Sesi inscreve para festival em SP e em Tatuí­ prossegue com exibições

483
Publicidade





O Sesi (Serviço Social da Indústria) está com inscrições abertas para o Festival Sesi Música 2014 – Edição São Paulo. O concurso é direcionado aos trabalhadores da indústria. Interessados poderão se inscrever até este sábado, 16, pelos Correios. A iniciativa, em sua quinta edição, contempla todos os gêneros da música brasileira.

O objetivo é valorizar e difundir talentos, além de reforçar o papel da indústria na formação cultural dos trabalhadores. O festival será realizado de 26 de outubro a 1º de novembro de 2014, no Sesi São José do Rio Preto – e premiará os três finalistas de cada categoria.

Os candidatos disputarão prêmios em duas categorias: música inédita – composição (letra e música brasileiras) e música não inédita – interpretação (músicas já gravadas, editadas e comercializadas). Em ambas, somente serão aceitas músicas de compositores brasileiros, de qualquer época ou estilo, com letra e música exclusivamente em português.

O festival está dividido em três fases. Na preliminar, um júri especializado selecionará o material enviado no ato da inscrição. Os selecionados farão suas apresentações ao vivo na etapa semifinal, nos dias 30 e 31 de outubro. No dia 1o de novembro será realizada a final, no teatro do Sesi São José do Rio Preto.

Publicidade

O pré-requisito para participar do festival é ser trabalhador da indústria no Estado. Interessados devem acessar o site www.sesisp.org.br/cultura para baixar o regulamento e os formulários relacionados e encaminhá-los pelos Correios até o dia 16 com toda a documentação solicitada. Vale destacar que cada candidato poderá se inscrever somente em uma categoria e com apenas uma música.

Todos os classificados para a semifinal receberão certificado e kit de participação. Os classificados para a final em primeiro, segundo e terceiro lugares receberão R$ 6.000, R$ 4.000 e R$ 3.000, respectivamente.

Em Tatuí, o Sesi dá prosseguimento à mostra “Cinema Francês, dos Primórdios aos Nossos Dias”, realizada todas as quintas-feiras até o dia 25 de setembro. Durante o período, o público poderá conferir filmes que apresentam diferentes momentos históricos da cinematografia francesa e destacam sua importância para o cinema mundial.

As sessões são gratuitas e realizadas no CAT (Centro de Atividades) “Wilson Sampaio”. O espaço fica na avenida São Carlos, 900, na vila Dr. Laurindo. O contato é feito por meio do telefone 3205-7910.

A mostra é fruto de parceria firmada entre o Sesi de São Paulo e a Embaixada da França no Brasil, com apoio do Institut Français. Ela contempla clássicos de alguns dos mais importantes autores da história do cinema francês, com obras de diferentes gêneros e períodos. Ela acontece de 5 de agosto a 20 de outubro em 20 unidades do Sesi espalhadas pelo Estado.

Amanhã, o projeto segue com drama dirigido por Jacques Doillon. O filme “O Primeiro a Chegar” será exibido às 14h30, e é sobre Camille, uma jovem de 20 anos que já se sente sobrecarregada pela dura realidade do mundo.

Como a vida não tem a intensidade que deseja, ela tenta desesperadamente achá-la em algum lugar – e com qualquer pessoa que apareça. O primeiro a cruzar seu caminho é Costa, um vagabundo, malandro, mau pai, filho e amante.

Mesmo após um começo violento, Camille liga-se a Costa, pois tem a ilusão de que salvá-lo pode trazer algum sentido e alguma alegria à sua vida. Porém, quanto mais ela e Costa se envolvem, mais se metem em confusões.

Também neste mês será exibido “Mulheres Diabólicas”, dirigido por Claude Chabrol. Lançado em 1995, o drama gira em torno da vida da discreta e calada Sophie. Ela é escolhida pela rica família Lalièvre para tomar conta de sua mansão e faz amizade com a curiosa e intrometida Jeanne, dona do correio local.

O problema começa quando Jeanne demonstra ter inveja dos Lalièvre e arquiteta um plano para prejudicá-los. A trama tem sessão agendada para as 19h30 do dia 21, com entrada gratuita e classificação indicada para maiores de 16 anos.

Ainda em agosto, o Sesi exibirá “Curtas Contestatórios e Parisienses”, de Agnès Varda. Com 123 minutos de duração, o documentário é composto por nove curtas que discutem questões do feminismo e do movimento negro; e trabalhos que abordam amor, arte e percepção, como ícones da capital francesa.

Os vídeos são dirigidos por Agnès Varda e, conforme material de divulgação, não se encaixam no sentido convencional de curta-metragem. São classificados como ensaios de cinema, protótipos em que são invetados forma e conteúdo.

Agnès é uma das primeiras autoras do cinema francês moderno. Em suas obras audiovisuais, ela registra autorretratos indiretos, cartografia de sua vida e seus gostos. O resultado é um esboço de uma filosofia pessoal, testemunhos sem barreiras de uma experimentação permanente da liberdade de criação.

O documentário tem classificação indicativa para pessoas a partir dos 12 anos. Ele será exibido no Sesi no dia 28, também uma quinta-feira, a partir das 14h30.

Já em outubro, o Sesi traz o espetáculo teatral “Shakespeare Amarrotado”. Encenada pelo Grupo Caso de Matraca, a peça será apresentada em Tatuí no dia 25, às 16h.

Focada no universo de William Shakespeare, a montagem consiste em um espetáculo de “clown” (palhaço, da tradução do inglês para o português) educativo, com música e interação com a plateia. A peça gira em torno de “estudos de palhaçaria” que sugerem que Shakespeare pode ter plagiado o clássico Romeu e Julieta.

“Shakespeare Amarrotado” tem 50 minutos de duração e elenco composto por Bia Borin, Fabiano Amigucci, Luciana Ramanzini, Marco Aurélio Campos e Caio Salay.


Publicidade