Irmãs são presas por suspeita de homicí­dio e forjar suicí­dio

587





Na tarde de ontem, terça-feira, 16, a Polícia Civil anunciou a prisão das irmãs Eliziana da Conceição, 34, e Edilania da Conceição, 26. Elas são apontadas como suspeitas da morte do aposentado José Lopes dos Santos, 50, na madrugada de domingo, 31, por conta de ferimentos provocados a faca.

Inicialmente, Santos era apontado como suspeito de tentativa de homicídio contra a esposa. A faxineira foi encontrada por policiais militares dentro do quarto da residência, ferida. Ao lado dela, o marido estava sem vida, com três golpes de faca.

Na ocasião, a PM havia sido chamada pela irmã da faxineira. Edilania contou aos policias que o casal havia se desentendido. Ela declarou, também, que Santos havia golpeado a irmã e trancado-a em um dos quartos da casa, no Jardim Planalto. O testemunho consta em boletim de ocorrência.

No BO, os militares relatam que precisaram arrombar a porta para socorrer o casal. Segundo a PM, Santos estava caído, com ferimentos a faca por várias partes do corpo, já sem vida.

O aposentado chegou a ser levado pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”, tendo a morte constatada por médico plantonista.

O delegado Paulo Cezar Tolentino informou que as irmãs passaram a se tornar suspeitas a partir do resultado de laudo do IML (Instituto Médico Legal).

Conforme ele, o documento apontou que o aposentado já havia morrido no primeiro golpe de faca. O detalhe é que o corpo apresentava, pelo menos, três marcas, provocadas por esfaqueamento, o que tornaria o suicídio impossível.

Ele também afirmou que a PC acredita que as irmãs tenham planejado a morte do aposentado. De acordo com ele, elas “possivelmente” teriam combinado de trancar a porta, para, somente depois, acionar a ajuda da Polícia Militar.