Notas policiais

473
Publicidade
  • Homem é flagrado com arma de fogo em bar da ‘Angélica’

Um ajudante de 36 anos foi preso, na tarde de sexta-feira, 4, em um bar da vila Angélica, por porte ilegal de arma de fogo. Durante a ação, agentes da Guarda Civil Municipal apreenderam uma “garrucha” calibre 32 e uma faca.

Conforme a GCM, equipes realizam operação conjunta com a Polícia Civil para fiscalização de bares quando suspeitou do homem. Em abordagem, o acusado estaria carregando uma mochila, na qual teriam sido encontrados os dois objetos.

Ainda segundo a GCM, o homem disse que havia encontrado a arma no local de trabalho e iria restaurá-la, por “ser bonita”. De acordo com o boletim de ocorrência, a “garrucha” estava sem numeração aparente e em mau estado de conservação.

O acusado foi encaminhado à Delegacia Central, onde recebeu ordem de prisão com possibilidade de fiança de R$ 1.000. Na Central de Flagrantes, foi registrado boletim por porte ilegal de arma de fogo e o homem permaneceu à disposição da Justiça.

Ainda conforme o BO, os objetos recolhidos com o suspeito foram apreendidos e devem ser encaminhados ao Instituto de Criminalística para exame.

Publicidade

  • Idosa é presa por furtar itens em supermercado no “NSF”

Uma mulher de 62 anos foi presa, na tarde de sábado, 5, acusada de furtar um supermercado no Jardim Nossa Senhora de Fátima. Com ela, a equipe da Polícia Militar apreendeu diversas mercadorias, incluindo tequila e pares de chinelos.

De acordo com a PM, uma equipe foi acionada por funcionários do estabelecimento comercial para atender a uma ocorrência de furto.

No local, os militares teriam encontrado a acusada já detida por agentes de segurança do estabelecimento. Os funcionários contaram à PM que a mulher tinha devolvido um par de chinelos.

Durante a revista pessoal, a idosa estaria carregando, em uma bolsa, uma tequila “José Cuervo”, mais um par de chinelos, duas peças de frios, um “tira-cheiro” e um odorizante de veículo.

Ainda segundo a PM, questionada, a idosa confessou que saíra do supermercado sem pagar pelas mercadorias. A acusada foi encaminhada à Delegacia Central, indiciada por furto e liberada após pagamento de fiança de R$ 1.000.


  • Bicicleta de garoto é tomada à força e vendida em biqueira

Um indivíduo roubou a bicicleta de um menino, no dia 26 de setembro, na vila Brasil. O pai do garoto tentou recuperá-la, mas a bicicleta já havia sido vendida em uma “biqueira”. O caso foi registrado no plantão policial somente na manhã de sexta-feira, 4.

Segundo relatado, o pai (um funileiro de 40 anos) teria dado a bicicleta (marca Houston) ao filho e menino, saído para andar com o presente em um bairro próximo à casa deles.

Por volta das 21h, quando o garoto estava pedalando pela praça Eduardo Bastos, um indivíduo teria tomado a bicicleta à força e a levado embora.

Conforme o boletim de ocorrência, o pai da vítima foi atrás do homem – que é conhecido no bairro como “Oreia”. Ao encontrá-lo, o indivíduo revelou que havia vendido a bicicleta em uma “biqueira”.


  • Procurado pela Justiça se diz ‘cansado’ e se entrega à PM

A Polícia Militar realizou a prisão de um funileiro de 34 anos, procurado pela Justiça, na tarde de sexta-feira, 4. A captura aconteceu na região central após o indivíduo se entregar espontaneamente a um policial militar.

Conforme a PM, um agente fazia patrulhamento pela praça da Bandeira quando foi abordado pelo homem, informando-o de que era procurado pela Justiça. O indivíduo mencionou que resolvera se apresentar por livre e espontânea vontade, pois “estava cansado da situação de procurado”.

Segundo a PM, nada de ilícito foi encontrado em revista pessoal. Posteriormente, o policial confirmou a situação de procurado e o homem foi conduzido à Delegacia Central.

Já na Central de Flagrantes, em nova pesquisa, foi constatado um mandado de prisão por falta de pagamento de pensão alimentícia. O homem acabou recolhido, ficando à disposição da Justiça.


  • Acusado de furtar barras de chocolate alega fome à GCM

A Guarda Civil Municipal deteve, na noite de sábado, 5, um montador de 32 anos acusado de tentar furtar oito barras de chocolate de um supermercado na região central. Os produtos foram recuperados e devolvidos a um representante do estabelecimento comercial.

De acordo com a GCM, os agentes foram acionados, via COD (Centro de Operações de Despacho), com a informação de que um indivíduo estava sendo contido por munícipes após praticar furto no supermercado.

Posteriormente, o homem assumiu o furto de oito barras de chocolate, somando o valor de R$ 77,10. Indagado, o indivíduo respondeu que praticara o crime por estar com fome.

A GCM conduziu o montador ao Pronto-Socorro Municipal e, na sequência, apresentou-o à Central de Flagrantes, onde foi ouvido e liberado em seguida.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome