‘Expo Nacional do Cavalo Mangalarga’ segue até este domingo no Centro Hípico de Tatuí

Avaliação e escolha de grandes campeões acontece neste fim de semana

50
O desfile das bandeiras foi o ponto alto da cerimônia de abertura do evento (Márcio Mitsuishi)
Publicidade
Da redação

A solenidade de abertura da 43ª Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga movimentou o Centro Hípico de Tatuí, na tarde de sábado, 23. Bastante aguardada, a cerimônia foi comandada pelos dirigentes da raça e prestigiada por autoridades locais.

O evento contou uma apresentação da Orquestra de Cordas do Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos e Campos” e o tradicional desfile das bandeiras dos criatórios participantes, segundo a organização, proporcionando um belo espetáculo ao público presente.

Durante o pronunciamento na cerimônia de abertura, o presidente da ABCCRM (Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga), Eduardo Rabinovich, agradeceu o importante apoio de todos os diretores da entidade, da equipe do Centro Hípico de Tatuí e do Poder Executivo.

“Esse suporte foi fundamental para que conseguíssemos viabilizar esse grande evento e tivéssemos esse resultado incrível que todos estão podendo conferir”, afirmou o dirigente mangalarguista.

Rabinovich ressaltou ainda os motivos que fazem da 43ª Expo Nacional um momento especial para a raça. “Para nós, depois de tanto tempo sem poder realizar eventos, é um imenso prazer estar fazendo esta exposição aberta, dentro dos padrões sanitários solicitados pelas autoridades diante do atual quadro de pandemia. Afinal, Mangalarga é família, Mangalarga é confraternização, Mangalarga é festa”, destacou.

Publicidade

O presidente, além disso, frisou a importância do lançamento da nova campanha institucional da raça, ocorrido na véspera, durante a noite de confraternização dos criadores. “É um momento muito especial pois a gente está tendo aqui a oportunidade de lançar a campanha Mangalarga do Brasil”, afirmou.

“É uma iniciativa que tem como objetivo ressaltar a origem genuinamente brasileira de nosso cavalo e criar as condições necessárias para a raça crescer cada vez mais em todo o território nacional”, complementou Rabinovich.

Já o prefeito Miguel Lopes Cardoso Júnior ressaltou a satisfação da população em recepcionar a 43ª Nacional Mangalarga. “Um dos grandes desafios de um administrador é mostrar a cidade e suas qualidade para que as pessoas conheçam melhor todo o seu potencial”, apontou.

“Assim, é um imenso orgulho poder receber um evento desse porte e poder compartilhar de toda a riqueza deste momento com os apaixonados pelo Mangalarga”, completou o chefe do Executivo.

Programação

Promovida pela ABCCRM, a 43ª Expo Nacional teve início na última quinta-feira da semana passada, 21, e segue até este domingo, 31, ocasião em que serão conhecidos os campeões nacionais de 2021. Ao total, 500 animais, provenientes das cinco regiões brasileiras e expostos por 80 dos mais conceituados criatórios da raça, participam do evento.

Os primeiros dias de atividades da principal mostra mangalarguista foram marcados por uma série de atrações. Na noite da sexta-feira, 22, ocorreu a confraternização dos criadores, com direito a show da dupla sertaneja Gian e Giovani, além do lançamento da campanha Mangalarga do Brasil.

Já a manhã de sábado, 23, o Centro Hípico recebeu a terceira etapa da Copa Ypê Cobasi de Função, na qual os conjuntos mangalarguistas demonstraram muita habilidade para superar os obstáculos da prova de maneabilidade, enquanto na manhã do dia seguinte, ocorreu a realização da segunda etapa do Circuito Mangalargada 2021. Nele, os competidores tiveram de percorrer um percurso de 20 quilômetros em trilhas do equipamento tatuiano.

Além disso, conforme a assessoria de comunicação do evento, os julgamentos das categorias de potros e potrancas mostraram a elevada qualidade da nova geração de animais da raça Mangalarga, com os participantes sendo avaliados pelos jurados nos quesitos morfologia e marcha, em busca de um lugar na disputa dos grandes campeonatos.

Em depoimento nas redes sociais da raça, o diretor de exposições Guilherme Saad convidou a comunidade mangalarguista a prestigiar a fase final da 43ª Expo Nacional. “Este foi um ano difícil, mas estamos muito satisfeitos por conseguir realizar esta grandiosa exposição, assim aproveitamos para convidar todos a virem conferir os melhores exemplares da raça no ano de 2021”, ressaltou.

Encerrando as atividades da 43ª Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga, no último fim de semana da programação, acontece a definição dos “grandes campeões nacionais de 2021”. No sábado, 30, tem início o julgamento dos “Grandes Campeonatos de Marcha ao Cabresto”, nas categorias de potros e potrancas, e, no dia seguinte, a escolha da “Grande Campeã Égua” e do “Grande Campeão Cavalo”.

“Estamos esperando todos os associados e amantes do nosso cavalo Mangalarga. Tem muita coisa boa ainda por vir”, garantiu Saad.

Entretanto, a exposição ainda conta com algumas restrições sanitárias. Desta forma, quem comparecer ao evento deve apresentar carteira de vacinação com as duas doses já marcadas ou apresentar teste PCR de até 72 horas testando negativo para Covid-19.

Todos os eventos podem ser acompanhados ao vivo pelo site www.cavalomangalarga.com.br ou pelo aplicativo “Ride2Play”, disponível na PlayStore e na AppStore.

Publicidade