‘Conclui e fiz além do plano de governo’, afirma Maria José

836
Prefeita Maria José destacou várias obras realizadas nos primeiros 6 meses do ano (Foto: AI Prefeitura)
Publicidade
Da reportagem

“Tudo que estamos fazendo já foi além do plano de governo e, por isso, posso afirmar que o proposto ficou pequeno diante das obras que entregamos. Foram anos de muito trabalhado, e ainda temos investimentos para entregar até dezembro de 2020”, declarou a prefeita Maria José Vieira de Camargo, em balanço sobre o governo dela no primeiro semestre deste ano.

A O Progresso, na quinta-feira, 7, a chefe do Executivo destacou ações que identifica como os avanços mais significativos em várias áreas da administração e falou de projetos em desenvolvimento.

A prefeita iniciou falando dos efeitos do novo coronavírus na cidade e de como a administração se reestruturou, nos últimos meses, para continuar os serviços, já que, segundo ela, 365 funcionários públicos foram afastados das funções, por serem considerados parte do grupo de risco à Covid-19.

“A pandemia nos assustou no início, sabíamos que o afastamento dos funcionários faria com que a administração caminhasse mais devagar. Mas, nós prezamos pela saúde dos nossos servidores e nos adequamos à nova realidade”, acentuou a prefeita.

Para a reestruturação e continuação dos serviços dos setores, ela declarou ter presenciado a união entre as equipes de governo. “As secretarias passaram a ajudar umas às outras, e não interrompemos os serviços. Precisamos de adequações pontuais, e elas foram realizadas de forma eficiente, para não prejudicar nossa rotina”.

Publicidade

Conforme a prefeita, a maioria dos funcionários afastados é do Departamento Municipal de Infraestrutura. Mesmo assim, o setor consolidou novas etapas do programa “Asfalto Novo” – que já soma mais de 150 ruas recapeadas, incluindo avenidas e obras de drenagens -, além das duplicações da marginal do Manduca (reportagem nesta edição).

A prefeita ainda frisou que a duplicação da rua Teófilo Andrade Gama, em extensão de quase dois quilômetros, será terminada ainda neste ano. A obra começa na UBS do Jardim Rosa Garcia e vai até a Emef “Alan Alves de Araújo”.

Conforme a prefeita, o trecho em obras incluiu a duplicação da ponte sobre o rio Tatuí, drenagens, terraplenagens, construção de duas rotatórias, iluminação e implantação de canteiros centrais.

Para facilitar o fluxo de veículos na principal avenida de circulação dessa região, a prefeitura antecipou que serão construídas duas rotatórias e uma recomposição de 7.000 metros quadrados de asfalto.

“Este cuidado com a cidade a gente não deixou em momento nenhum. Até o final do ano, a previsão é recapear mais de 200 ruas, sem contar as que receberam lajotas no América, Jardim Wanderley e Novo Horizonte. Nunca na história de Tatuí tivemos tantas ruas recapeadas e tanto afasto novo. O trabalho tem sido árduo”, afirmou Maria José.

Já na Saúde, principal envolvida no enfrentamento à pandemia, Maria José destacou adaptações nos serviços e a implantação de novos espaços exclusivos para o atendimento de pacientes com suspeita ou positivos para Covid-19.

Ela apontou a aquisição de novos equipamentos para a Santa Casa de Misericórdia, a preparação da UPA (unidade de pronto atendimento) como hospital de campanha, a implantação do “gripário” para atendimento de pacientes com sintomas e ações pontuais, como a entrega de medicamentos e vacinação a domicílio.

“Recebemos do governo do estado e da União 20 respiradores, que, somados aos 17 que tínhamos, nos permite trabalhar com 37 aparelhos no tratamento de pacientes graves da Covid-19. Também contratamos mais médicos e profissionais de saúde”, acrescentou.

Maria José classificou as ações realizadas como responsáveis pelos resultados obtidos no enfrentamento à pandemia. Ela lembrou que a cidade tem se mantido no topo da lista dos municípios da RMS (Região Metropolitana de Sorocaba) com mais casos de recuperação da doença.

A prefeita também apontou o início das obras da Ceat (Clínica Escola para Autistas de Tatuí), para atender pessoas com TEA (transtorno do espectro autista) e outras síndromes.

A unidade será construída pela prefeitura por meio de parceria com o Ministério Público Estadual. O investimento total previsto é de R$ 1,4 milhão e inclui a construção de um prédio de 700 metros quadrados em um terreno de 12 mil metros quadrados, no loteamento Jardim Esplanada, com capacidade para atender 250 pessoas, com idade a partir de dois anos.

“Na Saúde, também iniciamos projetos importantes, como o CIR (Centro Integrado de Reabilitação), que está em fase de construção. Todas são obras que pretendemos entregar até dezembro deste ano”, assegurou.

O CIR deverá funcionar em um espaço revitalizado da unidade básica de saúde da área central (antigo Postão). Os recursos para a reforma e implantação do centro são oriundos do Ministério Público.

Maria José assegurou que o objetivo da administração municipal, por meio do projeto do CIR, é unificar a equipe multidisciplinar de atendimento para prestar serviço voltado a PCDs (pessoas com deficiência).

Na área de segurança pública, a prefeita evidenciou a efetivação do programa em apoio à mulher vítima de violência doméstica, chamado Patrulha da Paz.

O foco do programa é buscar a redução dos índices de agressão contra a mulher e a garantia de cumprimento às medidas protetivas concedidas às vítimas de violência doméstica e familiar.

O programa é resultado de parceria entre o Poder Judiciário com a prefeitura e funciona por meio da Guarda Civil Municipal. A ação foi desenvolvida nos moldes preconizados pela lei Maria da Penha (11.340/2006) – uma das principais referências para o enfrentamento à violência doméstica –, em vigor desde 7 de agosto de 2006.

Para o setor, ela apontou que a prefeitura investira em novos rádios comunicadores, uniformes, armamentos e coletes à prova de bala, para equipar os agentes da GCM, além da conquista de novas viaturas.

Maria José afirmou ver como “grande ganho” para a área de segurança a implantação do programa GPS Rural, idealizado pelo guarda civil municipal Joaquim Carlos Diniz, com o propósito de aumentar a segurança dos donos de sítios, chácaras e fazendas distantes do centro.

O software permite que os guardas deslocados para prestar atendimento ou a realização de patrulha de rotina reduzam o tempo de resposta para chegarem às casas das vítimas. O mesmo serviço servirá para dar suporte à Polícia Militar, ao Samu e ao Corpo de Bombeiros.

“Os nossos investimentos do setor se mostram nos números da segurança, que falam por si. Nos últimos meses, houve queda significativa nos principais índices, inclusive com relação às mortes no trânsito”, argumentou.

Como trabalhos realizados na área social, a prefeita elencou os voluntários, repasses de recursos a entidades e ações da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social, para o enfrentamento da pandemia.

“A secretaria intensificou abordagem social para identificar os moradores em situação de rua, repassamos R$ 1,4 milhão em recursos para 11 entidades assistenciais e aderimos ao programa Alimento Solidário, do governo do estado, com o qual distribuímos mais de 2.000 cestas básicas”, pontuou.

Em decorrência da pandemia, Maria José afirmou ter assistido o Lar São Vicente de Paulo e o Recanto do Bom Velhinho com recursos, além de ampliar o abrigo da Casa de Apoio Irmãos de Rua para “dar um tratamento digno aos moradores de rua em situação de vulnerabilidade”.

“Também é importante destacar o trabalho do projeto Unidos pela Solidariedade. Eles reuniram o voluntariado e, neste momento de pandemia, estão ajudando aos que precisam, por meio de doação de cestas básicas”, disse.

Na Educação, a prefeita destacou a inauguração do Complexo Educacional “Professor Acassil José de Oliveira Camargo”, que abrigará a ampliação do Projeto Ayrton Senna da Silva. No imóvel, que fica na avenida Virgílio Montezzo Filho, no bairro Nova Tatuí, foram investidos mais de R$ 4 milhões, com recursos do município.

A área é de 6.873 metros quadrados, com 1.646 metros quadrados de área construída. A proposta é atender 800 crianças do ensino fundamental I (1o ao 5o ano) no contraturno escolar e, ainda, oferecer atividades e oficinas abertas à comunidade, no período da noite, podendo totalizar mais de 1.200 atendimentos diários.

O espaço soma ginásio de esportes, campo de futebol, área de lazer com piscina e 11 salas internas. Serão 14 oficinas, entre elas, de: letramento, leitura, informática, robótica, lógica e experiências matemáticas, natação e outros esportes, educação artística, recreação, meio ambiente e música.

“Entregamos um espaço lindo, todo preparado para atender às crianças. Infelizmente, a pandemia atrapalhou nossos planos e não foi possível iniciar as atividades no local. Agora, tudo depende da volta às aulas e das determinações do estado para voltarmos com o projeto”, argumentou a prefeita.

Ela ainda lembrou que a Secretaria Municipal de Educação inaugurou, no dia 7 de fevereiro, a Emei (Escola Municipal de Ensino Infantil) “Célia Mendes da Silva Fiusa”, no Residencial Astória, disponibilizando mais 150 vagas para alunos da educação infantil e ensino fundamental I, com investimento de R$ 2,1 milhões.

“Outros avanços importantes ocorreram em 2020. Entregamos kits escolares para os alunos da rede municipal; implantamos o ‘Novotec’ – sistema novo para o ensino médio, em parceria com o Centro Paula Souza; e também assinamos com o Conservatório de Tatuí uma parceria para levar o ensino da música para a rede de educação”, acrescentou.

A prefeita também citou mudanças realizadas pela Secretaria de Educação, no período de pandemia, para manter as atividades da rede de ensino, lembrando que, mesmo com as aulas suspensas, os estudantes se mantêm em atividade virtual.

“A Educação também teve que se reinventar. É uma das secretarias que mais trabalharam neste período de pandemia, junto com a Saúde e com o social. Uma das maiores ações foi a distribuição da merenda com marmitas para os alunos”, informou Maria José.

Conforme levantamento da secretaria, mais de 200 mil marmitas foram entregues aos estudantes da rede de ensino desde a primeira semana de abril – quando as aulas foram suspensas – até a primeira semana de agosto.

Maria José ainda enfatizou que os professores e coordenadores receberam cursos de formação por videoconferências e que, para não atrasar o desenvolvimento dos alunos, as aulas foram postadas pelos professores em uma plataforma virtual da Educação.

“Aqueles que não têm acesso à internet na casa também estão incluídos no projeto, já que todos eles podem buscar o material das aulas na escola em que estudam. Também está sendo feito o controle diário de horas estudadas para não prejudicar os estudantes”, declarou.

Maria José também falou dos reflexos da quarentena na Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude. Segundo a prefeita, as áreas foram as mais prejudicadas, com o cancelamento de eventos, inclusive festas tradicionais.

“Vivemos tempos difíceis, mas temos dado sequência em obras importantes, como o MIS (Museu da Imagem e do Som) e o CIE (Centro de Iniciação Esportiva), que são marcos para a cultura e para o esporte”, argumentou.

A ordem de serviço para o início das obras de revitalização e reforma da parte estrutural do prédio do antigo matadouro municipal, que abrigará o MIS, foi assinada no início do mês passado, com a empresa Santenge Construções e Serviços. A construtora, com sede em Sorocaba, venceu o pregão presencial convocado pela prefeitura.

A revitalização pôde ser viabilizada por recurso destinado pela Secretaria Estadual de Turismo e pelo Dadetur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos), referente ao convênio 2019 reservado aos MITs (municípios de interesse turístico).

Já o centro de esportes, que fica no Jardim Lucila, foi orçado em R$ 3.067.113,22, contemplando a construção de um ginásio coberto, quadra esportiva descoberta e área de apoio (administração, sala de professores/técnicos, vestiários, chuveiros, enfermaria, copa, depósito, academia e sanitário público), em uma construção de 3.500 metros quadrados.

“Essas são obras que devemos entregar ainda na nossa gestão, assim como a reforma do campo do Jardim Santa Rita de Cássia, que também é importante destacar, pois ali será um complexo esportivo para várias modalidades”, completou.

Para finalizar, a prefeita frisou ter como metas para este ano a conclusão de lotes do programa Asfalto Novo, entrega da creche do Jardim Santa Cruz e inauguração de uma nova creche no Jardim Santa Rita de Cássia.

“Na Saúde, vamos finalizar a ESF do bairro Jardins de Tatuí. A obra em si já está finalizada, estamos colocando os móveis e pretendemos entregar logo. Temos alguns detalhes ainda para finalizar, mas entregaremos até o final do mês”, revelou a prefeita.

A prefeita ainda garantiu que deve entregar mais armamentos e fardamentos para a Guarda Civil Municipal, a duplicação da rua Teófilo Andrade Gama e outras obras, como as contenções pluviais realizadas em espaços públicos no Jardim Rosa Garcia 2 e Jardim 11 de Agosto.

“Temos também o novo paço municipal, com a obra bastante adiantada. O espaço é importante para melhorar as condições de atendimento da administração e será concluído na nossa gestão”, finalizou a prefeita.

Publicidade