Instituto Innovare recusa convite ‘esclarecimentos’ sobre a UPA

11
UPA passa a ter nova administração
Publicidade
Da reportagem

O Instituto Innovare recebeu convocação para participar de sessão extraordinária na Câmara Municipal, na tarde de segunda-feira, 28, às 16h. A intenção era de que representantes da organização social prestassem uma série de esclarecimentos relacionados à UPA (unidade de pronto atendimento) “Augusto Moisés de Menezes Lanza”.

Na sexta-feira, 25, o presidente da Câmara, Antonio Marcos de Abreu (PSDB), enviou ofício convidando a instituição a responder questionamentos de dois requerimentos aprovados pelos vereadores em maio.

Contudo, ainda na noite de sexta-feira, 25, a organização social respondeu, através de e-mail, que não participaria da sessão.

Em consenso, durante reunião parlamentar ocorrida em 3 de maio, diversos vereadores assinaram requerimentos solicitando que o presidente da Casa de Leis convocasse representantes do Instituto Innovare e da Caixa Econômica Federal para darem esclarecimentos.

No requerimento 1.284/21, nove edis haviam pedido para que Abreu oficiasse a organização social), até então administradora da UPA, convocando-a a prestar informações sobre o atendimento dos usuários na unidade.

Publicidade

A matéria tem assinatura dos vereadores: Cíntia Yamamoto Soares e Márcio Antônio de Camargo (ambos do PSDB); Gabriela Xavier Mendes Coito e Valdir de Proença (Podemos); Eduardo Dade Sallum (PT); João Éder Alves Miguel e Renan Cortez (MDB); João Francisco de Lima Filho (Cidadania); e Paulo Sérgio de Almeida Martins (PRTB).

Os parlamentares Fábio Antônio Villa Nova e Micheli Cristina Tosta Gibin Vaz, ambos do PP, realizaram o mesmo pedido ao presidente da Casa de Leis, porém, através do requerimento 1.249/21.

Publicidade