Corte e descarte de galhos gera tentativa de homicídio no “SR”

446
Facão utilizado por agressor foi apreendido e apresentado no plantão policial (Foto: AI Prefeitura)
Da redação

Na noite da última quarta-feira da semana passada, 31 de março, a GCM (Guarda Civil Municipal) atendeu ocorrência de tentativa de homicídio na rua Teófilo de Andrade Gama, no Jardim Santa Rita de Cássia. O corte e descarte de galhos de plantas teria sido a motivação do crime.

De acordo com a corporação, um jovem de 23 anos esteve na base da GCM, situada no bairro, informando que havia esfaqueado um homem. O guarda, durante revista ao suspeito, encontrou um facão na cintura dele, dando voz de prisão. Na sequência, o agente municipal acionou viaturas para apoio.

Posteriormente, segundo a GCM, quando outros agentes estavam se deslocando à base, um homem (que não teve a idade divulgada) chegou ao local. Ele estava com diversos ferimentos nas costas, nas pernas e no rosto, alegando ter sido agredido pelo jovem.

Conforme a corporação, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado. A equipe de socorristas, então, encaminhou a vítima à UPA (unidade de pronto-atendimento) e, em seguida, para a Central de Flagrantes.

Segundo a GCM, durante depoimento, a vítima relatou que estava limpando a frente da residência, cortando galhos de plantas e descartando-os do outro lado da rua, quando o agressor a repreendera pelo ato. O homem disse ter explicado que seriam “apenas galhos”, mas o jovem teria ficado alterado e deferido golpes de facão até a vítima conseguir correr para dentro da residência.

De acordo com a GCM, o acusado também foi levado à UPA e, depois, ao plantão policial. Lá, ele disse ter visto a vítima jogando os galhos e entulhos na beira da pista e chamado a atenção dela. Contudo, teria sido surpreendido com socos no rosto, motivando-o a deferir golpes de facão contra a vítima.

Após o relato, o jovem acusado do crime (que também não teve o nome informado) teve a voz de prisão ratificada pela autoridade policial. Ele foi autuado por homicídio tentado, permanecendo detido à disposição da Justiça.