Em 2 dias, GCM apreende 2 menores acusados de tráfico na vila Esperança

66
Drogas aprendidas em ocorrência na rua José Afonso Tricta (Foto: Divulgação GCM)
Da redação

Nos dias 22 e 23, a Guarda Civil Municipal apreendeu dois menores suspeitos de tráfico de entorpecentes na vila Esperança, ambos quase no mesmo horário (entre 18h07 e 18h32).

O primeiro caso ocorreu durante patrulhamento pela avenida Heleonildes Maciel de Menezes, no fim da tarde da sexta-feira da semana passada, 22, quando os guardas avistaram um adolescente que, ao perceber a viatura, teria mudado de comportamento e entrado em um estabelecimento comercial.

“A equipe desconfiou do homem e realizou a abordagem, encontrando no bolso da bermuda do acusado R$ 50 e um telefone celular. Ao indagá-lo, os guardas perceberam que ele estava com a ‘fala enrolada’ e, após verificarem a boca do suspeito, constataram que havia 19 porções de crack”, informa a GCM.

Conforme o órgão, o menor assumiu que estava traficando no local desde o dia anterior e ainda alegou que pegara as drogas com o irmão dele.

O adolescente foi levado ao Pronto-Socorro Municipal para exames clínicos e, depois, ao plantão policial, onde foi elaborado o registro de ocorrência por ato infracional, tráfico de entorpecentes e ele permaneceu à disposição da Justiça.

Já o segundo caso aconteceu no sábado, 23, na rua José Afonso Tricta, também na vila Esperança, quando guardas municipais avistaram um menor, “já conhecido nos meios policiais”, com algo nas mãos.

“Quando ele viu a viatura e percebeu que seria abordado, colocou o que estava nas mãos em sua boca e tentou engolir. Como era uma porção razoável de drogas, ele não conseguiu engolir e fugiu para o interior de uma residência que estava com o portão aberto”, relatou a GCM.

O adolescente foi seguido pelos guardas, entrou no banheiro da casa e jogou no vaso sanitário o que estava na boca, sendo abordado logo em seguida. No vaso, a equipe da GCM registrou ter localizado 15 pedras de crack e, com o adolescente, R$ 100 em notas. A proprietária da residência invadida, afirmou que não o conhecia.

O adolescente foi conduzido ao PS, para ser lavrada a minuta médica, e, posteriormente, junto com a proprietária da residência, seguiu para a Delegacia Central, onde foi elaborado o registro de ocorrência por ato infracional, tráfico de entorpecentes e invasão de domicílio. O menor ficou à disposição da Justiça.

Demais ocorrências

Além dessas ocorrências, foram registradas, de 18 a 24 de janeiro, 98 operações de abordagem (89 pessoas e nove veículos) e 30 atendimentos, sendo: notificação de estabelecimentos (2); apoio a outras instituições (1); averiguação (1); objeto localizado (1); alarme disparado (2); ambiental (3); e fiscalização e orientação de estabelecimentos, sem notificação (20).

Em relação às ocorrências de crimes, foram oito presos (quatro maiores de idade do sexo masculino, dois do sexo feminino e dois menores de idade do sexo masculino) e seis flagrantes, resultando em duas ocorrências por tráfico de drogas (0,002 grama de maconha, 0,002 grama de cocaína e 0,006 grama de crack), três ocorrências por furto e duas por violência doméstica.