Caminhão com tijolos colide em dois veículos e tomba na Pompeo Reali

1914
Caminhão atingiu dois automóveis e tombou na Pompeo Reali (Foto: Eduardo Domingues)
Da redação

Um caminhão que transportava tijolos atingiu dois automóveis e tombou na avenida Vice-Prefeito Pompeo Reali, no São Cristóvão, na manhã desta sexta-feira, 12.

O acidente aconteceu por volta das 10h30. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados para atender à ocorrência. A Guarda Civil Municipal e agentes de trânsito do Departamento de Mobilidade Urbana, da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Transportes, estiveram no local para auxiliar no fluxo de veículos.

De acordo com a PM, o motorista teria percebido que havia “perdido” o freio do caminhão, da marca Ford, enquanto descia a avenida. O condutor começou a buzinar para que os carros saíssem da frente.

No entanto, segundo a PM, o caminhão ainda atingiu dois automóveis (o lado direito frontal de um Fiesta bege e a lateral traseiro, do lado do motorista, de um Ka branco) e tombou, ficando com as rodas para cima, na rotatória entre a avenida e a rua Capitão Lisboa.

Conforme a PM, o condutor do veículo pesado estava acompanhado de mais uma pessoa, sendo levado pelo Corpo de Bombeiros ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”, aparentemente, com escoriações leves.

Ainda de acordo com a PM, os policiais constataram que o motorista do caminhão (que não teve o divulgado) não portava a CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

À reportagem de O Progresso, o motorista do Ka (que preferiu não se identificar) afirmou que estava vindo pela rua Capitão Lisboa e parou antes da rotatória para um outro veículo passar. Ao entrar na rotatória, o caminhão teria vindo “desgovernado”, batido em um automóvel e, na sequência, no carro dele antes de tombar.

Segundo o condutor do veículo atingido, ele estava dirigindo acompanhado da esposa, no banco do passageiro, e do filho dele, no banco traseiro. O automóvel ficou com a lateral traseira, do lado do motorista, danificada, o para-brisa trincado e o vidro da janela do motorista quebrado.

“Graças a Deus, o prejuízo foi apenas material. A sorte que o caminhão bateu do meio para trás. Talvez, se batesse mais à frente, podia ter nos prensado e não conseguiríamos escapar”, declarou o motorista.