Em visita a Tatuí, Herculano Passos integra Manu ao PSD

2101
Deputado federal recebeu adesão de ex-prefeito no dia 30 de novembro (foto: Cristiano Mota)
Publicidade

Em visita no dia 30 de novembro, o deputado federal Herculano Passos integrou o ex-prefeito de Tatuí, José Manoel Correa Coelho, Manu, oficialmente ao PSD (Partido da Social Democrático). O parlamentar também anunciou a intenção de compor com o tatuiano parceria visando às eleições de 2018.

Representante da região de Itu, Passos afirmou à reportagem ser possível vencer o pleito para reeleição e, de quebra, levar um candidato de Tatuí para a Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Ele disse crer que a cidade – com 83.443 eleitores – tem capacidade para eleger até quatro representantes.

Para efeito de comparação, o deputado apontou Itu. Passos ressaltou que o município dele tem quatro políticos eleitos (dois deputados estaduais e dois federais).

“Já estive em Tatuí, com o Manu, em outras ocasiões. Estamos conversando há um bom tempo sobre o ingresso dele no PSD”, declarou.

O deputado mencionou que, além da proximidade com o ex-prefeito tatuiano, ele tem uma “história com a região”. Passos morou entre Cesário Lange e Tatuí e, posteriormente, adquiriu uma propriedade em Quadra. “Conheço muita gente na cidade e gosto dela”, acrescentou.

Publicidade

Conforme o parlamentar, o PSD entendeu que “precisava ter uma representatividade forte na região”. O partido quer o ex-prefeito, por entender que ele tem “capital político para fortalecer a presença da legenda”.

Passos frisou que Tatuí tem muitos eleitores e que, pelo tamanho, poderia ser comparada a Itu. A cidade do deputado tem 170.157 habitantes e Tatuí, 118.939, de acordo com estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Apesar da intenção inicial (de o ex-prefeito apoiar o deputado para a reeleição), Passos disse não descartar mudanças. Ele afirmou que poderá disputar como estadual e, nesse caso, indicar Manu para o cargo federal.

“A política é dinâmica. E nós sabemos que o partido está crescendo muito no Brasil. Temos dois ministérios importantes (Fazenda, com Henrique Meirelles, e Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, com Gilberto Kassab)”, adicionou.

Seguindo essa visão, Passos afirmou que o PSD quer ter um representante da região e reforçou que “está na hora de a cidade” ter políticos em Brasília e em São Paulo.

Em Tatuí, o parlamentar também estuda a implantação de um escritório político, de olho nos votos no ano que vem, mas descartou a transformação da comissão provisória em diretório municipal. Segundo ele, não há diretórios no Estado de São Paulo. “Trata-se de uma política do partido”, afirmou.

Publicidade