Fatec de Tatuí grava samba-enredo para a escola Unidos da Vila Maria

Gravadora experimental já produziu vários álbuns de artistas e orquestras

169
Unidos de Vila Maria no Carnaval paulistano (foto: Divulgação)
Da reportagem

A Gravadora Experimental da Fatec (Faculdade de Tecnologia) “Professor Wilson Roberto Ribeiro de Camargo”, de Tatuí, está preparando mais um trabalho inédito.

Desta vez, estudantes e professores do curso de graduação tecnológica de produção fonográfica produzirão o samba-enredo da Escola de Samba Unidos da Vila Maria, do grupo especial de São Paulo.

De acordo com o coordenador do curso de produção fonográfica, professor José Carlos Pires Júnior, as gravações começaram nesta sexta-feira, 1º, e seguem neste sábado, 2, divididas em turmas para evitar aglomeração no estúdio.

“Primeiro, vamos gravar a bateria e, no sábado, gravaremos o cantor e o coro. No final, o samba-enredo, que vai para a avenida no ano que vem, será todo gravado e masterizado aqui na Fatec”, explicou o professor.

O Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba Unidos de Vila Maria fica no distrito da vila Maria, faz parte do grupo especial do Carnaval de São Paulo e tem uma parceria com a Fatec de Tatuí há mais de quatro anos.

Pires Júnior conta que, nos anos anteriores, representantes do curso de produção fonográfica foram convidados a participar do processo de seleção dos sambas-enredo.

“Eles nos convidavam para dar opiniões sobre os sambas selecionados, para ver se eles se alinhavam com a escola, se as letras eram boas, entre outros pontos. Começamos nossa parceria assim e, neste ano, eles pediram que nós ajudássemos na gravação também”, contou o professor.

A gravadora experimental já produziu diversos álbuns de artistas e orquestras, contudo, está é a primeira vez que a Fatec produz um samba-enredo. Para o professor, a experiência “será enriquecedora para os alunos”.

“Para nós, é muito importante que nossos alunos experimentem um processo de gravação fora do padrão, e receber uma escola de samba aqui no estúdio vai ser muito bom para a experiência deles”, salientou o professor.

O diretor da Fatec de Tatuí, Anderson Luiz de Souza, aponta que, dentro do curso de produção fonográfica, a gravadora experimental tem papel de “proporcionar aos alunos experiências diversos no ramo”.

“A gravação de um samba para uma escola do grupo de elite do Carnaval paulistano nos deixa muito honrados. Temos certeza de que faremos um ótimo trabalho e também temos orgulho de poder colaborar com o Carnaval paulistano, que é uma manifestação cultural importante”, observou o diretor.

Outro ponto ressaltado pelo diretor é a versatilidade da gravadora experimental, que grava do erudito ao popular. “Nós já gravamos orquestras clássicas e, agora, vamos gravar uma escola de samba em nossos estúdios”, acrescentou o diretor.

O presidente da escola de samba, Adilson José de Souza, classificou o processo de produção do samba-enredo como uma das etapas mais importantes para a agremiação, que vai fazer parte da preparação e do “grande” desfile de Carnaval.

“Com muita felicidade, este ano estamos concretizando este projeto junto com a Fatec de Tatuí”, declarou Souza, reiterando que a escola de samba tem uma parceria de vários anos com a instituição de ensino.

Segundo Souza, neste ano, a Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo permitiu a gravação independente do samba-enredo – antes feita com uma gravadora exclusiva.

“A Fatec é muito bem quista, e todos nós sabemos dos grandes profissionais e da capacidade da instituição. O projeto vai ser a união de duas instituições sérias, e vai ser muito bonito ver o resultado, concluiu o presidente.