Fusstat promove ação inédita para o celebrar Dia das Mães

Entidade oferece cuidados de beleza e saúde de forma gratuita

Mulheres terão à disposição diversos serviços de bem-estar (foto: AI Prefeitura)
Da reportagem

Em comemoração ao Dia das Mães, o Fusstat (Fundo Social de Solidariedade de Tatuí) promoverá uma atividade inédita. Neste ano, no sábado, 7, as mulheres terão à disposição diversos serviços e beleza, saúde e bem-estar.

Das 9h às 13h30, equipes formadas por voluntários, professores, profissionais da Saúde e ex-alunos do Fusstat estarão no Centro Cultural de Tatuí, na praça Martinho Guedes, 12, centro (antigo Alvorada Clube), oferecendo serviços de cabeleireiro, manicure, maquiagem, massagem, aferição de pressão arterial e glicose.

De acordo com a presidente do Fusstat, Regiane Rosa Cardoso, o evento é gratuito e aberto a todas as mulheres. Elas poderão participar das atividades sem inscrição ou agendamento prévio.

“Este evento é uma forma de mostrarmos nosso carinho pelas mulheres e pelas mães. Tive essa ideia pensando em oferecer carinho e um dia inteiramente voltado às mulheres”, informou a presidente.

Por muitos anos, nas primeiras semanas de maio, o Fusstat realizou o tradicional Bazar de Dia das Mães, contudo, neste ano, em virtude do pouco tempo para a preparação, a entidade decidiu não promover o bazar.

“Como tomei posse no dia 4 de abril, o período ficou muito curto para fazer um trabalho bem feito e de qualidade. Então, decidimos oferecer um agrado às mães para não deixar a data passar em branco”, afirmou Regiane.

Segundo ela, a intenção do evento é valorizar a autoestima das mulheres. “Cuidados de beleza, com manicure, massagem, cabelo e maquiagem, fortalecem a autoestima e enaltecem a beleza da mulher. São agrados às mães, por tudo que elas representam”, enfatizou.

Conforme Regiane, apesar da mudança na programação deste ano, a intenção do Fusstat é manter os bazares, principalmente os de roupas e acessórios seminovos, os quais pretende expandir para outros bairros. O próximo bazar é o de peças de tricô, previsto para junho.

“Ainda não temos data agendada, mas tenho recebido muitos pedidos para levar os bazares de seminovos para os centros de capacitação, e é um dos nossos objetivos para os próximos meses”, disse a presidente.

Segundo ela, a intenção é começar com um projeto-piloto na vila Esperança e, dependendo da receptividade da população, realizar outras edições em bairros como Jardim Gonzaga, Jardim Santa Rita de Cássia e outros.

“A ideia é fazer um bazar e sentir como vai ser para poder planejar os outros. Mas, acredito que haja maior receptividade da população com os bazares nos bairros, pois vai ficar mais próximo delas. Às vezes, as pessoas não têm condições de vir até o Centro Cultural”, observou.

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome