Guia ‘Cidade Ternura’ chega à 3ª edição

1967
Publicidade

Editado pelo jornal O Progresso, o “Guia Turístico e Gastronômico Tatuí Cidade Ternura” chega à terceira edição no próximo mês. A publicação destaca as festas e eventos anuais, além de apresentar, uma a uma, as atrações turísticas da cidade.

Também integram o guia algumas reportagens sucintas, abordando as principais virtudes de Tatuí. Por elas, o leitor – e potencial turista – é informado sobre as origens dos consagrados títulos do município, como “Capital da Música”, “Cidade Ternura” e “Terra dos Doces Caseiros”, além da história do “imortal” escritor tatuiano Paulo Setúbal.

Com o objetivo de servir como material de consulta ao longo de um ano pelo menos – como um efetivo guia –, a publicação tem o formato de gibi e também é composta por extensa relação de empreendimentos das áreas de turismo e gastronomia.

Assim, apresenta dezenas de bares, lanchonetes restaurantes (por gêneros de especialidades), casas noturnas, cafés, padarias, empórios, sorveterias, pesqueiros e agências de viagens, entre outros produtos e serviços pertinentes ao turismo.

Na seção agenda cultural, são destaques as atrações consagradas pelo público, do Carnaval de rua, que cresceu na década de 70, aos bailes de salão, passando pelas demais festas anuais, como a de Corpus Christi, a procissão de São Jorge e a Feira do Doce.

Publicidade

A Semana Paulo Setúbal, atração do mês de agosto, também está presente. A iniciativa, que nasceu de um movimento promovido pelo jornal O Progresso, consiste em uma série de eventos literários e musicais em homenagem ao escritor tatuiano.

As comemorações ao aniversário de Tatuí, no dia 11 de agosto, à Nossa Senhora da Conceição e o Natal Musical, com apresentações diárias, ao pé do “Pinheirão” da praça Manoel Guedes, ainda são figurados no guia.

As tradições do município não ficam de fora na nova edição. Cada vez mais conhecida como a “Terra dos Doces Caseiros”, a publicação conta a história da atividade no município, a partir da década de 1950.

A relação da cidade com a música, particularmente estimulada a partir das antigas fábricas de tecelagem até a implantação do Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”, é evidenciada como a maior virtude e “vocação” tatuiana, recebendo tratamento especial no novo guia.

Também é encontrado na publicação o artigo que consagrou Tatuí como “Cidade Ternura”. A fama de hospitalidade teve origem em outubro de 1934, quando o jornal O Progresso publicou texto assinado pelo jornalista Osmar Pimentel.

Intitulado “Uma visão de Tatuí que não conheço”, o artigo foi escrito a partir da “impressão” obtida pelo autor em conversas mantidas com um amigo, o tatuiano e também jornalista Maurício Loureiro Gama.

Já as atrações turísticas são apresentadas em ordem alfabética, começando pelo aeroclube e seguindo com outros 27 locais de interesse: avenida Cônego João Clímaco, capela de São João do Bemfica, capela do Divino, Centro Hípico, Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” e teatro “Procópio Ferreira”.

Ainda: estação ferroviária, fábrica Santa Adélia, fábrica São Martinho, Fazenda Maria, Igreja Matriz Nossa Senhora da Imaculada Conceição, Mercado Municipal “Nilzo Vanni”, monumentos dos músicos, Museu Histórico “Paulo Setúbal”, Parque Ecológico Municipal “Maria Tuca”, planetário, praça Antônio Prado (“Concha Acústica”) e praça Ayrton Senna da Silva.

E concluindo: Praça da Matriz, Praça do Carroção, praça Martinho Guedes (“Praça da Santa”), praça Paulo Setúbal (“Praça do Barão”), represa de Americana (hidrelétrica), Santuário Nossa Senhora de Fátima, Sítio do Carroção, Sítio Santa Rosa, Solar Quim Quevedo e Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Tatuí (Estação Experimental).

Todos os pontos turísticos são acompanhados de pequenos históricos e das demais informações básicas para as visitações, como os locais, os vários contatos e os horários de atendimento.

“O guia foi uma proposta muito bem aceita pela população. A criação desse guia ajuda a divulgação, para os turistas, dos atrativos da cidade, sejam hotéis, restaurantes ou a oferta de turismo na cidade. Uma iniciativa muito bem-vinda”, comentou Wagner Eduardo Graziano, presidente do Comtur (Conselho Municipal de Turismo).

Conforme Graziano, o guia “Cidade Ternura” é o principal cartão de visita relacionado ao turismo da cidade. Ele ainda lembrou que a nova edição será concluída pela primeira vez após a obtenção do título de MIT (município de interesse turístico).

“Temos que nos empenhar e mostrar o que realmente Tatuí tem para oferecer como cidade com potencial no turismo”, concluiu o presidente do Comtur.

O projeto de edição do guia “Cidade Ternura” nasceu, justamente, em uma reunião do Comtur, em 2016, na qual foi informado, aos conselheiros, que a cidade não possuía nenhuma publicação especializada em sua gastronomia e potencial turístico.

O jornal O Progresso, então, propôs-se a produzir um guia com todos os prestadores de serviços e empresas das áreas de turismo, lazer, cultura, alimentação e hospedagem do município. Assim, concluiu-se a primeira edição no mesmo ano.

Exclusivo dentro desses segmentos, o “Guia Turístico a Gastronômico Tatuí Cidade Ternura” alcançou grande repercussão, especialmente pela dupla utilidade: a publicação passou a servir como um guia gastronômico para os próprios tatuianos e, além disso, por atender aos turistas em busca de informações sobre a cidade.

“Há sites que, parcialmente, somam algumas dessas informações, mas não de maneira integral, com todos os estabelecimentos, inclusive, divulgados gratuitamente, observou o editor de O Progresso, Ivan Camargo.

Justamente essa carência embasou a publicação do guia, ele próprio projetado para ser distribuído – também gratuitamente – não apenas a todos os assinantes do jornal, mas junto aos principais pontos de circulação do município.

“No entanto, considerando-se o caráter real de apelo turístico – focado em quem não reside em Tatuí -, a publicação ganhará, em breve, uma versão digital, toda adaptada para o acesso ‘mobile’”, antecipou o editor.

“Trata-se de um modelo de publicação que aposta em ‘ter o que ler’, em ‘conteúdo’, em um produto a ser guardado como fonte de consulta e referência, jamais em algo descompromissado com o público ou mesmo descartável”, conclui Camargo.

A próxima edição do Guia Turístico e Gastronômico Cidade Ternura, como nas edições anteriores, será distribuído junto ao jornal O Progresso e também ficará disponível nos principais pontos da cidade.

O livreto ainda deve ser utilizado em eventos ligados a turismo – especialmente em outras localidades -, ajudando a fortalecer Tatuí como MIT e, conforme já anunciado pelas autoridades locais da área, no objetivo de elevar a Capital da Música, no futuro, à categoria de estância.

Participação gratuita
Os prestadores de serviços e demais empresas que atuam em quaisquer das áreas relacionadas a gastronomia e turismo ainda podem fazer parte do guia. Para figurar na listagem geral, basta entrar em contato com o jornal O Progresso.

A participação nesse espaço é totalmente “gratuita” e pode ser solicitada por e-mail (contato@oprogresssodetatui.com.br), até o dia 28 de maio. Mais informações podem ser obtidas pelos fones 3251-4012 ou 3251-3040.

Publicidade