Agentes da PM atendem duas ocorrências de tráfico em 3h

89
Da redação

No período de três horas, a Polícia Militar apreendeu três adolescentes e prendeu um homem de 32 anos, acusados de tráfico de entorpecentes. As ocorrências aconteceram na noite de sexta-feira da semana passada, 11, sendo recolhidas porções de maconha, cocaína e crack.

De acordo com a PM, por volta das 20h10, uma equipe recebeu denúncia anônima, informando que os três sujeitos estariam comercializando drogas na esquina entre as ruas Roque Negrão e Idalina Távora, na vila Esperança. A denúncia indicava que dois vendiam as drogas e o terceiro armazenava o dinheiro.

Conforme a PM, ao notarem a presença da viatura, os acusados teriam ficado “nitidamente nervosos”. Antes da abordagem, os policiais teriam visto um dos sujeitos arremessando algo no chão.

Segundo a corporação, um adolescente de 14 anos estava com nove porções de maconha e R$ 74. Com o outro, também de 14 anos, havia R$ 172. Já o indivíduo de 15 anos havia acabado de arremessar 12 porções de maconha no chão.

Questionados, segundo a PM, os adolescentes negaram o tráfico, alegando que as drogas seriam para consumo pessoal. Eles foram levados à Central de Flagrantes e receberam voz de apreensão pelo crime de ato infracional de associação e tráfico de drogas.

Cerca de três horas depois, às 23h, conforme a PM, uma outra equipe fazia patrulhamento pelo bairro Rosa Garcia 2 quando recebeu denúncia anônima indicando que dois sujeitos estavam vendendo entorpecentes pela rua Antônio Orlando Salmasi.

Segundo o boletim de ocorrência, os policiais encontraram uma moto estacionando no local indicado como “ponto de venda”, onde havia duas pessoas. Os agentes observaram que um dos homens caminhava em direção do motociclista para entregar algo.

Diante do “comportamento suspeito”, os agentes tentaram abordar os três sujeitos, porém, um deles conseguiu fugir. Os policiais conseguiram abordar o motociclista (um estudante de 20 anos) e o indivíduo de 32 anos, que entregara algo a ele.

Conforme o boletim, o homem estava com 14 papelotes de crack e seis pinos de cocaína, além de R$ 121,85, enquanto o estudante tinha R$ 62. Indagado, o suspeito negou o tráfico, porém, o motociclista admitiu que estava no local para comprar entorpecentes.

Eles foram levados ao plantão policial e Diogo Aparecido Barbosa Gaspar acabou indiciado por tráfico de drogas. Já o estudante, após assinar termo de compromisso, foi liberado com a moto e os R$ 62.