Judô quer trazer novas conquistas para cidade após títulos nos Jogos

1192
Senseis Santi e Lucila recebem troféu ao lado do diretor de esportes Douglas Dalmatti Alves Lima (foto: divulgação)

O 62º Jogos Regionais chegou ao fim no sábado, 14, em solenidade realizada em Cerquilho. A cidade vizinha, em conjunto com Tatuí e Boituva, realizou as disputas esportivas da competição.

Entre as cidades-sede, Tatuí obteve a melhor classificação geral do evento, alcançando a quinta colocação, com 102 pontos conquistados. Cerquilho, com 85 pontos, e Boituva, com 78, figuravam na sétima e oitava posição, respectivamente.

O melhor desempenho tatuiano deve-se, principalmente, às modalidades de judô e voleibol. Em ambos, o município garantiu ao menos o ouro ou a prata, nas categorias masculina e feminina.

O judô do município foi comandado pelos senseis Bruno Santi e Lucila Abreu Luz.

A modalidade conquistou o título por equipes e geral na categoria feminina, enquanto a masculina conseguiu o terceiro lugar por equipes e o vice-campeonato na classificação final.

Segundo Santi, a preparação para os Jogos foi direcionada para as disputas femininas, pois Tatuí não conquistava o título havia mais de duas décadas. Sem custos, o sensei conseguiu reforçar a equipe tatuiana com oito judocas de outras cidades.

“As meninas que vieram de fora para lutar se puseram à disposição apenas por amizade e sem qualquer tipo de custos para a cidade”, contou Santi.

Uma das judocas que representaram o município foi Caroline Farias Docado, residente em São Vicente, cidade litorânea do Estado, que se mostrou satisfeita com a oportunidade. “Fiquei muito lisonjeada e feliz por Santi ter confiado a mim a responsabilidade de representar Tatuí”, disse Caroline.

A equipe masculina de judô era a atual hexacampeã por equipes dos Jogos. Com a atenção maior voltada às meninas, Santi e Lucila decidiram disputar a categoria masculina com atletas mais jovens.

“Não havia nenhuma pretensão de grandes resultados. Mesmo assim, conseguimos o terceiro lugar na disputa por equipes e fomos vice-campeões na classificação geral, foi surpreendente”, revelou o sensei.

“É uma sensação de dever cumprido. Mesmo como sensei, lutei novamente pela equipe para ajudar os mais jovens, após dois anos atuando apenas como técnico”, comentou Santi.

Guilherme Ribeiro Domingues, um dos jovens atletas da equipe masculina, estava disputando os Jogos Regionais pela primeira vez na carreira. Apesar de ser estreante na competição, o judoca sagrou-se campeão na categoria meio médio.

“Antes, eu apenas acompanhava os Jogos e já sentia o clima de competição, mas lutar é algo totalmente diferente. Com adrenalina de estar no tatame e a vibração da torcida, você sente muita vontade de vencer. É a sensação de realizar um sonho”, explicou Domingues.

“Vinha focando nos treinamentos, mas não esperava a medalha de ouro, tinha somente a intenção de lutar bem e perder pra um adversário que, realmente, fosse melhor do que eu”, contou o atleta.

Domingues ainda agradeceu os treinadores: “Tive total apoio e confiança do sensei Santi e da sensei Lucila. Todos os incentivos e cobranças feitos durante a preparação me fizeram campeão”.

O judô do município foi comandado pelo sensei Kazuo Suga até 2010, quando ficou doente. Apenas em 2012, Santi – na época, judoca contratado da equipe de Avaré – juntou-se a Lucila para serem os responsáveis pela modalidade.

Santi ao lado dos judocas Domingues e Pedro Augusto Santi (foto: divulgação)

Nestes últimos seis anos, os senseis conquistaram diversos títulos nas edições dos Jogos Regionais. Em 2012, garantiram o título na categoria masculina. Em 2013, único ano em que comandaram a equipe feminina da cidade até esta última edição, foram campeões com os homens e vice com as mulheres.

Na edição de 2014, eles atingiram o vice-campeonato com os homens. Em 2015, os treinadores ganharam a categoria masculina e alcançaram mais títulos em outros jogos.

“Foi um ano épico. Além de comandar a equipe masculina de Tatuí, campeões da nossa região em Jundiai, ainda montamos as equipes masculina e feminina da cidade de Piratininga, nos sagrando campeão geral das duas categorias nos Jogos de Santa Bárbara d’Oeste”, comentou Santi.

No ano de 2016, Santi e Lucila conquistaram novamente o título masculino para o município e foram campeões do feminino por Porto Feliz. A edição de 2017 reservou a eles o vice-campeonato geral masculino.

“Hoje, o judô de Tatuí é respeitado e temido nos Jogos Regionais. As seis conquistas da equipe masculina e o atual título feminino deixaram um legado e a vontade de nossos atletas jovens manterem essa hegemonia”, declarou o treinador.

O próximo compromisso da modalidade é no dia 4 de agosto, quando Tatuí sediará a primeira etapa do Campeonato Paulista Aspirante. A disputa reúne atletas até a faixa verde das categorias de base das academias do Estado de São Paulo.