Mecânico acaba preso, acusado de tentar matar morador de rua

724
Da redação

A Guarda Civil Municipal deteve um mecânico de manutenção de 30 anos, na madrugada de quarta-feira, 9, por volta das 4h, suspeito de tentativa de homicídio na vila São Manoel. O acusado teria acertado sete golpes de faca em um morador de rua de 40 anos.

De acordo com a GCM, uma equipe fazia patrulhamento quando populares informaram ter visto uma briga e uma pessoa caída no chão. Os guardas encontraram o morador de rua, ainda caído, próximo a um celular vermelho, na rua Bento Correia Antunes, relatando o nome e características do sujeito que o esfaqueara.

Após a chegada da ambulância para condução da vítima à UPA (unidade de pronto atendimento), conforme a GCM, os agentes passaram a buscar o suspeito, encontrando-o na vila São Cristóvão. O mecânico disse não saber do ocorrido, porém, ele acabou sendo reconhecido pela vítima, por meio de foto.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima tomou sete facadas, não profundas, atingindo o peito, as costas e um dos braços, sendo liberado da UPA às 9h30. Na Delegacia Central, o morador de rua afirmou que o suspeito queria vender o celular dele para comprar “pedra”.

Conforme o boletim, após responder que seria difícil vender o aparelho naquele horário, a vítima teria começado a ser esfaqueada. O morador relatou conhecer o mecânico e que não tinha problemas pessoais com ele, mas afirmou que o agressor estava bêbado.

Ainda de acordo com o BO, o suspeito negou o crime, mas confirmou que o celular encontrado ao lado da vítima pertencia a ele. O mecânico, identificado como José Guilherme de Camargo Filho, recebeu voz de prisão em flagrante, sendo levado ao plantão policial, onde ficou à disposição da Justiça.