Mulher em progresso

398
Publicidade

Apesar de todos os surpreendentes desafios da atualidade e das opções nem sempre as aparentemente mais óbvias, as mulheres seguem em franco “empoderamento”, ganhando espaço em todos os âmbitos da sociedade. E em Tatuí não é diferente.

Quando se apontam desafios, entre tantos outros  – que ainda envolvem a realidade de a mulher ter de se dividir entre a vida profissional e a familiar, cabendo-lhe, invariavelmente, bem mais trabalho que ao homem -, há, por exemplo, o aumento da violência, que as tem atingido mais fortemente nos últimos anos – e também no município não se escapa à regra.

Como opções, pode-se observar a adesão a discursos – ou “narrativas” – essencial e historicamente machistas, as quais, a despeito disto, ganharam a simpatia de significativa parcela da população feminina – e, novamente, Tatuí é parte deste fenômeno.

Não obstante, a própria crise econômica (social e política, por consequência) tem forçado ainda mais o protagonismo feminino, levando muitas “ex-donas de casa” a partirem para o empreendedorismo. E com grande sucesso – e, aí, felizmente, a cidade também tem boas histórias para contar.

Partindo de tudo isso, ao longo deste próximo mês, o jornal O Progresso produz a primeira publicação especial de 2020. No formato tabloide e todo em cor, a terceira edição de “O Progresso da Mulher” circula em março, quando se comemora o Dia Internacional dedicado a elas.

Publicidade

A publicação dá sequência a uma série de edições diferenciadas, cuja primeira foi apresentada em 2012, ano em que O Progresso completou nove décadas de existência.

Naquela oportunidade, “90 Anos de Progresso” resgatou os fatos mais significativos de boa parte do século passado, ocorridos no cotidiano da cidade como um todo e, também, junto ao próprio jornal.

Em seguida, houve mudança de formato nos especiais de aniversário da cidade, privilegiando-se temas específicos, desdobrados em diversas reportagens, todas buscando explorar ao máximo cada assunto.

A novidade seguinte aconteceu por meio de revistas – um formato até então inédito na história do jornal. “O Progresso em Revista” começou com tópicos variados, mas, em seguida, também passou a adotar tema único, como as três décadas do colunismo de Jorge Rizek em O Progresso e o universo dos casamentos.

Em sequência às novidades, o jornal lançou, em 2016, o Guia Turístico e Gastronômico “Tatuí Cidade Ternura”, que acabou ganhando grande adesão e segue agora, em 2020, à quinta edição, já como uma verdadeira referência na divulgação do potencial turístico e gastronômico local.

O guia, inclusive, acabou desvinculando-se do próprio jornal e ganhando mais uma versão, em plataforma online, justamente levando em conta ter se tornado material de trabalho em uso tanto pela própria municipalidade quanto por profissionais da área e, até, pelos motoristas de aplicativos, que o apresentam a todos os passageiros em visita à cidade.

Já no ano de 2017, em outubro, outra novidade: o tabloide “O Progresso da Criança”, um suplemento não “para” crianças, mas, sim, “sobre” crianças, de interesse dos pais e tendo como pauta reportagens e artigos assinados por especialistas nas áreas de educação e saúde.

Agora, novamente, é a vez de a mulher figurar todo um especial. Mais que celebrar o Dia Internacional, a publicação busca promover discussões a respeito do papel da mulher na sociedade. Mantém, portanto, a proposta de ir muito além dos assuntos padrões, como moda e beleza.

O especial, como nas edições anteriores, abordará temas pertinentes aos atuais “desafios” das mulheres, que buscam e merecem investir na autoestima – com tudo que podem e têm direito -, mas que, também, colocam-se em absoluta igualdade frente aos homens em todas as instâncias, sociais e pessoais.

Assim, o suplemento não deixará de lado os assuntos comumente do universo feminino, mas dará ênfase a temas essencialmente contemporâneos, sempre com um viés local – ou seja, priorizando os profissionais e a realidade de Tatuí.

Nesta nova edição, o especial estará abordando temas como a violência contra a mulher, feminismo, superação por meio do esporte, o protagonismo de tatuianas na história da cidade, empreendedoras de sucesso, ações sociais com “elas” à frente e, entre outros, claro, também dando especial atenção às pautas de saúde e beleza – por que não?

Em todos os assuntos, como sempre acontece nos especiais do jornal, os temas serão abordados a partir de entrevistas com especialistas no assunto, profissionais de renome do próprio município.

Será, mais uma vez, um verdadeiro especial, sobre mulheres e para mulheres. No entanto, não somente para elas. Afinal, como já acentuado nas edições anteriores, longe de qualquer discurso demagógico de “empoderamento”, a mulher é, sim, entre todos os “gêneros”, o ser humano mais importante.

Tudo relativo a elas é do interesse de todos, por consequência. E mais ainda em realidade que perdura sendo tão delicada, conturbada, incerta, tão carente de sensibilidade, equilíbrio e maturidade, virtudes, desde sempre, bem mais próximas à vivência “delas”.

Que o protagonismo feminino – ou “nosso” protagonismo, até porque este veículo de comunicação tem o suporte, hoje, tanto “delas” quanto “deles” -, por fim, não se arrefeça, apesar dos tais desafios. Pelo contrário, que cresça e faça valer suas melhores virtudes.

Publicidade