Álbum de Família 03/02/2021

38
Simeão, Gustavo e José Maria de Campos (1981)

Rotary homenageia companheirismo

O segundo companheiro do Rotary Club de Tatuí, na ativa, com mais anos de clube é o cirurgião dentista Gustavo Coscia Neto. Ele tomou posse no dia 1º de julho de 1970.Com ele, o clube de serviços efetivou entrevista.

Nasci em Tatuí, no dia 17 de agosto de 1942. Filho de Domingos Coscia e Eva Brandão Coscia, que eram comerciantes. Meus pais tiveram mais uma filha, Maria de Lourdes Coscia (falecida aos 15 anos).

Minha esposa se chama Terezinha Borges Coscia, professora, pedagoga, psicopedagoga e orientadora educacional. Temos três filhos: Eduardo (médico oncologista, casado com Luciana), Guilherme (advogado, casado com Elisa), Carolina (médica dermatologista, casada com Arthur) e seis netos: Rodrigo, André, Rafael, Mariana, Luíza e João.

Até os meus 19 anos trabalhei no comércio com meus pais. Depois de formado, fiz meu consultório, onde trabalho até hoje, na rua 13 de Fevereiro, na qual sempre morei.

Trabalhei no Sindicato Têxtil de Tatuí, na Santa Casa, onde ajudei a criar o convênio para atendimento dos internos e do Fundo Rural.

Sou cirurgião dentista honorário, do corpo clínico da Santa Casa. Iniciei o trabalho de serviço Buco Maxilo Facial no mesmo hospital. Trabalhei na Uniodonto Piracicaba, em Tatuí. Sócio fundador da APCD (Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas), de Tatuí.

Conheci o Rotary através de meu vizinho José Maria Orlando, que era rotariano. Meu padrinho foi Milton Stape. Resolvi entrar para o clube, porque via pessoas trabalhando voluntariamente em atividades comunitárias. Na época eu tinha 27 anos.

Tomei posse no dia 1º de julho de 1970.As reuniões eram realizadas no Clube Recreativo, e frequentadas por 51 companheiros. O presidente do clube era o Aristides Vasconcelos.

Comecei aprendendo as instruções rotárias, participei como membro de diversas comissões. Havia muitas visitas a outros clubes. Participei de muitas Conferências Distritais.

Assumi a presidência no ano rotário 1981-82, após a gestão do c. Paulo Baida, e entreguei a presidência a José Marócolo. ‘Com Boa Vontade e Entusiasmo’ foi o lema por mim adotado. O Lema Internacional era ‘Compreensão e Paz Mundial através do Rotary’.

Durante a minha gestão, realizamos várias ações. Quase tudo que se arrecadava, era doado à Apae, nossa entidade afilhada. O Rotary trabalhou junto com o companheiro Wanderley Bocchi, que doou o terreno e construiu a Apae.

Consolidamos a vacinação antirrábica, festa do sorvete, bolsas de estudo de Enfermagem. Fundamos o Rotaract Club de Agudos. Em conjunto com APCD Tatuí, fizemos atendimento dentário das crianças da Apae e do Lar Donato Flores.

Colocamos, no aniversário do nosso clube (29/08/81), uma placa no Hotel Del Fiol, com os dizeres: ‘Ao Hotel Del Fiol, o nosso reconhecimento, pois aqui nasceu o Rotary Club Tatuí’.

Aos novos companheiros e aos integrantes do Rotaract e Interact, digo: que sejam vocês, dentro dos objetivos de Rotary, elementos atuantes e dedicados, e que juntos, procuremos aumentar nossos esforços de servir.”


Janeiro Branco

Janeiro é o mês de alerta para cuidar da saúde mental, e o Lions Clube de Tatuí convidou a psicóloga Jéssica Muhamed Covos para uma conversa “online”, a fim de esclarecer e orientar sobre comportamentos observados neste momento atípico.

Jéssica abordou vários assuntos, como ansiedade e depressão em tempo de distanciamento social. Informou que, principalmente entre março e abril de 2020,“muitos comportamentos estranhos foram constatados devido aos impactos econômicos, políticos e sociais”.

“Influência impactante na Saúde mental e emocional, com grande risco de suicídio. Angústia, medo, desespero, insegurança, instabilidade, situação financeira, receio de contaminação, perdas, saudade dos amigos, estresse, questionamento existencial.”

Também disse que a ansiedade é comum. “É uma posição de alerta, inerente à sobrevivência. Porém pode tornar-se patológica, com perdas funcionais, levando à depressão, que é uma doença. Após a pandemia, a vida não vai voltar como era. Muita coisa mudou e as pessoas também mudaram”, sustenta ela.

“Importante é cuidar da saúde, principalmente a mental praticando atividades físicas, filtrando as informações, alimentação saudável, estar sempre em contato com as pessoas mesmo, utilizando todos os recursos tecnológicos”.

Agradecimentos foram feitos pelo presidente Christian Pereira de Camargo a Jéssica e ao Caps (Centro de Atenção Psicossocial) de Tatuí, que, por intermédio da coordenadora Cíntia Scaglioni, disponibilizara a palestra.


Projeto Parto Humanizado

Dia 26,o Lions Clube promoveu reunião para providenciar a finalização da adaptação de uma sala do Centro de Obstetrícia da Santa Casa de Misericórdia e o desenvolvimento do Projeto Parto Humanizado.

O projeto foi iniciado no ano leonístico 2019/2020, proposto por Clube de Lions de Cerquilho e Tatuí. O desenvolvimento conta com subsídios da Fundação de Lions Internacional (LCIF). Entre os equipamentos já comprados, há o “berço UTI”, que permitirá a estabilização do paciente em caso de urgência e emergência.

A reunião aconteceu na prefeitura, sendo o pessoal do Lions recebido pela prefeita Maria José Vieira de Camargo, por Alessandra V. C. Teles,presidente da Fusstat, e pela secretária da Saúde, Tirza Martins.

Do Lions Clube de Tatuí, estiveram o presidente, Christian Pereira de Camargo, a governadora do Distrito LC-2, Cida Millen, o presidente da Divisão “A1”, Marcos Antônio de Almeida, e a secretária do DLC2, Marisa Bueno C. Almeida.

A entrega da sala reformada e equipada está prevista para início do mês de março de 2021.