha, dra

    A busca pelo profissional não acontece ao acaso. Thiago é dono de números expressivos na internet. Nas redes de Mark Zuckerberg, ele exibe 124.572 e 97,5 mil seguidores, nas contas do Facebook e do Instagram, respectivamente.

    Os primeiros “likes” vieram com um trabalho inicial de autopromoção. Primeiro, com fotos; depois, com os vídeos (os chamados “stories”). As “histórias” são vídeos ou fotos disponíveis por um período curto, de 24 horas.

    Thiago aponta que os seguidores apareceram “naturalmente” (ou de forma orgânica, como se define a curtida espontânea de postagens sem uso de patrocínio). Muitos deles, profissionais atraídos pela curiosidade. “Eles queriam saber como eu havia feito aquela transformação, que técnica utilizei”, discorre.

    A exposição levou o cabeleireiro a ministrar cursos em, pelo menos, quatro capitais. Thiago capacitou profissionais em São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus e Minas Gerais.

    O alcance nacional aumentou ainda mais com a participação do beauty influencer no programa “Guerra das Tesouras”, um “reality show” exibido pelo SBT, no “Programa Eliana”.

    “Digo que 80% das metas que me fizeram ser escolhido foram atingidas porque eu já era um profissional conhecido. Já tinha seguidores do segmento da beleza e, para o que a produção do programa queria, isto era o máximo”, analisa.

    Além de comprovar relevância no mundo virtual, Thiago participou de uma seletiva, realizando teste de vídeo com 50 pessoas. Destas, apenas oito foram escolhidas. Entre elas, o cabeleireiro sediado em Tatuí há pouco mais de um ano.

    Thiago começou cedo, aos 13 anos de idade. Teve o primeiro contato com penteados ao ajudar a irmã a fazer escova. Contudo, aos sete anos, já havia se encantado com a profissão. “Tinha um salão de beleza na frente da minha casa, que se chamava Fátima (nome da proprietária), o qual eu frequentava muito”, recorda-se.

    Da irmã, Thiago passou a cuidar dos cabelos das amigas e, um pouco mais tarde, a cortar como profissional. Aos 16 anos, já ocupava o cargo de assistente de cabelo, no bairro do Brooklin, em São Paulo, considerado mais conceitual.

    Com o dinheiro que ganhava, Thiago pagou o primeiro curso na área. Até então, possuía apenas a experiência prática. “Eu achava que era cabeleireiro antes mesmo de ser. Já acreditava nisso fielmente. Acho que, se não fosse cabeleireiro, eu seria cabeleireiro, com certeza. É bem clichê, mas é assim”, enfatiza.

    Com o tempo, o aperfeiçoamento e o crescimento no número de clientes, Thiago montou negócio próprio. Por vários anos, atuou na capital e, em 2017, mudou-se para Tatuí. Trouxe com ele os seguidores e começou, na cidade, a divulgar o conceito de influenciador de beleza. Agora, tem planos, inclusive, de expandir para a área da educação.

    Em Tatuí, Thiago é mostra de um tipo de profissional cada vez mais exigido. São trabalhadores que atuam em um mercado que cresce para além das redes sociais. Atuam na internet, como divulgadores, mas fazem negócios fora dela.

    O beauty influencer, por exemplo, dita tendências nos dois campos, no on-line e no off-line. Prova disso é que Thiago ministrou, recentemente, curso de especialização em mechas voltado a cabeleireiros. A capacitação atraiu profissionais sediados em Tatuí e nas cidades de Cerquilho, Tietê, Laranjal Paulista e Jundiaí.

    Como os profissionais responderam bem à proposta de especialização, Thiago antecipa já pensar em abrir novos nichos. A ideia é utilizar o salão, nos momentos em que ele não estiver recebendo clientes, para oferecer capacitações.

    “De repente, dar mais cursos e, quem sabe, transformar o espaço em um salão-escola, ou em uma academia de aperfeiçoamento e especialização”, projeta.

    Na internet, Thiago está presente em boa parte das 24 horas por dia. E obtém, em cada postagem, média de 6.000 curtidas. Segundo o profissional, o número varia conforme o algoritmo. Já os stories batem a casa das 21 mil visualizações.

    “Eu mostro tudo: o antes e o depois, uma dica, a cor que utilizei para determinado cabelo, a receita de como eriçar os cabelos, um post educacional, entre outros. Tudo como se estivesse falando para um profissional”, detalha o beauty influencer.

    Em troca, o cabeleireiro recebe dos clientes solicitações de ajuda e orientações “As pessoas pedem tudo, de conselhos a ajuda em dinheiro. Por outro lado, recebo muitas mensagens de clientes, solicitando agendamento”, comenta.

    Ainda nas redes sociais, 84% do público que interage com o profissional são de mulheres. Os homens respondem pelo restante dos perfis que trocam mensagens ou visualizam as publicações. “Muitos são cabeleireiros profissionais”, afirma.

    Todo este público espera por novidades – grande parte delas apresentadas por Thiago a partir de produtos enviados gratuitamente a ele por empresas, e não só as que compõem a indústria da cosmética. Thiago conta que, além dos produtos de cabelo e maquiagem, os parceiros enviam doces e peças variadas, como roupas.

    Como não possui exclusividade de marca, o beauty influencer tem a liberdade de testar os produtos antes de divulgá-los nas redes sociais. Em alguns casos, os posts publicados por ele são patrocinados pelas empresas, algumas delas de nível global; em outros, apresentam espaços de consumo da cidade, como restaurantes.

    A nova dinâmica – em crescente na cidade – tem mantido aquecido o mercado da beleza. Thiago explica que, em especial, o público feminino não deixa de consumir. E vem buscando, cada vez mais, tratamentos inovadores, como os orgânicos e veganos.

    Os primeiros contêm ingredientes 100% orgânicos e os segundos não trazem, em seus componentes, substratos de origem animal, tampouco são testados neles. “As pessoas estão cada vez mais conscientes sobre os papéis sociais delas”, conclui.

    Publicidade
    Siltec
    Alessandra Bonilha, dra