Museu recebe a exposição ‘Terra de Paulo Setúbal’, de Mingo Jacob

Vinte trabalhos inéditos integram a mostra, que segue até 5 de julho

82
Visitação é gratuita e pode ser realizada de terça-feira a domingo, das 9h às 17h (foto: AI Prefeitura)
Da reportagem

O Museu Histórico “Paulo Setúbal” está recebendo a exposição temporária “Terra de Paulo Setúbal”. A mostra, assinada pelo artista plástico Mingo Jacob Filho, conhecido como Mingo Jacob, segue aberta ao público até o dia 5 de julho.

A visitação é gratuita e pode ser realizada de terça-feira a domingo, das 9h às 17h, seguindo todos os protocolos sanitários de combate à Covid-19, como o uso de máscaras, álcool em gel e o distanciamento entre os presentes.

Ao todo, 20 trabalhos inéditos em óleo sobre tela, da mais recente produção do artista, integram a exposição. Segundo Mingo, as obras se identificam com a cultura do município e retratam a tradição da cidade e paisagens rurais “típicas de nossa terra do chão vermelho”.

Além disso, o artista ressalta ser a mostra uma forma de homenagear Paulo Setúbal e a cidade de Tatuí, por meio das artes visuais, e de servir como inspiração para os alunos da rede de ensino inscritos no 19º “Concurso Paulo Setúbal – Literatura e Artes Visuais”.

“As obras expostas servirão como temática e inspiração. Eles (os estudantes) visitarão a exposição com os devidos cuidados protocolares e se inspirarão para fazer os trabalhos, já que minhas obras refletem a ‘alma cabocla’ e a terra de Paulo Setúbal”, comentou o artista.

A nova edição do concurso terá como tema o centenário de lançamento de “Alma Cabocla”, sendo que os alunos da rede de ensino devem mostrar, nos trabalhos, referências da obra poética do escritor tatuiano.

“Essa exposição também é a uma reedição da mostra já feita no em agosto de 2019 no Hotel Del Fiol – como parte das comemorações de aniversário da cidade. Entendemos que nosso museu merece essa exposição também, pois a temática tem um clima perfeito para o local”, declarou Mingo.

Para o gestor do MHPS, Rogério Vianna, “a exposição representa muito as características de Tatuí e é de extrema importância para a valorização do artista tatuiano, além de ajudar a acentuar a vocação do museu, de salvaguardar a história da cidade e de dos conterrâneos”.

“Mingo é um artista maravilhoso, que transmite a qualidade da nossa cultura por meio das obras dele. Trazê-lo para o MHPS, em uma exposição, é reconhecer a importância dessa paisagem ruralista e dessa alma cabocla que ele transborda em suas obras”, salientou o diretor.

“Considerando que nosso Museu ‘Paulo Setúbal’ representa o coração da nossa terra, eu me sinto muito honrado em expor nesse ambiente, e, sempre que possível, farei outras exposições. É um motivo de orgulho para mim”, concluiu o artista.

O Museu Histórico “Paulo Setúbal” está situado na praça Manoel Guedes, 98, centro. Mais informações pelo telefone: (15) 3251-4969.

Sobre o artista

Mingo Jacob iniciou a carreira artística no final dos anos 70, desenvolvendo trabalhos como desenhista em diversos eventos da época. Conheceu Jaime Pinheiro e iniciou no ofício da serigrafia.

Na pintura em óleo sobre tela, começou os estudos com a professora Theresinha Pinto. Em 2008, aperfeiçoou-se em pintura acadêmica, na Associação Paulista de Belas Artes, em São Paulo.

Foi presidente da Amart e, em 2012, realizou a exposição “Tatuí na Visão do Artista”, dando visibilidade a diversos patrimônios históricos da cidade. Também participou de salões, exposições coletivas e individuais, obtendo diversas premiações.

Em 2013, ilustrou o caderno especial produzido pelo jornal O Progresso em comemoração ao aniversário de Tatuí. A publicação, intitulada “Tatuí na Visão do Artista”, trazia as origens de alguns dos mais significativos patrimônios históricos da cidade, como a Igreja Matriz, a Estação Ferroviária e as fábricas de tecelagem, retratados pelo artista plástico.