Executivo trabalha em novo repasse para a Santa Casa via ‘antecipação’

249
Publicidade





A Prefeitura entrou em negociação com a Câmara Municipal para agilizar repasse em favor da Santa Casa. O Executivo planeja encaminhar ao hospital R$ 500 mil, por meio de antecipação de devolução. A Casa de Leis, costumeiramente, devolve parte do Orçamento anual destinado ao custeio, quando há sobras.

O prefeito José Manoel Correia Coelho, Manu, declarou que está trabalhando na antecipação juntamente com o presidente da Câmara, vereador Oswaldo Laranjeira Filho (PT). “Quero ver se eu consigo destinar o valor referente ao primeiro semestre desse ano e que já acabou”, antecipou.

Para viabilizar o repasse, Manu disse que também está conversando com os vereadores. O objetivo é obter apoio para que o projeto de autorização seja aprovado pela Câmara a partir do mês que vem, quando os parlamentares voltam do recesso.

“Já falei com os vereadores e quero contar com apoio deles, novamente, para que a Câmara mande o recurso para a Prefeitura e nós, para a Santa Casa”, disse.

Publicidade

As primeiras conversas entre o prefeito e os parlamentares aconteceram na segunda semana de julho. Na semana passada, Manu havia previsto que a Câmara fizesse o levantamento do recurso a ser destinado ao hospital até o fim do mês.

O repasse é uma das ações resultantes de parceria entre a Santa Casa e a Prefeitura. Em abril deste ano, a diretoria do hospital assinou convênio com o Executivo para a contratação de médicos que atuariam na retaguarda do pronto-socorro (reportagem nesta edição).

“Nós somos parceiros. Em todos os tempos que tenho acompanhado como vereador, nunca vi tantos investimentos na Santa Casa como está havendo no nosso governo. Então, o hospital é um grande colaborador”, disse o prefeito.

Como colaboração, Manu citou que a Prefeitura aumentou em R$ 160 mil o valor mensal repassado do SUS (Sistema Único de Saúde) para a Santa Casa e que a administração viabilizou mais R$ 1,5 milhão para a reforma do centro cirúrgico.

Também citou que o hospital recebeu, nesse ano, outros R$ 500 mil por meio do governo do Estado. No ano passado, o prefeito relembrou que a Santa Casa recebeu R$ 300 mil, valor repassado pela Câmara como devolução.

Ainda segundo ele, o envio ocorreu quase que “instantaneamente”, sendo realizado “mais rapidamente que nos anos anteriores”.

“Não fazemos mais como era feito antes, quando o dinheiro vinha e ficava só nove meses parado – o período de uma gestação – até que fosse repassado”, declarou o prefeito.

Ainda conforme ele, o empenho para o recurso justifica-se no papel que a Santa Casa desempenha para a Saúde do município. Segundo ele, a parceria entre a Prefeitura e o hospital “nunca esteve tão boa”. Manu alegou, também, que o hospital tem recebido ajuda de outras entidades e empresas.

De acordo com o prefeito, contribuíram com o hospital a Casa Publicadora Brasileira, a Empresa de Auto Ônibus Rosa, a Nutriplus e o Sítio do Carroção. “Temos conhecimento de que elas ajudaram de muitas formas, em reformas, em medicamentos, em equipamentos, fora a ajuda de deputados”, disse.

Parlamentares estaduais e federais repassaram ao hospital recursos para custeio e compra de equipamentos. Neste ano, ele também recebeu nova ambulância.


Publicidade