Sarampo aumenta quase 43% em 17 dias

    Vigilância Epidemiológica registra dez infecções pela doença, neste ano, na cidade

    270
    Meta da campanha é atingir 95% de cobertura vacinal (foto: AI Prefeitura)
    Publicidade
    Siltec

    A Vigilância Epidemiológica já contabilizou dez casos de infecção por sarampo em Tatuí neste ano. Informativo divulgado pela pasta na sexta-feira, 4, mostra que, somente nos 17 dias anteriores, havia ocorrido aumento de 42,85% nos casos.

    No relatório passado, levado a público no dia 17 de setembro, a VE havia confirmado sete casos da doença no município. Os exames que confirmaram as infecções foram realizados pelo IAL (Instituto “Adolfo Lutz”).

    Os três novos casos acometeram uma menina de um ano de idade, residente na vila Brasil, um menino de dez anos, morador do Jardim Donato Flores, e um garoto de dois anos, da vila Santa Adélia.

    De acordo a coordenadora da VE, enfermeira Rosana Oliveira, todos os pacientes receberam acompanhamento médico e já não apresentam mais nenhum sintoma da doença. Ela ainda ressalta que, em todos os casos, foram adotadas as medidas preconizadas pelo Ministério da Saúde.

    “As ações no combate à doença incluem afastamento social dos casos suspeitos durante o período de transmissibilidade e, ainda, a identificação e bloqueio vacinal das pessoas que tiveram contato com tidas como casos suspeitos”, contou a coordenadora.

    Publicidade
    Siltec

    A doença havia sido erradicada em todo o país e não registrava nenhum caso na cidade desde 2002. Contudo, uma menina apresentou os sintomas em julho, quando realizou o exame e foi confirmado o primeiro caso da doença do ano.

    Ainda segundo Rosana, no total, os pacientes confirmados com sarampo já somam seis meninas e quatro meninos, entre três meses e dez anos de idade, que haviam tomado apenas uma dose da vacina.

    A metade dos diagnósticos confirmados (cinco) concentra-se no Jardim Santa Rita da Cássia. Os outros 50% foram registrados no Residencial Astória, vila Angélica, vila Brasil, Jardim Donato Flores e vila Santa Adélia, com uma infecção detectada em cada bairro.

    Nos últimos quatro meses (julho, agosto, setembro e outubro), 52 casos de suspeita de sarampo foram notificados pela VE. Todos os pacientes passaram por exame e, desses, dez deram positivos, 15, negativos e outros 27 aguardam resultado.

    Rosana afirma que, mesmo com novos casos da doença, as medidas tomadas pelo município ainda seguem com foco na prevenção, por meio de atualização vacinal, capacitação dos profissionais de saúde e bloqueio vacinal, quando há casos suspeitos.

    A coordenadora reforça que a vacina tríplice viral (que protege, também, contra a rubéola e a caxumba) é a única forma de se proteger contra a doença. Ela pode ser encontrada gratuitamente em todas as unidades de saúde.

    Campanha nacional

    Para ampliar e fortalecer a vacinação, o Ministério da Saúde iniciou nesta segunda-feira, 7, uma nova Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo em todos os postos de saúde, com foco em dois grupos.

    O primeiro vai de 7 a 25 de outubro, para imunizar crianças de seis meses até menores de cinco ano. Já o segundo grupo, previsto para iniciar no dia 18 de novembro, será direcionado para adultos na faixa de 20 a 29 anos que não estão com a caderneta de vacinação em dia.

    A prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, aderiu ao movimento nacional. A vacina estará disponível em todas as unidades de saúde urbanas e na Casa do Adolescente, de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 16h. Já no bairro dos Mirandas, na área rural, o atendimento também será de segunda-feira a sexta-feira, porém, das 8h às 13h.

    No município, ainda serão realizados dois “Dia D” da campanha de vacinação: no sábado, 19, para crianças de seis meses a menores de cinco anos, e no dia 30 de novembro, sábado, para adultos jovens entre 20 e 29 anos que ainda não foram vacinados.

    Em todas as unidades de saúde (urbanas), a vacinação acontecerá das 8h às 14h. Nas unidades rurais dos bairros Mirandas e Congonhal, o “Dia D” ocorrerá das 8h às 13h. E, especificamente no dia 30 de novembro, o “Dia D” também será realizado na Praça da Matriz.

    A meta do MS é vacinar 2,6 milhões de crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões de adultos em todo o Brasil. Segundo nota enviada à imprensa, ao todo, 60,2 milhões de doses da tríplice viral foram adquiridas pelo órgão para garantir o combate à doença nos municípios.

    “Vacina é um direito da criança. Ela não consegue ir sozinha a uma unidade de saúde para se vacinar. Pais, responsáveis, avós chequem a carteira de vacinação como ato de respeito e de amor”, enfatizou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no lançamento da campanha.

    “Se estiver incompleta, leve a criança para tomar a segunda dose. Se a criança não tiver tomado nenhuma, ela deve tomar a primeira dose e, na sequência, a segunda”, explicou o ministro.

    Para incentivar a vacinação de crianças, o MS irá disponibilizar R$ 206 milhões a serem destinados aos municípios que cumprirem as metas estabelecidas pela pasta.

    Para receber esse recurso adicional, os gestores terão que informar, mensalmente, o estoque das vacinas poliomielite, tríplice viral e pentavalente e atingir 95% de cobertura vacinal contra o sarampo em crianças de um a cinco anos de idade com a primeira dose da tríplice viral.

    Conforme o MS, vacinar contra o sarampo é importante para evitar complicações como cegueira e infecções generalizadas que podem levar a óbito. Nos últimos 90 dias, o Brasil registrou 5.404 casos confirmados de sarampo.

    Desses, 97% (5.228) estão concentrados em 173 municípios do estado de São Paulo, principalmente na região metropolitana. Os outros 176 casos foram registrados em 18 estados. Os dados estão no novo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado na sexta-feira, 4.

    Foram confirmados seis óbitos por sarampo no Brasil, sendo cinco em São Paulo e um em Pernambuco. Quatro óbitos ocorreram em menores de um ano de idade e dois em adultos com 31 e 42 anos.

    Publicidade
    Siltec

    DEIXE UMA RESPOSTA

    entre com sua mensagem
    entre com seu nome