Cidade tem confirmado mais de um caso de coronavírus a cada hora

372
Publicidade
Da reportagem

O total de confirmações de pessoas infectadas pelo novo coronavírus chegou a 839 no município nesta terça-feira, 21. Nos últimos quatro dias, a Secretaria Municipal de Saúde registrou 124 novos casos positivos de Covid-19, o que representa aumento de 17,34% nos casos e média de confirmação da doença na casa de 1,3 a cada hora.

Somente na terça-feira, o número de casos confirmados da doença chegou a 59 (22 homens e 37 mulheres), média de 2,45 pacientes infectados pela doença a cada hora. Os índices de confirmações são os maiores já registrados desde o início da pandemia.

A secretária da Saúde, Tirza Luiza de Melo Meira Martins, informou que o resultado já era esperado. Isso levando-se em conta as testagens em massa, que começaram a ser realizadas na segunda-feira da semana passada, 13, nas unidades básicas de saúde urbanas e rurais.

A média de diagnósticos das últimas 96 horas foi de 31 infectados a cada 24 horas. Somente nos últimos quatro dias, a cidade recebeu 399 novas notificações, das quais 124 foram confirmadas e 242, descartadas.

Conforme os relatórios, até sexta-feira, 17 (data de fechamento da edição anterior), a cidade somava 3.182 notificações da doença, sendo 394 casos suspeitos aguardando resultado dos testes, 2.073 descartados e 715 positivos.

Publicidade

O balanço considera a data em que os diagnósticos foram confirmados e divulgados em relatório da Vigilância Epidemiológica.

No período, a VE também confirmou um óbito pela doença. Com o novo caso, somaram-se 34 vítimas fatais desde o inicio da pandemia. A taxa de mortalidade era de 3,93% dos casos confirmados.

O caso mais recente de óbito pela doença foi divulgado na manhã de domingo, 19, referente a um homem de 83 anos, que estava internado na ala de isolamento da Santa Casa de Misericórdia.

De acordo com o relatório mais recente da VE, atualizado às 11h25 de terça-feira, o município totalizava 3.581 notificações de Covid-19, sendo 427 casos suspeitos aguardando resultado dos testes, 2.315 descartados e 839 positivos.

Dos casos confirmados, 739 pacientes – equivalentes a 88% – estavam recuperados, 34 morreram e 66 ainda estavam em tratamento, sendo 13 internados em hospitais e 53 em isolamento domiciliar.

Entre os suspeitos, 426 pacientes estavam em tratamento, sendo oito em hospitais e 418 em isolamento domiciliar. O total incluía o caso de óbito de uma mulher de 68 anos, que faleceu na UTI do hospital público, no domingo, 19, com suspeita da doença.

A ocupação de leitos clínicos de internados por Covid-19 ou suspeitos na Santa Casa de Misericórdia era de 40%, e a ocupação da UTI por pacientes com Covid-19 ou casos suspeitos, de 60%.

Estavam internados, na Santa Casa, 15 pacientes, sendo seis na UTI, com quadros que inspiravam cuidados (cinco positivos e um suspeito), e nove no isolamento, com quadros estáveis (seis positivos e três suspeitos, aguardando resultado dos testes).

No hospital particular, estavam seis pacientes, sendo dois na UTI, com quadros que inspiravam cuidados (um positivo e um suspeito) e quatro no isolamento, com quadros estáveis (um positivo e três suspeitos).

Testagens

Conforme anunciado pela prefeitura, o município adquiriu 15 mil testes rápidos para detectar a Covid-19 e, desde então, tem testado todos os pacientes que buscaram as unidades de saúde apresentando sintomas relacionados à doença.

Febre, dor de garganta, tosse, congestão nasal, diarreia, dor de estômago, dor de cabeça e dor no corpo são alguns sintomas. Se a pessoa apresenta um desses, deve procurar a unidade básica de saúde mais próxima para realizar a testagem.

O paciente será atendido por uma equipe de profissionais, que passará orientações sobre o tratamento e, se necessário, também o encaminhará a consulta médica. Além disso, os pacientes são cadastrados na Central de Controle da Covid-19.

A central acompanha todos os casos de pacientes que apresentam sintomas gripais em atendimentos no Pronto-Socorro “Erasmo Peixoto”, unidades básicas de saúde e nas barreiras sanitárias realizadas em pontos estratégicos da cidade, com aferição da temperatura corporal.

Tirza ponderou que a evolução dos casos é avaliada diariamente, mas enfatizou que, comparado a outros municípios da região, Tatuí tem boa taxa de recuperação. Segundo ela, o índice de pacientes curados tem variado entre 80% e 85%, enquanto a taxa de mortalidade era de 3,93%.

Publicidade