Jovem é detido pela GCM com 30 pedras de crack e alega uso

1716
Parte do dinheiro estava escondida na palmilha de calçado de menor (foto: GCM)

Na tarde de segunda-feira, 15, um jovem de 20 anos recebeu voz de prisão por tráfico de entorpecente. O flagrante ocorreu por volta das 16h, registrado pela Guarda Civil Municipal. A corporação abordou o suspeito na rua Lázaro Phols, no Jardim Rosa Garcia 2, após denúncia anônima.

A informação repassada ao COD (Centro de Operações e Despacho), da GCM, dava conta de que uma pessoa de nome “Leone” estaria vendendo drogas no local. Conforme a denúncia, os entorpecentes eram guardados em outro local.

Com apoio do GAM (Grupo de Apoio com Motos), a equipe da GCM deslocou-se até o endereço informado e encontrou um homem com “as mesmas características repassadas”. Os guardas também avistaram “alguns indivíduos” parados em uma esquina e abordaram todos.

Em seguida, a equipe revistou os suspeitos e identificou um deles como sendo Leone Mamédio do Nascimento, 20. Com ele, os guardas apreenderam R$ 30. Como não localizaram outros objetos, liberaram os demais.

Os GCMs informam que o pai do jovem apareceu no momento da abordagem e, depois de inteirar-se sobre o que estava acontecendo, permitiu a entrada da guarnição na residência do jovem.

No imóvel, os guardas encontram, entre um monte de pisos cerâmicos, um saco plástico contendo R$ 252 em notas, 11 pinos de cocaína, 30 pedras de crack e 2 porções de maconha.

O jovem alegou que as drogas eram para consumo próprio e negou que as estivesse vendendo. Na sequência, ele foi encaminhado ao plantão da Polícia Civil, onde teve a prisão ratificada e ficou detido, à disposição da Justiça.

Flagrante no ‘Museu’

Na madrugada de domingo, 14, outra guarnição da GCM realizou flagrante de tráfico de drogas. Na ocasião, os guardas apreenderam um adolescente, de 17 anos, acusado de vender entorpecente na praça Manoel Guedes, a Praça do Museu.

A equipe relatou que patrulhava pela região, por volta da 0h, quando visualizou uma pessoa em “atitude suspeita”. O menor teria se deslocado, de um lado da praça para outro, quando percebeu a aproximação das motos dos GCMs.

Naquele momento, os guardas aceleraram, contornando a praça e abordando o suspeito. Eles informaram que, antes de ser revistado, o menor jogara “algo no gramado”.

Com ele, a GCM encontrou R$ 20 e, na palmilha do calçado do adolescente, R$ 100. Já na grama, os guardas apreenderam seis porções de maconha.