Coop a intensifica a segurança alimentar e ultrapassa mercado

359
Foto: Mauricio Taboni
Publicidade

Para que os alimentos cheguem à mesa do cliente com qualidade garantida e seguindo todos os critérios de conformidade determinados pela Vigilância Sanitária, a Coop – Cooperativa de Consumo vem desenvolvendo um vasto trabalho na área de segurança alimentar.

Conforme a assessoria de comunicação da cooperativa, “os resultados não poderiam ser melhores”. Isto por que “acabaram de ultrapassar a média do mercado’.

De acordo com Antonio Guilherme, gerente da área, a intensificação dos controles vem acontecendo desde 2014 e, no final do ano passado, em novembro, o Bureau Veritas foi contratado pela cooperativa para dar continuidade às boas práticas da segurança alimentar.

Foto: Mauricio Taboni

“Trata-se de uma empresa sólida e com mais de 90 anos só no Brasil. Um parceiro certo para unir forças com a Coop, que está em pleno crescimento”, declarou ele.

Somente em 2019, foram realizadas 188 auditorias e 1.148 consultorias, envolvendo visitas técnicas, treinamentos de 100% das equipes que atuam nas áreas da padaria, cafeteria, hortifruti, restaurante, rotisseria e setor de perecíveis (frios e laticínios), além da utilização de modernas e avançadas metodologias de controle.

Publicidade

“Por meio de aplicativo específico, controlamos periodicamente o ‘check-list’ com mais de 240 itens avaliados e rastreados, que vão desde a área de resíduos, armazenamento, controle de água, de praga até chegar à bateria de caixas (‘check-outs’)”.

Foto: Mauricio Taboni

“Todo esse trabalho fez com que a Coop obtivesse o índice de conformidade na casa de 92,48%, bem acima dos 86% (média do mercado nacional)”, reforça a coordenadora da segurança de alimentos, Débora Cosenza.

Desde 2016, a Coop também é parceira do Rama, um programa de rastreabilidade e monitoramento de frutas, legumes e verduras desenvolvido pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras), sob a operação técnica da PariPassu, com o objetivo de fomentar as boas práticas agrícolas, acompanhando as tendências mundiais do setor varejista na atenção à segurança.

Foto: Mauricio Taboni
Publicidade