Cia. Exodus Art’s apresenta peça de teatro virtual neste final de semana

338
Novo espetáculo da Cia. Exodus (Foto: Divulgação)
Da reportagem

A Cia. Exodus Art’s apresenta, neste final de semana, o novo espetáculo teatral “Joaninha da Silva”. A peça estreou nesta sexta-feira, 26, e segue em exibição neste sábado, 27, e domingo, 28, às 15h, por meio das redes sociais do grupo.

A montagem recebeu recursos da Lei Aldir Blanc (lei federal 14.017/2020), por meio do decreto municipal 20.657, de 16 de julho de 2020, e pode ser conferida pelo Facebook, Instagram e YouTube no @ciaexodusarts.

De acordo com o ator Cláudio Teles, o espetáculo aborda questões trazidas pela pandemia do novo coronavírus “em que os artistas tiveram que achar alternativas para sobreviver por meses longe das atividades profissionais, bem como questões de conscientização, prevenção e cuidados com a higiene e proteção”.

“Joaninha da Silva é uma cantora muito apaixonada pela arte; trabalha bastante cantando em bares e restaurantes. Com o pouco que guardou, pensou nas viagens que poderia fazer, nas coisas que poderia comprar. O que ela não esperava é que uma pandemia chegaria e mudaria todos os seus planos”, descreve o ator.

O elenco conta com os atores: Alzira Camargo (repórter coruja), Beatriz Prado (Joaninha), Bruno Dugois (besouro), Caroline Crepaldi (abelhinha) e Cláudio Teles (cachorrão).

A Cia. Exodus Art’s foi fundada no dia 12 de outubro de 2013, por alunos do Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”, de Tatuí, que estudavam no primeiro ano do curso de artes cênicas adulto.

Em janeiro de 2014, a companhia deu início às atividades. Inscreveu-se para participar do projeto “Ademar Guerra” e realizou o espetáculo “Rasga Coração”, de Oduvaldo Vianna Filho. No ano seguinte, montou a peça “Bestialógicos Humanos”, baseado no texto “A História É uma Istoria”, de Millôr Fernandes”.

Montou também o espetáculo “Anexins”, em 2017, “Era uma Vez um Pangaré”, em 2018, e “Acima de Qualquer Suspeita”, em 2019. Além dos espetáculos, o grupo desenvolveu a intervenção “Trocamos Abraços Por Histórias” e alguns trabalhos em parceria com o Museu Histórico e Cultural “Paulo Setúbal”.

Conforme Teles, atualmente, o grupo está no processo de desenvolvimento de três projetos culturais.