Entidades e voluntários preparam Lar para receber Festa da Caridade

4431
Presidente do Lar São Vicente, Ivan Ferreira, em uma das tendas montadas para a festa (foto: Gabriel Guerra)
Publicidade

Mais de 600 voluntários trabalham nos últimos preparativos para a 89a Festa da Caridade, promovida pelo Lar São Vicente de Paulo. Programada para o feriado de Corpus Christi, dia 31 de maio, a festa é esperada por toda a região e tem expectativa de receber mais de 30 mil pessoas.

Um total de 40 grupos se mobiliza para deixar tudo pronto para os visitantes. Segundo o presidente do Lar São Vicente, Ivan Rezende Ferreira, desde o início da semana passada, há uma grande movimentação de voluntários, que já fazem os primeiros ajustes para a montagem das barracas.

“Uma semana bastante corrida e agitada, como é de costume para o Lar. Os grupos, equipes e voluntários correndo com a campanha de arrecadação de alimentos e dinheiro, pessoas realizando a compra dos gêneros alimentícios, a comissão de leilão com as atividades intensas. Tudo ficará pronto”, garantiu.

As atividades terão início às 8h, quando será realizada uma missa destinada a assistidos e funcionários. Na Praça da Matriz, às 9h, haverá missa ao ar livre e, em seguida, a procissão do Santíssimo Sacramento em direção ao Lar São Vicente.

“Iniciamos a festa às 9h30 e vamos até 20h30, na última tenda externa. A partir das 19h, começa a dispersão das áreas internas do lar, só ficando a tenda de shows”, explicou o presidente.

Publicidade

A grande novidade, para este ano, será o aproveitamento da estrutura montada para a realização de outro evento, o primeiro “Arraiá do Lar São Vicente”, a ser realizado no sábado, 2 de junho, às 16h.

A programação terá “missa sertaneja”, apresentação de shows musicais, dança e quadrilha. Para a nova iniciativa, será cobrada entrada, no valor de R$ 2.

Segundo Ferreira, alguns voluntários já haviam começado, na quinta-feira, 24, os preparativos na cozinha da unidade. As tendas e barracas já tinham a montagem das estruturas iniciadas. O Lar também recebia visitas de estudantes, que levavam mantimentos e itens de higiene.

As barracas servirão lanche de pernil e linguiça, produtos de milho-verde, churrasco, acarajé, bolinho de frango e de bacalhau, cone de batata frita, mandioca frita, hambúrguer, pastel, pizza, bolos, doces, bebidas e café “gourmet”.

Segundo o presidente, toda a estrutura foi melhorada e, pela primeira vez, os pagamentos poderão ser feitos com cartão de crédito e débito.

“Eu resumiria essa festa em duas palavras: fé e caridade. São duas situações muito especiais que acontecem e mobilizam as pessoas. A parte religiosa e a caridade foi uma iniciativa do senhor Nicolau Eleutério, que trazia, em romaria, os alimentos até o Lar”, lembrou Ferreira.

Além da praça de alimentação, o local terá espaço para as crianças, shows, bazar e brechó. A partir das 13h, será realizado leilão de animais e prendas, que estarão em exposição no recinto.

Segundo o presidente, a Festa da Caridade é a terceira maior fonte de ren26da da instituição, sendo responsável por suprir um déficit mensal de, aproximadamente, R$ 25 mil.

Outras fontes são a participação dos assistidos; casas de aluguel e arrendamentos; bazar permanente; Fundo Municipal do Idoso e eventos que garantem a manutenção da instituição, que abriga 80 idosos permanentemente.

“A Festa da Caridade e as iniciativas extras, como a Noite da Pizza, jantar dançante, show de prêmios, ajudam a cobrir a falta que nós temos mensalmente. Não temos dívida nenhuma”, garantiu Ferreira.

Fazendo parte do calendário turístico da cidade, a festa atrai pessoas da região, como Cesário Lange, Iperó, Pereiras, Capela do Alto, Porangaba, Quadra e Torre de Pedra. O presidente conta que a entidade já pensa no futuro, antecipando diversos projetos a serem implantados no segundo semestre de 2018.

“Venho conversando com a diretoria e com as irmãs de caridade. Terminando a festa, vamos dar andamento aos projetos para a casa se reinventar e ter outras fontes de renda”, garantiu.

Ferreira conta que, permanentemente, é preciso melhorar a estrutura do local, a fim de atender às exigências do Conselho do Idoso, Vigilância Sanitária, bombeiros e Ministério Público, que fazem fiscalização permanente.

“Nossa cozinha foi toda reformada, há uns três anos, com a ajuda do Pró-Vida. Outro lugar que foi todo reformado é o refeitório masculino”, contou

No ano passado, a instituição arrecadou mais de R$ 215 mil com a festa, superando o lucro líquido do ano anterior em 9,69%. Ferreira conta que, para este ano, espera que a população participe mais e que a arrecadação também seja superior.

A festa ocorrerá na sede da entidade, situada à rua Professor Francisco Pereira de Almeida, 451. Mais informações pelos telefones (15) 3251-4286 ou 3251–4920.

Publicidade