Leão do Norte

383
Publicidade





Como é que pode? O Comercial de Ribeirão Preto ser denominado de “Leão do Norte” ? Se está mais ao sul do pais….? Para sabermos disso vamos à história: a região Ribeirão Preto começou a se destacar no plantio do café, devido a um solo próprio e clima propício, o desenvolvimento foi rápido e logo Ribeirão ganhou o cognome de “capital do café” tamanha a pujança demonstrada, evidentemente que o comércio e os serviços em geral, também cresceram, atraiu imigrantes e a formação de clubes notadamente de futebol, se fez necessária, comum a todo centro novo e em crescimento.

Surgiu o Comercial F.C. e já com grandes vitórias, o que atraiu a atenção de outros centros, numa excursão pelo norte e nordeste do país, ganhou de todo mundo, mostrando muita categoria e raça, daí ser um verdadeiro “leão” pelos gramados do “norte” conforme noticiou a imprensa da época.

O “Leão do Norte”, portanto havia começado com tudo e logo estava na divisão principal do futebol paulista e no seu estádio, o Palma Travassos era difícil de ser vencido. Sempre revelou ótimos jogadores e grandes craques vestiram a sua camisa.

Hoje perambula com certa dificuldade pelas divisões do futebol de São Paulo. A foto mostra um Comercial que ainda rugia alto e forte, do ano de 1966. Em pé: Rosan, Piter, Jorge, Piloto, Amauri e Ferreira. Agachados: Peixinho, Luis, Paulo Bim, Jair Bala e Carlos César. Ótimo Comercial que disputava partidas memoráveis notadamente contra o rival da mesma Ribeirão, o Botafogo, grande clássico da cidade, o inesquecível e sempre aguardado “ComeFogo”. Grandes clássicos, grandes emoções.

Publicidade

NOTA: As fotos são do arquivo pessoal do autor, que data de 50 anos. Ele, como colecionador e historiador do futebol, mantém um acervo não somente de fotos, mas de figurinhas, álbuns, revistas, recortes e dados importantes e registros inéditos e curiosos do futebol, sem nenhuma relação como os sites que proliferam sobre o assunto na rede de computadores da atualidade


Publicidade