Espetáculo de dança ‘Magic’ tem apresentações até dia 27

454





Divulgação

Histórias infantis são tema de espetáculo de dança que reunirá mais de 300 alunos da ‘Sil Verzinhassi’

 

As histórias da Branca de Neve, Cinderela, Aladin, “A Bela e a Fera”, entre outras infantis, contadas por meio do balé, sapateado, jazz e dança do ventre, serão apresentadas no teatro “Procópio Ferreira”, pelo espetáculo “Magic”, com mais de 300 alunos do Studio Sil Verzinhassi.

Segundo Silmara Verzinhassi, sócia-proprietária do estúdio e diretora do espetáculo, o tema proposto foi escolhido com o intuito de fazer com que o público interaja com contos exibidos pelos estudantes de dança.

A “magia” das princesas, segundo ela, oferece diversas opções para o desenvolvimento do espetáculo.

“Além disso, todos já conhecem os contos de fadas e as histórias infantis. Isso faz com que o público relembre da infância. Consequentemente, as pessoas se sentem integradas ao espetáculo”.

A diretora explica que há duas modalidades para a mesma apresentação, pois “foi necessário dividir as crianças dos adolescentes e adultos por conta do grande número de alunos”.

O “Magic” realizado pelas crianças terá as apresentações na sexta-feira, 25, às 20h30, e no domingo, 27, às 16h. A montagem dos adultos será no sábado, 26, e no domingo, 27, às 20h.

O espetáculo é considerado o principal evento do calendário anual do Studio Sil Verzinhassi. A proprietária conta que os alunos costumam fazer shows em outras cidades, porém, esse é o mais importante devido à “grandiosidade”.

“Desde que iniciamos o trabalho com o estúdio, promovemos um evento anual deste porte. No início, há nove anos, começamos com poucos alunos. Agora, temos mais facilidade pela experiência dos anteriores”, afirmou Silmara.

Além da assinatura de Silmara na direção, o espetáculo conta com figurino de Melissa Bordinhon; sonorização de Alexandre Dimas; cenário de Silmara, Melissa e Marcos Antunes Neto; além da iluminação sob a coordenação de Silmara e Melissa.

Silmara também comentou sobre a evolução dos alunos desde o primeiro evento, realizado em 2004. Ela lembrou que os estudantes de dança eram iniciantes e não “possuíam muita técnica”.

“Não tínhamos ninguém no nível avançado, o que faz uma enorme diferença. Hoje, está diferente, temos uma equipe bastante desenvolvida. A área técnica, como as pessoas que trabalham com a iluminação e com o som, também melhorou bastante”, disse Silmara.

Os ingressos podem ser adquiridos no Studio Sil Verzinhassi, à rua São Bento, 456, centro, na esquina com a Juvenal de Campos, pelo valor de R$ 25.