Casos confirmados de Covid-19 têm aumento de 15,3% em quatro dias

520
Publicidade
Da reportagem

Nesta terça-feira, 16, Tatuí chegou à marca de 1.108 notificações por Covid-19. Do total, 293 moradores foram confirmados com a doença, por meio de exames. Os números representam taxa de infecção de 26,44%.

Relatórios divulgados pela Vigilância Epidemiológica mostram que, somente nos últimos quatro dias, mais 39 pessoas testaram positivos para o novo coronavírus – aumento de 15,3% em relação aos dados divulgados na sexta-feira, 12 (data de fechamento da edição anterior).

Na ocasião, a cidade somava 1.020 notificações da doença, sendo 56 casos suspeitos aguardando resultados dos testes, 710 descartados e 254 positivos, com 16 óbitos pela doença.

Nas últimas 96 horas, a cidade recebeu mais 88 notificações. Ainda foram divulgados 32 novos exames com resultados negativos, deixando o quadro atualizado em 1.108 notificações (791 casos descartados, 293 positivos e 24 pacientes aguardando resultado dos testes). No período, não houve registro de morte pela doença.

As notificações aumentaram no sábado, 13, com 24 casos positivos (16 homens e 8 mulheres) e 37 suspeitos (20 mulheres e 17 homens). Contudo, também foram descartados 15 casos (dez mulheres e cinco homens).

Publicidade

No domingo, 14, a VE informou ter recebido mais cinco notificações de casos positivos (três mulheres e dois homens), três suspeitos (três mulheres) e 24 descartados (16 mulheres e oito homens).

Na segunda-feira, 15, não houve registro de casos positivos, suspeitos ou descartados. Já na terça-feira, a VE informou ter notificado dez casos positivos, além de 46 novos suspeitos e 42 descartados.

Ainda no boletim mais recente, a VE informou que estavam internados, na Santa Casa, 16 pacientes: sete na UTI, com quadros que inspiravam cuidados (seis positivos e um suspeito), e nove no isolamento, com quadros estáveis (quatro positivos e cinco suspeitos).

No hospital particular, estavam internados seis pacientes: três na UTI, todos positivos para Covid-19, com quadros inspirando cuidados, e três no isolamento, com quadros estáveis, todos aguardando resultado dos testes.

Dos 293 casos confirmados, 239 pacientes estavam considerados recuperados, 16 morreram e 38 ainda seguiam em tratamento, sendo 13 em hospitais e 25 em isolamento domiciliar. Dos casos suspeitos, 24 estavam em tratamento: nove em hospitais e 15 em tratamento domiciliar.

O bairro com maior índice de moradores infectados pela doença era o centro, com 30 casos confirmados. Em seguida, apareciam o Jardim Santa Rita de Cássia, com 21 casos, e o Jardim Wanderley com 20.

Na lista de comunidades com contágio, ainda entravam os bairros: Dr. Laurindo, com 13 casos; Jardim Rosa Garcia II, com 10; Pacaembu e Mirandas, com nove em cada; Santa Cruz, com oito; Europark, vila Esperança, Jardim Lírio e Santa Adélia, com sete em cada.

Parque São Raphael e Jardim Planalto, com seis casos em cada; Jardim São Conrado, Jardim Santa Emília, Parque Três Marias, Santa Adelaide, Jardim Rosa Garcia I e Residencial Juliana tinham cinco casos positivos em cada.

Jardim São Cristovão, Tóquio, Portal das Nogueiras, Jardim Manoel de Abreu, Nova Tatuí, Condomínio Colina das Estrelas, vila São Paulo, vila Angélica, residencial Alvorada e Tanquinho registravam quatro casos por comunidade.

Jardim Europa, Jardim Atlanta, CDHU, Colina Verde, Jardins de Tatuí e Vale da Lua tinham três casos por local. Vila Santa Luzia, bairro dos Fragas, vila Bandeirantes, Jardim Nossa Senhora de Fátima, Vale dos Lagos, Loteamento Modena, Inocoop, Jardim Palmira, Andréa Ville, Jardim Junqueira, Jardim Lucila, São Lázaro, Guarapó, vila Brasil e Parque Lincoln apresentavam dois casos por localidade.

Ainda, apareciam os locais, com um caso em cada: Cecap, condomínios Bosque do Junqueira, São Marcos e Reserva dos Ipês I; residenciais Astória, Guedes, Santa Cruz e Village; Valinho, vila Paulínia, Jardim Gonzaga, vila Menezes, vila Santa Helena, São Judas, Novo Horizonte e Jardim América.

Ocupação de leitos

Desde sábado, o boletim diário da Vigilância Epidemiológica também registra a taxa de ocupação de pacientes em leitos públicos da UTI e clínicos destinados ao tratamento da Covid-19.

Na ocasião, o índice era de 60% na UTI, com ocupação de três dos cinco leitos disponíveis em área reservada para Covid-19 e 45% em ala clínica, com dez internações para um total de 22 leitos reservados para pacientes suspeitos e confirmados com coronavírus. No domingo, os índices foram os mesmos.

Na segunda-feira, o número de pacientes internados em UTI dobrou, passando de três para seis. Contudo, segundo a Saúde, na mesma data, a área de internação para Covid-19 passou a contar com dez leitos. Com isso, a taxa de ocupação permaneceu em 60% na UTI e o de leitos clínicos somou 36%.

Na terça-feira, com o relatório mais recente, a VE informou que a taxa de ocupação de leitos clínicos era de 40% (nove internações). Já o de UTI subira para 70%, com a ocupação de sete leitos por pacientes com Covid-19 ou casos suspeitos.

Publicidade