Mortes causadas pela Covid voltam a apresentar queda nas últimas 96h

4 óbitos notificados indicam redução de 20% no período; infecções crescem

108
Publicidade
Da redação

Pela segunda vez consecutiva, Tatuí registrou redução no número de mortes provocadas pela Covid-19 em início de semana. Em contrapartida, no atual período, de sábado, 8, a esta terça-feira, 11, a curva de contaminação da doença teve crescimento.

Com base nos boletins diários da Vigilância Epidemiológica, pertencente à Secretaria Municipal de Saúde, foram notificadas quatro mortes, uma a menos que no período anterior, de 1º a 4 de abril. Esse número representa redução de 20%.

Em relação ao começo da semana retrasada, de 24 a 27 de abril, quando foram informadas 11 mortes, e ao “pico de óbitos”, de 10 a 13 de abril (o começo de semana mais letal da doença desde o início da pandemia, em março de 2020), com 20 falecimentos, as reduções são de 63,63% e 80%, respectivamente.

Até sexta-feira da semana passada, 7, o município contabilizava 285 vítimas fatais, com a doença ainda matando mais homens que mulheres. Ao todo, 130 mulheres (96 na faixa dos 60 anos e 34 entre 29 e 59 anos) e 155 homens (113 acima dos 60 anos e 42 entre 29 e 59 anos) haviam falecido.

Em boletim epidemiológico publicado na manhã de sábado, 9, o órgão municipal informou a morte de um homem de 65 anos, ocorrida na sexta-feira, 7, às 10h20. O paciente morreu enquanto estava internado na unidade de terapia intensiva da Santa Casa de Misericórdia.

Publicidade

Na segunda-feira, 10, a VE confirmou a doença como causa do óbito de uma mulher de 87 anos. A idosa foi atendida na emergência da UPA (unidade de pronto-atendimento), faleceu na quarta-feira da semana passada, 5, à 0h23, e constava na relação de mortes com suspeita do novo coronavírus.

As mortes mais recentes foram notificadas na manhã desta terça-feira, 11. Um idoso de 86 anos chegou a ser atendido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas faleceu no dia 20 de abril, às 8h15, e teve o óbito informado somente nesta terça-feira. A outra morte é de um homem de 76 anos, ocorrida na segunda-feira, 10, às 9h25, na UTI do hospital público.

Com os novos falecimentos confirmados até esta terça-feira, o município havia chegado a 289 vítimas fatais do novo coronavírus, sendo 131 mulheres (97 na faixa dos 60 anos e 34 entre 29 e 59 anos) e 158 homens (116 acima dos 60 anos e 42 entre 29 e 59 anos).

Os números representam taxa de 2,54% de letalidade – índice calculado pelo número de óbitos em comparação à quantidade total de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus.

Simultaneamente, a pasta da Saúde confirmou, por meio de exames laboratoriais, 212 novos casos da doença. As novas contaminações representam crescimento de 4,43% em comparação ao começo da semana passada, entre os dias 1º e 4, quando houve 203 testes positivos.

Com o balanço, a média de diagnósticos, entre sábado e esta terça-feira, ficou em 53 infectados por dia e 2,21 por hora. No atual período, a cidade registrou 664 novas notificações da doença, confirmou 212 e descartou 456.

Até a sexta-feira da semana passada, 7, o município havia registrado 44.258 notificações, sendo 15 casos suspeitos ainda aguardando resultado dos testes, 33.054 descartados e 11.189 positivos.

Na manhã de sábado, 8, além do óbito, o órgão municipal informou 43 novos casos positivos, além de 183 suspeitas e 142 descartes. No dia seguinte, domingo, 9, foram registrados mais 55 exames positivos, 141 suspeitos e 86 descartados.

No relatório de segunda-feira, 10, além do falecimento, a VE divulgou ter notificado 35 novos casos confirmados da doença, 132 suspeitas e 96 descartes. E nesta terça-feira, 11, além das mortes notificadas, o órgão contabilizou mais 79 exames positivos, 208 suspeitos e 132 descartados.

De acordo com o boletim epidemiológico mais recente, divulgado por volta das 10h50 de terça, o município havia registrado 44.922 notificações da doença, sendo 11 casos suspeitos, 33.510 descartados e 11.401 positivos.

Dos confirmados, 10.879 pacientes já estavam recuperados (95,4%) e 233 ainda permaneciam em tratamento. Desses, 64 estavam sob cuidados em hospitais e 169 se tratavam em isolamento domiciliar. Entre os casos suspeitos, havia um óbito, dez seguiam em tratamento, sendo um em hospitais e nove em casa.

Como agravante, a ocupação dos leitos da unidade de terapia intensiva, destinados ao tratamento de pacientes com Covid-19 ou suspeita da doença, mantinha-se com lotação acima de 100% desde o dia 3 de março – ou seja, por 70 dias consecutivos.

Conforme a pasta da Saúde, a situação era a mesma na ala clínica reservada aos pacientes da Covid-19. No espaço, os leitos estavam com lotação máxima desde quinta-feira, 6 – por cinco dias seguidos.

O órgão afirma que a Santa Casa tem capacidade para dez leitos de UTI, no entanto, devido à ampliação de vagas, estavam internados 15 pacientes com Covid-19 na UTI, com taxa de ocupação de 150%.

A VE ainda informa que os leitos clínicos para tratamento de Covid-19 no hospital público comportam 22 pacientes. Porém, em virtude da ampliação de leitos, estavam internados 34 pacientes, culminando em taxa de ocupação de 154%.

No hospital particular, estavam internados 16 pacientes, sendo seis na UTI, com quadros que inspiravam cuidados, e dez no isolamento, com quadros estáveis.

Vacinação em Tatuí

O órgão da Secretaria de Saúde ainda informou ter aplicado, até às 9h desta terça-feira, 11, 35.406 doses das vacinas Coronavac e da Oxford/AstraZeneca, das quais 23.307 são referentes à primeira dose e 12.099, à segunda.

Nesta semana, a VE iniciou a vacinação de moradores com síndrome de Down e transplantados, de 18 a 59 anos, e de pessoas com deficiência permanente, cadastradas no Programa BDC (Banco de Dados do Cidadão), de 55 a 59 anos.

Simultaneamente, o órgão continua a imunização da primeira dose os idosos a partir de 60 anos completos e a aplicação da segunda dose aos idosos a partir de 67 anos, respeitando a data agendada na carteirinha de vacinação.

As doses são aplicadas em sistema drive thru somente na ESF “Roseli de Oliveira Camargo”, Jardim Santa Rita de Cássia, das 8h às 16h, e no estacionamento da futura sede da prefeitura, em frente à UPA, das 8h às 18h.

Os pedestres podem receber a imunização na ESF do Santa Rita, também das 8h às 16h, e na UBS “Dr. Aniz Boneder”, centro, das 8h às 18h.

De acordo com a VE, os profissionais da área da Educação que receberam a primeira dose da vacina em 12 e 13 de abril tomariam a segunda dose na segunda-feira e terça-feira, 10 e 11. A imunização ocorreria na Emef “João Florêncio”, das 16h às 20h.

O Plano Estadual de Imunização contra Covid-19 decidiu suspender temporariamente a vacinação de gestantes com comorbidades, prevista para esta terça-feira, 11, em todo o estado, após comunicado da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) emitido na véspera.

Novas orientações devem ser comunicadas após pareceres técnicos do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde e da Anvisa.

Publicidade