Enquete aponta que os partos ‘humanizados’ devem crescer

237
Publicidade





A maioria dos leitores do jornal O Progresso acredita que os partos “humanizados” devem aumentar nos próximos anos. A alternativa foi apontada por 64% dos participantes do questionamento.

Do total, 36% acreditam que os partos não devem aumentar. A enquete permaneceu no portal de notícias do jornal, de sábado, 24, até a tarde de sexta-feira, 30.

A questão foi baseada na reportagem “Maternidade já realiza parto humanizado”, publicada na edição de domingo passado, 25.

O SUS (Sistema Único de Saúde) estabeleceu que o bebê deve ser colocado em contato com a mãe logo após o parto, que a primeira amamentação deve ser feita na primeira hora de vida e que o pinçamento do cordão umbilical só pode acontecer depois de ele parar de pulsar.

Publicidade

De acordo com as novas regras, os procedimentos de rotina adotados após o nascimento do bebê – exame físico, pesagem e limpeza – devem ser realizados somente após os primeiros cuidados.

Conforme a coordenadora da maternidade de Tatuí, Maria Laura Levorato Matias, esse tipo de parto pode aliviar as dores da mãe. “Para que seja um parto humanizado, precisamos encontrar a melhor situação para a gestante, para que ela se sinta bem”.

Para obter sucesso em partos humanizados, os médicos podem utilizar bolas terapêuticas, banhos quentes, massagem nas costas e na região do quadril.

“Usamos tudo o que temos a nosso favor para criar um ambiente acolhedor e adequado para que o nascimento ocorra e que seja da melhor forma possível. Todo o momento tem que ser voltado para o bem-estar da gestante e do bebê”, afirmou Maria Laura.

Na maternidade de Tatuí, os partos humanizados já acontecem há algum tempo, porém, ainda não existem banheiras instaladas. Mas, segundo a coordenadora, as gestantes contam com algumas ferramentas que facilitam os partos.

Conforme o coordenador da Saúde da Criança do Ministério da Saúde, Paulo Bonilha, os benefícios dos partos humanizados afetam não só o aspecto psicológico, mas reduzem os riscos de anemia e desnutrição.

De acordo com Maria Laura, o parto humanizado pode ser feito tanto para as cesarianas, quanto para os naturais. Uma das premissas é que a paciente escolha o tipo de parto que quer fazer.

Para esta edição, o jornal questiona a população sobre o comércio local. De acordo com a CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), a estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo pode influenciar negativamente nas vendas (reportagem nesta edição).

A presidente da ACE (Associação Comercial e Empresarial de Tatuí), Lúcia Bonini Favorito, afirmou que o consumo neste ano pode ser menor.

“Para o Dia dos Namorados, os comerciantes já estão preparados para um volume menor de vendas, principalmente pelos gastos que os consumidores terão com a Copa”, salientou Lúcia.

Com base nessa reportagem, o jornal questiona: “Se tiver de optar, você prefere gastar com:”, cujas respostam podem ser “a Copa do Mundo” ou “o Dia dos Namorados”.

A enquete permanecerá no site www.oprogressodetatui.com.br da tarde de sábado, 31, até a sexta-feira, 6. O resultado será divulgação na próxima edição de domingo, 7.


Publicidade