Indecisão

254

Os grilos

costuram o silêncio

no seu trabalho paciente

de artesãos noturnos.

O velho despertador

levanta a poeira do tempo

no seu trotinho sereno

pelos caminhos da quietude…

E eu

o que farei aqui

sozinho, sozinho

nesta esquina da noite!?