Covid-19 tem redução de quase 70% entre julho e agosto, aponta balanço

Curva semanal de contaminações chega à 13ª semana em queda em Tatuí

0
Publicidade
Da redação

Agosto terminou como o mês com menor número de casos e mortes por Covid-19 no ano em Tatuí. Houve queda 65,71% de óbitos e 69,14% no número de casos em comparação ao mês anterior.

Foram 12 mortes devido à doença em agosto. O pior mês foi abril, quando 92 pessoas morreram em decorrência do novo vírus. Depois, aparece junho com 76 óbitos, seguido por maio (55), março (41), julho (35), fevereiro (21) e janeiro (19).

O atual cenário também reflete no número de casos confirmados de Covid-19, que teve redução de 69,14% em relação ao mês anterior, com 324 em agosto, contra 1.050 em julho. O pior período ocorreu em junho, quando o município atingiu 3.092 casos no mês.

Em seguida, os meses com maior número de exames positivos para a doença foram: maio (2.836), março (1.929), abril (1.809), janeiro (1.392) e fevereiro (694).

Nos sete dias recentes, o balanço semanal de Covid-19 em Tatuí apresentou nova redução no número contaminações e óbitos. Está é a 13ª semana consecutiva com os índices de infecção em queda no município.

Publicidade

Conforme dados atualizados diariamente pela Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria Municipal de Saúde, entre sábado da semana passada, 28 de agosto, e esta sexta-feira, 3, o município teve 31 novas contaminações.

Em comparativo com o período anterior (21 a 27 de agosto), quando a VE registrou 47 exames positivos, houve redução de 34,04%. Em relação ao pico de infecções até o momento (entre os dias 29 de maio e 4 de junho deste ano), quando 979 casos foram notificados, a queda é de 96,83%.

O número atual é o menor registrado no município nos últimos 16 meses de pandemia. A última semana em que o órgão notificou menos casos confirmados da doença foi entre os dias 9 e 15 de maio do ano passado, quando 24 pessoas haviam testado positivo.

A média de diagnósticos entre sábado e sexta-feira foi de 4,42 contaminados por dia – ou 0,18 por hora. Durante o período, o município somou 611 novas notificações da doença, confirmou 31 e descartou 594.

No mesmo período, o número de vítimas fatais em decorrência do novo coronavírus também apresentou queda. Nos sete dias recentes, a VE notificou uma morte pela doença, contra três na semana de 21 a 27 de agosto.

O óbito foi confirmado na manhã de segunda-feira, 30 de agosto, referente a um homem de 30 anos. O paciente estava internado no Centro Hospitalar de Santo André, onde falecera no dia 22 de agosto.

Com o novo óbito confirmado, Tatuí havia acumulado, até esta sexta-feira, 3, 451 vítimas fatais do novo coronavírus, sendo 193 mulheres (130 na faixa dos 60 anos e 63 entre 29 e 59 anos) e 256 homens (167 acima dos 60 anos e 91 entre 29 e 59 anos).

Os números representam taxa de 2,49% de letalidade – índice calculado pelo número de óbitos em comparação à quantidade total de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus.

Até sexta-feira, Tatuí havia atingido 72.981 notificações da doença, sendo 11 casos suspeitos aguardando resultado dos testes, 54.872 exames negativos e 18.098 positivos.

Dos confirmados, 17.634 pacientes já estavam recuperados (97,44%) e 13 ainda permaneciam em tratamento: três em hospitais e dez em isolamento domiciliar. Dos casos suspeitos, 11 estavam em tratamento: três em hospitais e oito em casa.

Nesta sexta-feira, conforme o boletim epidemiológico mais recente, a ocupação tanto de leitos clínicos quanto de UTIs reservados para o tratamento de pacientes com suspeita ou positivos para a Covid-19 mantinha-se abaixo do limite máximo.

O órgão municipal indica que a Santa Casa tem capacidade para 15 leitos de UTI. Nela, estavam internados três pacientes com Covid-19, com taxa de ocupação de 20%.

A VE ainda informa que os leitos clínicos para tratamento de Covid-19 no hospital público comportam 22 pacientes e, no local, estavam internados dois pacientes na sexta-feira, culminando em taxa de ocupação de 9%.

No hospital particular, permanecia internado apenas um paciente, com quadro de saúde estável, na ala de leitos clínicos reservados ao tratamento de casos suspeitos ou confirmados de Covid-19.

Publicidade