Cidade inicia semana com mais 7 óbitos por Covid notificados

Com mortes informadas, Tatuí se aproxima de 400 vítimas da doença

141
Publicidade
Da redação

Sete óbitos em decorrência da Covid-19 foram notificados pela Secretaria Municipal da Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, na manhã desta segunda-feira, 28. Nas últimas 24 horas, ainda foram informados 33 novos casos positivos da doença, 147 suspeitos e 111 descartados.

Entre as mortes, o órgão notificou o falecimento de dois moradores que estavam internados em Sorocaba: uma mulher de 50 anos morreu no dia 12, às 14h51, na Santa Casa de Misericórdia; e um homem de 79 anos faleceu no dia 20, às 2h30, em um hospital particular.

Os outros cinco óbitos aconteceram na UTI da Santa Casa de Misericórdia local. Três vítimas faleceram no sábado, 26: um paciente de 63 anos, às 15h57; uma mulher de 62, às 18h; e um homem de 28, às 20h50. As outras duas mortes aconteceram ontem, sendo um homem de 59, às 4h49, e uma mulher de 36, às 7h50.

O órgão municipal indica que a Santa Casa tem capacidade para dez leitos de UTI, no entanto, devido à ampliação, estão internados 15 pacientes com Covid-19, com a taxa de ocupação de 150%.

A VE ainda informa que os leitos clínicos para tratamento de Covid-19 no hospital público comportam 22 pacientes. Porém, em virtude da ampliação de leitos, estavam internados 35 pacientes, culminando em uma taxa de ocupação de 159%.

Publicidade

No hospital particular, estão internados 22 pacientes, sendo 16 na unidade de terapia intensiva com quadros que necessitam cuidados e seis na área de leitos clínicos, com quadro estável de saúde.

Até a divulgação do relatório, atualizado pela manhã, o município havia registrado 62.082 notificações da doença, sendo seis casos suspeitos aguardando resultados dos testes, 45.549 descartados e 16.527 positivos.

Dos confirmados, 16.030 já estão recuperados (96,9%), 398 morreram e 99 ainda estão em tratamento: 66 em hospitais e 33 em isolamento domiciliar. Dos seis casos suspeitos, seguem em tratamento: quatro em hospitais e dois em casa.

Publicidade