MHPS registra recorde de inscrições ao Prêmio Literário ‘Paulo Setúbal’

Número de participações no certame é três vezes maior que o esperado

468
Certame cultural recebeu 2.349 inscrições, sendo a maioria pela internet (foto: AI Prefeitura)
Publicidade
Da redação

Equipamento cultural da prefeitura, o Museu Histórico “Paulo Setúbal” encerrou as inscrições ao 18º Prêmio Literário Paulo Setúbal – Contos, Crônicas e Poesias, de abrangência nacional, na sexta-feira, 19, recebendo número recorde de participantes.

Para a edição deste ano, ao todo, foram registradas 2.349 inscrições, sendo 1.981 de forma online e 368 via Correios. Elas partiram de escritores de 424 municípios de todos os estados brasileiros.

De acordo com o diretor do Departamento Municipal de Cultura e gestor do MHPS, Rogério Vianna, devido à necessidade de atender às recomendações do Ministério da Saúde, da Secretaria Estadual de Saúde e incentivar o isolamento social, a organização do prêmio lançou uma plataforma online para o envio dos trabalhos.

Nos anos anteriores, as inscrições tinham de ser realizadas através de entrega das obras de forma presencial no museu, além de poderem ser enviadas pelos Correios. Dessa forma, segundo Vianna, o certame recebia uma média de 500 a 700 inscrições por ano.

Ele já havia adiantado a O Progresso, no início de maio, a tendência de mais pessoas se inscreverem no certame deste ano. Para o diretor, a nova plataforma e o período de isolamento social poderiam contribuir para o aumento do número de candidatos.

Publicidade

“O novo mecanismo possibilitou uma aceitação grandiosa, apesar de promovermos o concurso durante a quarentena. É um recorde e que chega a ser três vezes maior do que estávamos esperando”, garantiu.

De acordo com Vianna, “o volume de obras inscritas demonstra a importância da cultura no país, no qual pessoas em isolamento social podem utilizar o concurso para desenvolver a intelectualidade”.

“É importante valorizarmos as pessoas que estão nas respectivas casas, e, mesmo que estejam trabalhando, ainda usufruem dos equipamentos e mecanismos culturais. A cultura é essencial ao atual momento, até como uma forma de terapia e de garantia de uma melhor qualidade de vida”, declara o diretor.

Vianna revelou que, somente na manhã desta terça-feira, 23, recebera mais 15 inscrições via Correios. Segundo ele, a organização irá aguardar de 15 a 20 dias para concluir as inscrições com o número exato de participantes.

Os trabalhos, divididos nas categorias conto, crônica e poesia serão analisados quanto aos critérios do edital e, depois, encaminhados para análise da comissão julgadora.

Normalmente, a organização disponibiliza 30 dias para a comissão julgadora analisar as obras. No entanto, Vianna aponta a possibilidade de estipular um novo prazo adequado ao volume de inscrições. “Em 2020, a comissão julgadora terá uma missão árdua para buscar os melhores trabalhos”, reconheceu.

O Prêmio Literário terá a premiação total de R$ 18 mil, sendo R$ 6.000 para cada uma das categorias (conto, crônica e poesia). O vencedor receberá R$ 2.500 em dinheiro mais um troféu dourado, o segundo lugar ganha R$ 1.500 e um troféu prateado e o terceiro lugar leva R$ 1.000 e troféu em tom de bronze.

A nova edição também mantém o Prêmio Galardão, destinado exclusivamente às obras de autores nascidos ou residentes há mais de dois anos em Tatuí. Cada uma das três categorias premiará o vencedor com R$ 1.000 e troféu.

A entrega dos troféus e certificados aos escritores contemplados é prevista para o dia 7 de agosto, uma sexta-feira. Porém, o gestor do MHPS garante que o evento só acontecerá nessa data se houver melhora da situação da pandemia no município.

“Depende muito da ciência e da saúde. A premiação está prevista para o dia 7 de agosto, porém, só iremos realizá-la se houver 100% de garantia de que estamos aptos”, reforçou.

Caso seja necessária a mudança, Vianna sugere a criação de um mecanismo virtual ou, devido ao número de trabalhos inscritos e para que todos sejam julgados adequadamente, a transferência de data.

“A intenção, como sempre foi, é a de fazer a premiação presencialmente. Contudo, podemos preparar um evento online e fazer a premiação. A comissão organizadora já está estudando a melhor alternativa”, expôs Vianna.

Certame municipal

O 19º Concurso Paulo Setúbal – Literatura e Artes Visuais, de abrangência municipal, promovido pela prefeitura, por meio do MHPS, segue suspenso devido à pandemia de Covid-19.

A decisão da comissão organizadora foi necessária porque o público-alvo do certame (alunos da rede de ensino fundamental e médio das redes municipal, estadual, pública e privada), até o momento, ainda não retornaram às unidades escolares e, portanto, não puderam desenvolver os trabalhos.

“É um trabalho que requer muito a ajuda do professor para encantar e inspirar os estudantes, através da obra de Paulo Setúbal, para realizarem os trabalhos”, ressaltou.

Vianna informa que a comissão organizadora promoverá ações para que o edital ainda possa ser realizado pelos alunos. Posteriormente, quando as escolas tiverem acesso ao novo formato do certame, serão agendadas a nova data das inscrições.

O certame tem como tema o centenário de lançamento de “Alma Cabocla”, sendo que os alunos deveriam mostrar, nos trabalhos, referencias da obra poética do escritor tatuiano.

O concurso é dividido na modalidade arte visual (desenho) – voltada aos alunos da primeira fase do ensino fundamental (1º ao 5º ano) – e literatura (produção de texto), na qual concorrem estudantes da segunda etapa (6º ao 9º ano) e do ensino médio.

O certame prevê a premiação total de R$ 11 mil. O primeiro lugar de cada categoria recebe troféu e R$ 600 em dinheiro; o segundo lugar também ganha troféu e R$ 400; e o terceiro, troféu e R$ 300.

O professor dos alunos classificados do primeiro ao terceiro lugar também ganha um prêmio de incentivo, de R$ 300; e a escola do aluno contemplado recebe o “Selo Literário do Concurso Paulo Setúbal 2020”.

Publicidade