Orquestra de Cordas Infantojuvenil apresenta ‘Música que Aquece’

254
Publicidade





AI Conservatório / Kazuo Watanabe

Orquestra de Cordas Infantojuvenil apresenta conerto especial no domingo, dia 11

 

A Orquestra de Cordas Infantojuvenil do Conservatório de Tatuí, instituição da Secretaria de Estado da Cultura e do governo de São Paulo, apresenta concerto especial no dia 11, domingo de Dia das Mães. A apresentação será realizada no teatro “Procópio Ferreira”, a partir das 11h.

Os ingressos serão trocados por agasalhos em bom estado. A troca ocorrerá na bilheteria do teatro, de terça a sexta, das 17h às 19h, ou nos dias de eventos, a partir das 18h. Toda a arrecadação será revertida à Campanha do Agasalho.

Publicidade

O concerto, denominado “Música que Aquece”, é uma realização do Conservatório de Tatuí em parceria com a CCR SPVias, em prol à campanha, realizada em todo o Estado.

No programa do concerto, constam obras de Keiko Yamada (“Sakura Sakura”), H. Isaak (“Meditação”), arranjada por Richard Meyer (“Beethoven, INC.”) e duas peças de Rafael dos Santos: “Três Pequenas Cantigas” e “Três Canções Folclóricas Brasileiras”.

A Orquestra de Cordas Infantojuvenil do Conservatório de Tatuí conta com, em média, 50 integrantes. São alunos a partir dos 12 anos, que frequentam os cursos de instrumentos da área de cordas, do 4o ao 6o semestres.

A participação na Orquestra de Cordas Infantojuvenil é uma disciplina obrigatória a todos os alunos da área. Os ensaios ocorrem duas vezes por semana, com duas horas de duração.

A participação na orquestra é parte da formação e profissionalização dos instrumentistas de cordas. Ao integrar o grupo, os alunos começam a adquirir experiência para o futuro musical.  Nos últimos anos, a Orquestra de Cordas Infantojuvenil do Conservatório de Tatuí tem participado de importantes eventos.

Além das apresentações pedagógicas, que ocorrem a cada bimestre, o grupo faz apresentações externas. Entre as mais importantes, está o concerto apresentado no IV Encontro Internacional de Cordas do Conservatório de Tatuí (2011).

Nos concertos, a escola destaca que o grupo recebe solistas, “aumentando a integração entre os diferentes instrumentos, como trompa, violão e harpa entre outros, e incrementando a experiência dos integrantes”.

Dando ênfase ao aprendizado dos alunos-instrumentistas, o grupo trabalha repertório focado em métodos de formação de orquestra de câmara, além de repertório de diferentes períodos, desde a Renascença até obras contemporâneas e música brasileira.


Publicidade