Mortes por Covid-19 têm salto de 114,28% em Tatuí em 4 dias

Saúde notifica 15 novos óbitos e 332 casos positivos em período

257
Publicidade
Da redação

O número de mortes em decorrência do novo coronavírus registrou novo recorde no período de um início de semana. Entre sábado, 12, e terça-feira, 15, a curva de óbitos apresentou o dobro de casos em comparação ao período anterior (entre 5 e 8 de junho).

Com base nos relatórios diários da Vigilância Epidemiológica, pertencente à Secretaria Municipal de Saúde, no período atual, foram registrados 15 óbitos, enquanto, no anterior, foram sete em quatro dias – o que representa salto de 114,28%.

Até sexta-feira da semana passada, 11, Tatuí acumulava 351 vítimas fatais da doença, sendo 151 mulheres (108 na faixa dos 60 anos e 43 entre 29 e 59 anos) e 200 homens (141 acima dos 60 anos e 59 entre 29 e 59 anos).

As notificações de óbitos mais recentes ocorreram na terça-feira, 15, referentes a um homem de 48 anos, falecido na segunda-feira, 14, às 6h45, na unidade de terapia intensiva da Santa Casa de Misericórdia; de um homem de 58, na madrugada de terça-feira, 15, também na UTI da Santa Casa; de uma mulher de 62, no dia 10, no Conjunto Hospitalar de Sorocaba; e de um homem de 64, no Hospital das Clínicas de Botucatu, no dia 27 de maio.

Na terça-feira, a VE ainda notificou o óbito suspeito de uma mulher de 81 anos. A paciente recebeu atendimento na emergência do Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e faleceu na segunda-feira, 14.

Publicidade

No mesmo dia, a VE informou sete mortes, sendo duas ocorridas no sábado, 12 (um homem de 72, no isolamento da Santa Casa; e um homem de 54, na UTI hospital público), três no domingo, 13 (uma mulher de 58, em Cesário Lange; uma mulher de 65, no Gripário; e um homem de 76, no isolamento da Santa Casa), e duas na segunda-feira (uma idosa de 81, no isolamento da Santa Casa; e um homem de 61, na UTI do hospital particular).

No sábado, 12, a VE havia notificado quatro óbitos, envolvendo: uma mulher de 49, falecida na quarta-feira, 9, na ala de emergência do Pronto-Socorro Municipal, e outros três na sexta-feira, 11, no isolamento da Santa Casa: um idoso de 83, uma idosa de 87 e um homem de 56.

Com os novos falecimentos confirmados até terça-feira, Tatuí havia atingido 366 mortes em decorrência da doença. Os números representam taxa de 2,36% de letalidade – índice calculado pelo número de óbitos em comparação à quantidade total de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus.

Em contrapartida, com medidas mais restritivas em prevenção à Covid-19 – adotadas desde 2 de junho em Tatuí –, a curva de contaminações pela doença apresentou redução no começo desta semana.

Nas últimas 96 horas, a Saúde confirmou 332 exames positivos para a doença, número correspondente a redução de 21,69% em comparação ao início da semana passada, quando houve 424 testes positivos de sábado a terça-feira.

Com o balanço, a média de diagnósticos entre sábado e esta terça-feira ficou em 83 infectados por dia e 3,4 por hora. No atual período, a cidade registrou 1.328 novas notificações da doença, confirmou 332 e descartou 998.

Até a sexta-feira, 11, Tatuí somava 56.441 notificações da doença, sendo 18 casos suspeitos, 41.285 descartados e 15.138 positivos. Segundo o relatório desta terça, a cidade possuía 57.769 notificações, sendo 16 casos suspeitos, 42.283 descartados e 15.470 positivos.

Dos confirmados, 14.867 já estavam recuperados (96,1%), 366 morreram e 237 seguiam em tratamento: 105 em hospitais e 132 em isolamento domiciliar. Entre os casos suspeitos, havia o óbito e 15 permaneciam em tratamento: três em hospitais e 12 em casa.

Como agravante, a ocupação dos leitos da UTI, destinados ao tratamento de pacientes com Covid-19 ou suspeita da doença, mantinha-se com lotação acima de 100% desde o dia 3 de março. A situação era a mesma na ala clínica reservada aos pacientes da doença, com lotação máxima desde 6 de maio.

O órgão municipal indica que a Santa Casa tem capacidade para dez leitos de UTI, no entanto, devido à ampliação, estavam internados 17 pacientes com Covid-19, com a taxa de ocupação em 170%.

A VE ainda informa que os leitos clínicos para tratamento de Covid-19 no hospital público comportam 22 pacientes. Porém, em virtude da ampliação de leitos, estavam internados 54 pacientes, culminando em taxa de ocupação de 245%.

No hospital particular, permaneciam internados 37 pacientes, sendo 16 na unidade de terapia intensiva, com quadros que inspiravam cuidados, e 21 na área de isolamento, com quadros estáveis.

Publicidade